Na Estante do Chá - O Mundo Pós-Aniversário - Lionel Shriver





O Chá tem tanta resenha que nem dá para contar! Já comentamos tantos livros que os leitores nem imaginam! Nas nossas resenhas, já apareceram novidades que estão sendo publicadas agora, raridades que continuam na moda, e livros tão sensacionais que merecem ser lembrados a todo momento. Como tudo é que é bom tem que se repetir, o blog traz de volta resenhas de sucesso, para que os leitores tenham a oportunidade de ler, ou reler, histórias que já pintaram por aqui. Quem já leu, pode aproveitar para lembrar. Quem não leu, fica com a dica imperdível de mais um livro inesquecível !

************************


"Confirmado o talento para o retrato psicológico demonstrado em seu premiado romance Precisamos falar sobre o Kevin, Lionel Shriver, em O mundo pós- aniversário, propõe um olhar corajoso sobre as implicações de uma escolha: quem amar. A autora nos envolve em uma história sobre infidelidade, expondo com muita franqueza os dilemas entre a segurança e a paixão, que podem determinar o fim ou o começo de um casamento.
"O Mundo Pós-Aniversário" retrata o relacionamento aparentemente sólido de um casal de americanos radicado em Londres. Ele é um disciplinado pesquisador de um instituto de estudos estratégicos; ela, uma acomodada ilustradora de livros que depara com uma vontade incontrolável de beijar outro homem; um velho amigo do casal, impetuoso jogador de sinuca que figura no topo do ranking do esporte, um dos mais populares entre os britânicos.
Capítulo a capítulo, Lionel Shriver nos oferece desdobramentos do futuro dessa mulher sob a influência de dois homens radicalmente diferentes, e assim escreve duas histórias. A partir daquele único beijo, mostra alternativas de união ou rompimento, e explora as conseqüências e as motivações mais íntimas de uma escolha.

Determinar qual seria o melhor caminho não é óbvio nem fácil, mas a análise dos dois destinos nos quais a autora enreda os personagens e os leitores é memorável. Escrito com a sutileza e a sagacidade que são as marcas registradas da obra de Lionel Shriver, O mundo pós-aniversário é um apelo para aquele "talvez" que intriga e provoca todos nós."

Há anos, Irina e Lawrence passam o aniversário de Ramsey com ele. Herança dos tempos da parceria profissional de Irina com sua ex-mulher, Ramsey, ídolo mundial da sinuca, é um peso para o casal, que se vê obrigado a repetir o ritual anualmente, sem falhar. Intercalando bons e maus aniversários, o compromisso permanece imutável. Lawrence e Irina gostariam que o compromisso acabasse, mas, toda a ética da obrigação social torna impossível que eles abandonem o ritual.

Até que chega o aniversário em que Lawrence está viajando a trabalho, Ramsey está divorciado e Irina se vê obrigada pelo marido a comemorar o tal aniversário saindo com ele. Pensando na situação de Ramsey, na tristeza em passar o aniversário solitário, ela aceita o convite para essa comemoração entre dois amigos.

A partir daí, o livro surpreende, dividindo-se em duas histórias.

Em uma delas, Irina se deixa seduzir por Ramsey e trai o marido.

Na outra, Irina permanece fiel ao marido Lawrence.

Mergulhando no aspecto psicológico dos relacionamentos pela visão de Irina, a escritora constrói duas histórias incríveis. Duas Irinas completamente diferentes habitando a mesma mulher e vivendo duas vidas paralelas.

A Irina que trai é quase uma adolescente. Para ela, Ramsey é um sonho realizado, o "cara" que ela sempre quis namorar, o homem que tira o fôlego, lindo, sexy e rico, que lhe dá o status de mulher de um ídolo, invejada por todas. Essa aventura amorosa é o que move sua vida, cheia de perigos e excitação.

A Irina fiel é uma mulher séria, comedida, econômica, com a vida intelectual ativa, e o aspecto físico em segundo plano. Rotina é o que define seu casamento com o comum Lawrence, e o marido tem o status de melhor amigo e companheiro de uma relação calma, sem surpresas. Adaptada a essa realidade, Irina vive segura e a perspectiva do futuro parece ser somente esperar a velhice ao lado do marido.

O que dita esse livro é a forma como um relacionamento modifica atitudes. O ser humano muitas vezes é definido pela forma como o outro o vê. Exclui-se das fantasias românticas o aspecto da realidade inevitável que atinge todo casal. Vive-se na expectativa de agradar, de ser o que o outro espera. E, da mesma forma, somos conforme o relacionamento nos molda. Em cada interação social, o que aparece é a face que se quer mostrar ao outro. As imperfeições são escondidas e esquecidas em prol da realização da vida romântica ideal. Irina é a prova dessa teoria.

Com cada um dos seus "amados", ela é uma mulher. Mas, inevitavelmente, as duas Irinas percebem que não é somente o desejo que governa o destino. Mesmo decidindo pelo melhor, Irina é sempre surpreendida pelas circunstâncias, que vão modificando ambos os "casamentos", levando por caminhos novos, felizes ou tristes.

Curioso é ver as situações paralelas nas duas histórias, e como cada Irina resolve os problemas e as dúvidas. Nas divagações da personagem, viajamos pela sua mente e até esquecemos que se trata da mesma pessoa com duas vidas.

O resultado é um livro inesquecível, profundo e reflexivo. Irina é a amostra perfeita das mulheres, porta-voz da insatisfação e da imaginação femininas. E isso produz literatura da melhor qualidade. A autora já ocupa lugar de honra na minha estante.

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

21 comentários:

Juliana Vianna disse...

Nossa! Parece ser um livro incrível. Só pela sua resenha, eu posso perceber a complexidade da história; que uma escolha não define só a sua vida, mas você mesmo.

Parabéns pela resenha, adorei!

Beijos, Ju

Flávia Kelly disse...

Fiquei mto curiosa com a história ;)

Obrigada pela dica!

Vivi disse...

Aline, não é de agora que ouço comentários positivos sobre esse livro. Sua resenha me cutucou de um jeito que só vendo!

Beijocas
Vivi

Aline disse...

Meninas,
Obrigada pelos comentários.
É um livro incrível e bem diferente. Vale a pena ler!
Bjs

Patricia Cardoso disse...

Olá Aline,

dica devidamente anotada.Gostei muito da resenha. Bjs...

Leninha - sempre romantica disse...

Adorei a resenha!
Adoro livros que mexam com o psicológico das pessoas, e esse ainda parece ser divertido!
Anotado na lista de desejos!
Já tinha ouvido falar, mas agora deu vontade deler!

Evelyn Chen disse...

Gente, eu a-d-o-r-e-i o livro, essas duas perpectivas me chamaram muito a atenção, espero ter a oportunidade de ler esse livro, mesmo sendo uam história, acho que ele é bom para pessoas que são inseguras no relacionamento. Amei a resenha, está de parabéns ^^.

O Mundo escuro de Morringhan disse...

Adorei a resenha!Quero muito ler "Precisamos falar sobre o Kevin", mas esse aí acho que vou demorar um pouco para ler. Sei que é uma história incrível, muito bem composta, mas assisti a pouco tempo um anime com essa temática. A diferença é os desdobramentos dos possíveis futuros acontecia com um garoto colegial. Sei, sei. Livro é livro. Anime é anime. Mas é que se eu ler agora vou estar cheia de referências da outra história. Mas fica anotada a dica para um futura leitura, ok?
kisses ^_^

Elisandra disse...

Nossa essa resenha me deixou curiossissíma para conhecer tanto o autor quanto suas obras...parece ótimo...parabéns por escrever uma resenha, clara, bem estruturada e com gostinho de quero mais. Espero poder ler esse livro em breve....beijokas elis!!!!

RUDYNALVA disse...

Gosto de livros que analisam a personalidade e os nuances dos personagens envolvidos.
Gostei demais da resenha e como sempre bem feita.
cheirinhos
Rudy

Jeanne Rodrigues disse...

Aline,

eu já li resenhas sobre esse livro.

Parece ser bom.

Livros com situações como essa nos fazem refletir sobre as escolhas que fazemos para a nossa vida.

Bjos,

Regina disse...

Parece ser um livro muito interessante!

Dica anotadíssima!

bjs

Adriana disse...

Gente, eu não tinha visto esse livro ainda! A história parece ótima, ótima não, maravilhosa! Amei a resenha, profunda e completa! Anotadíssima a dica, vou comprar assim que puder!

Driza disse...

Amei a resenha, Aline, deu vontade de sair correndo atrás de um exemplar.

bjss

Driza

livroecafe.com disse...

Eu adorei esse livro, mas me incomoda muito a Irina viver em função dos homens, ela não escolhe, sempre deixa nas mãos deles o rumo que a relação vai ter. De toda forma é um livro muito bem feito, Lionel é uma de minhas escritoras favoritas.

Um beijo

Francine

Valéria Knopp disse...

O livro nos retrata: somos duas em apenas um corpo. Temos momentos em que queremos ser infiéis a nossos sonhos, desejos, maridos e tudo o mais. E outro, que muita das vezes prevalece, que é a fiel, correta e que deixa determinados sonhos para viver suas escolhas, mesmo que não felizes. Acho interessante como a autora promove essa reflexão com uma mesma personagem. Vale a dica!

Jordana Broering disse...

Já tinha lido a resenha aqui no blog e fiquei morrendo de vontade de lêlo, porém o tempo passou e acabei não comprando o livro. Agora a vontade voltou, mas agora pretendo comprar logo. A história parecer ser muito boa e o estilo de livro bem diferente.

Beijinhos

RUDYNALVA disse...

Aline!
Acho bem louvável resgatar resenhas de livros mais antigos, que não estejam na roda da badalação. Esse mesmo não conhecia e gostei muito da resenha. Parabéns!
Cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

Adriana disse...

Não tinha lido nada desse livro ainda, gostei como a história é contada, os personagens parecem bem próximos da realidade!!! Com certeza vou ler, claro!

kika disse...

dica anotada..... com certeza vou ler.....

BLOGALUIZA disse...

Achei esse livro muito chato. Super maçante.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top