Trilogia do Círculo – Nora Roberts

capa a cruz de morriganMais uma maravilhosa trilogia da Nora Roberts. Sempre achei que as melhores histórias dela vinham em série e agora esse novo lançamento da Bertrand Brasil veio consolidar essa minha opinião.

Eu sei que os últimos livros da Nora que estavam sendo lançados não estavam agradando muito. Eu mesma, que sou fãzoca da autora, deixei passar alguns sem ler, por causa das opiniões não favoráveis que andei lendo sobre esses livros. E alguns dos que teimei em ler não me entusiasmaram, estavam sendo repetitivos, e acabei enjoando da fórmula. Mas nessa trilogia, os livros A cruz de Morrigan, O baile dos deuses e O vale do silêncio, com Nora Roberts escrevendo o sobrenatural, falando de deuses e vampiros, regando com muito romance, me trouxeram novamente o prazer de ler suas obras.

No primeiro livro, A cruz de Morrigan, o feiticeiro Hoyt viaja quase mil anos no tempo, diretamente para o século 21, para encontrar seu irmão gêmeo Cian, que foi transformado vampiro em sua épocacapa o baile dos deuses, e com ele começar a formar um círculo de seis pessoas, sendo três homens e três mulheres, que deverá acabar com Lilith, que é a rainha dos vampiros e quer dominar todos os mundos.

Com a formação do círculo como pano de fundo, em evidência está o romance que surge entre Hoyt e Glenna, que também domina a magia. Nesse livro também conhecemos Moira, a erudita; Larkin, que tem a capacidade de se transformar de humano em qualquer animal; e o melhor amigo de Cian, King.

Em O baile dos deuses, o círculo será fechado com Blair, caçadora de vampiros, e entre algumas batalhas, segue o treinando para a guerra. E nesse livro é contado como Blair e Larkin se apaixonam e se envolvem.

Mas o meu livro preferido dessa trilogia acabou sendo o último, O vale do silêncio. Aqui, os seis integrantes do círculo então em Geall, mundo de Moira e Larkin e onde acontecerá a batalha final. E onde também o vampiro do bem, Cian, não consegue segurar o seu amor por Moira, nem ela o que sente por ele, e acabam tendo um romance lindo, de fazer suspirar e até chorar.

capa o vale do silencioEstava com tanta saudade de chorar com uma história da Nora! Recuperei esse prazer com o amor de Cian e Moira em O vale do silêncio. Em todos os livros os romances foram lindos, mas no último o amor dos protagonistas me envolveu demais. Talvez por ser um amor impossível ou talvez pelo final surpreendente.

Além dos romances épicos, dos vampiros e da guerra cheia de sangue, os livros ainda contêm um traço de humor. Sendo Hoyt, Moira e Larkin de outras épocas, eles têm aquele jeito floreado de falar, tipo assim: “Eu estava furiosa quando me beijaste antes...”, ou: “Como estás linda hoje.”, e isso contrastava com a gíria e o palavreado moderno de Cian, Glenna e Blair.

O humor também estava presente quando o assunto eram as conveniências atuais, como chuveiro elétrico e caneta esferográfica encantando os personagens dos mundos mais antigos, assim como a falta de água corrente quente e encanamentos irritando os personagens do século 21.

Enfim, essa trilogia é tudo de bom! Matei a saudade da minha querida Nora Roberts escrevendo em grande estilo. Não deixem passar, leiam!

Sinopses:

A cruz de Morrigan - Extravasando seu sofrimento à tempestade, Hoyt Mac Cionaoith esbraveja contra a força do mal que o separou do irmão gêmeo. Essa força se chama Lilith, uma vampira demoníaca. Nascida há milhares de anos, ela atrai um número incontável de homens, devastando-lhes a alma com seu beijo maligno. Poderá Lilith ser detida antes que finalmente consiga dominar o mundo? Hoyt não é páreo para a ninfa do mal. Mas seus poderes vêm da deusa Morrigan, e através dela terá sua grande chance de vingança. Sob o comando de Morrigan, ele deverá reunir cinco outros para formar um círculo de força poderoso o bastante para derrotar Lilith.

O baile dos deuses - Blair Murphy sempre trabalhou sozinha. Destinada a ser uma caçadora de vampiros em pleno século XX, ela vive para caçar. Mas, numa época muito anterior à sua, vê-se como a guerreira num círculo de seis, escolhida pela deusa Morrigan para derrotar a vampira Lilith e seus asseclas.
Dentro de dois meses, o círculo de seis enfrentará Lilith e seus exércitos em Geall. A fim de completar os preparativos e recrutar forças para a batalha, o círculo viajará pelo tempo para o mundo de Larkin, onde Blair deverá escolher entre lutar contra a atração esmagadora que sente por ele ou arriscar tudo por um amor que nunca poderá acontecer.

O vale do silêncio - No reino de Geall, a erudita Moira ergue a espada em nome de seu povo. Agora, como rainha, deve preparar os súditos para a maior batalha de suas vidas contra um inimigo mais pérfido do que qualquer outro que jamais conheceram. Afinal, Lilith, a vampira mais poderosa do mundo, seguiu o círculo de seis através do tempo, rumo a Geall.
Com um cenário descrito com extrema habilidade, Nora Roberts une cenas de ação a intervalos de paixão, desejo e magia. Os personagens são bem-desenvolvidos e, apesar de mágicos, possuem sentimentos bastante humanos e reais. Uma trilogia de fantasia com forte apelo para os fãs de todos os gêneros.

18 comentários:

Jeanne Rodrigues disse...

Driza,

estou com A Cruz de Morrigan há meses na cabeceira da cama e li poucas páginas, a história não me prende.

O problema deve ser comigo então..risos...

Depois dessa resenha empolgante só me resta recomeçar a leitura.

Bjos,

Driza disse...

Oi Jê,

Então, ele começa meio devagar mesmo, até tomar forma, até o círculo estar formado.

Mas depois é só emoção!

bjss

Patricia Cardoso disse...

Olá Driza,

que post magnífico, gostei bastante, pois, eu que não sou muito chegada a Nora Roberts, fiquei louquinha pra lê-los. Quem sabe dessa vez ela me conquiste. Bjs...

Adriana disse...

Driza! Grande dica! Tem tempo que não me encanto com a nossa musa Nora Roberts. Parece que essa trilogia vale a pena. Para a lista de presentes de aniversário!!!!
BJ!

Gabi disse...

Oi Driza

Adorei esse livro, mas ainda não consegui dar continuidade à Trilogia! Estou pagando a língua... Acabei dando o braço a torcer. Realmente Nora Roberts é DIVA!

Beijos

Juss ⋆ Junior Oliveira disse...

Chprei as ultimas vinte páginas como quem amputa um dos membros: eu sabia que estava no fim (era o terceiro volume da série), me identifiquei com Moira desde o ínicio e senti cada dor que ela sentiu quando Cian se foi... Ai que horror. Só de pensar brotam lágrimas dos meus olhos!

Adriana disse...

Driza, já to de olho nessa trilogia faz um tempinho, já li o primeiro capítulo de A cruz de Morrigan e simplismente amei, mas quero comprar os 3 juntos pra poder ler de uma vez, esperando ter dinheiro pra isso, rsrs! bjo!

Driza disse...

Oi Juss,

Nossa, vc falou tudo, me senti exatamente como vc no final da trilogia rsss
Foi tão bom né!?

bjss

Driza

Driza disse...

Oi Paty,

até mesmo eu que sou fã da Nora, não gosto de certos livros dela. A Série Mortal, por exemplo, detesto!
Mas acho que nessa trilogia ela deu uma inovada, então quem sabe vc tb goste, né?

bjss

Driza disse...

Adriana,

eu li o primeiro, amei e fiquei me remoendo para lançarem o segundo logo, e olha que demorou viu!? Acho que vc está certa de ler os três juntos.

bjss

Driza

Driza disse...

Adriana e Gabi,

Tomara que vcs gostem e depois voltem para dizer!

bjss

BlueCloud disse...

Confesso que quando li o título do post pensei "mais vampiros...". Parece que desde a saga escrita por Stephenie Meyer, que eu li e e gostei (não gostei tanto assim do Lua Nova), o que ão faltam por aí são vampiros que se apaixonam por humanos e assim. Com certeza também já se aperceberam disso. Mas depois de ler o resto deste post mudei de ideias em relação a esta trilogia e só consigo pensar no quão também quero lê-la- :)

Já agora, acho que nunca disse o quanto amo este site já desde que era blog, portanto aproveito para dizer e para vos dar os parabéns. :D

Driza disse...

Blue,

qdo peguei os livros, meu primeiro pensamento tb foi "mais vampiros". Mas o universo que a Nora usou é diferente. E não tem nada de romance/suspiros adolescentes.

Obrigada pelas pelavras para o blog, todas nós agradecemos.

muitos bjs

Driza

Amadeu Ribeiro disse...

Estou lendo o último livro da trilogia, mas o meu preferido foi o segundo. Acho a Moira muito sem graça, já a Blair tem o estilo Eve Dallas. O mais engraçado é imaginar que as cenas eróticas do livro 9algumas são bem quentes) estão sendo narradas para crianças através do velho que aparece no início e no final de cada livro. Só a Nora mesmo...

kika disse...

adorooooooo.... serie maravilhosa....... melhor que essa só a trilogia da magia......

mariana disse...

Ai gente, será que sou a única que não curte vampiros, feiticeiros, magia e afins???

Marcia disse...

Olá, Driza

Antes do surgimento dos blogs, eu confesso que só conhecia alguns autores, então sou da época que aguardava ansiosa os lançamentos da Nora Roberts. Por essa razão, sou fã da autora e compro todos os livros dela.
Essa trilogia é muito boa, mas a minha preferida continua sendo da "Gratidão", você já leu? É maravilhosa...

Bjs,

Marcia

Gladys.maris disse...

Vim a procura de indicações sobre a trilogia, pois ganhei hoje e queria saber se era boa. Parece que sim!!! Obrigada.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top