Gritos do Passado - Camilla Läckberg

Gritos do Passado
Camilla Läckberg

Em uma manhã de verão, um garoto sai para brincar na praia. Porém, suas brincadeiras são interrompidas de maneira abrupta quando ele encontra o cadáver de uma jovem nua. A polícia é chamada à cena e não demora muito para concluir que a mulher fora assassinada. O mistério aumenta quando os policiais descobrem que embaixo do corpo da mulher foram colocados esqueletos de outras duas jovens dadas como desaparecidas desde o final dos anos 1970.

Para juntar as peças desse quebra-cabeça, o policial Patrik Hedström é designado como chefe da investigação, o que o obriga a abandonar suas férias e sua esposa, Erica Falck, grávida de seu primeiro filho. 
 Erica, porém, não consegue ficar sem se envolver e decide ajudar Patrik pesquisando informações na biblioteca local. A partir daí, novas revelações começam a dar forma à investigação: os esqueletos podem ser de duas jovens desaparecidas há mais de vinte anos. Descobertas que trazem à tona antigos conflitos da família Hult, cujo patriarca, o pastor protestante Ephraim, mobilizava multidões de fiéis em seus cultos acompanhado dos dois filhos, Gabriel e Johannes, dotados de poderes de cura. Na época, um misterioso suicídio, ligado ao desaparecimento de uma das jovens, dividiu a família em duas ramificações que agora, diante das novas descobertas, terão de lidar com feridas antigas que ainda sangram. 

Eu sou fã de romances policiais. Quando tem suspense, mistério e uma trama de assassinato bem trançada eu gosto ainda mais. Camilla Läckberg consegue tudo isto nesta história.

Enquanto acompanhamos Patrik Hendström, o policial que estava em férias responsável pelas investigações do assassinato descoberto na pequena cidade de Fjällbacka, uma cidade portuária da Suécia, a autora faz pequenos flashbacks para mostrar o que acontecia em 1979 com as garotas desaparecidas na mesma cidade.

As investigações no passado e agora no presente apontam para a família Hult, cujo patriarca era um Pregador fajuto que usava os dois filhos para mobilizar fiéis. Um dos filhos suicidou-se depois de ser acusado de ter sumido com as jovens em 1979 e sua família se desestruturou: mulher e filhos. O outro é o filho menos carismático que tem mulher e dois filhos: Jacob e Linda.

Jacob é o rapaz perfeito, casado, com dois filhos, cristão e voluntário no auxílio de pessoas necessitadas. Linda é a filha rebelde e revoltada, que namora escondido em dos primos Johann. Robert e Johann são filhos de Johannes, o suicida, e são homens envolvidos em problemas, roubos e falcatruas.

A família é cheia de segredos e enquanto a autora os vai desvendando aos poucos, acompanhamos também a mulher do policial Erica, grávida de 8 meses, sem o marido em casa (que está nas investigações), recebendo muitos “amigos” e parentes que vem abusar da sua hospitalidade e do clima quente que faz na cidade turística. Nem só do mistério é a história. E Camilla Läckberg consegue ir e vir muito bem nas histórias que se entrelaçam.

Eu não consegui parar de ler porque eu sabia quem era o assassino (imaginava até a história das duas moças em 1979), mas surgiam novas evidências a toda hora e eu ficava me perguntando o tempo todo, será outro????

Adianto que tem vários pequenos suspenses e todos são resolvidos bemmmmmm no finzinho....

Anotei o nome da autora, porque são difíceis de se encontrar bons romances policiais e ela conseguiu me prender. Jovem e com talento!!! Vamos ficar de olho nela...

Ela tem mais um livro publicado no Brasil também pela Editora Planeta: A Princesa de Gelo. Onde Erica (a grávida deste livro) é a personagem principal. 

http://www.editoraplaneta.com.br/img/general/spacer.gifCamilla Läckberg nasceu em 1974, em Fjällbacka, Suécia. Antes de se tornar uma das mais conhecidas escritoras de romances policiais do mundo trabalhou, por vários anos, como produtora e diretora de marketing.

Esta resenha é mais uma parceria do blog Um Livro no Chá das Cinco com a Editora Planeta. Recebi o livro na sexta dia 18-03 e devorei em menos de dois dias. Muito bom mesmo!!! De muita qualidade. Recomendo aos que adoram um bom policial.

10 comentários:

Driza disse...

Oi Medéia minha linda,

ainda nem li e já amei esse livro. Está do jeitinho que gosto nos romances policiais. Tb já anotei a autora.

bjsss

Sweet-Lemmon disse...

Quando li o título confesso que não havia me *cativado* , por assim dizer. Achei que era mais uma dessas estórias sobre a segunda guerra (que, honestamente já me cansaram) mas Nossa depois que li a sua resenha fiquei SUPER interessada!

Suspense/Policial é o meu gênero favorito e este livro parece ser muito bom! !

Bjos!

Thaís Gisele
~Sweet-Lemmon
http://umaconversasobrelivros.blogspot.com/

Adriana disse...

Gente, eu já tinha lido uma resenha desse livro e fiquei interessadíssima nele, já estava na minha lista, dica mais que aprovada! Ótima resenha! Bjo!

Kézia Lôbo disse...

NOssa quero ler, a resenha ficou demais e
a hitoria parece mesmo muito empolgante!

Jeanne Rodrigues disse...

Medéia,

precisa falar?

Eu quero..risos...

Nossa, adorei sua resenha e me deixou louca por esse livro.

Na lista, com certeza!

Bjos,

Aline disse...

Medéia,

Comprei o primeiro da série e estou louca para começar a leitura. O primeiro, que foi criticado por erros de português, foi totalmente revisado e relançado. Claro que vou ler o primeiro já pensando no segundo...

Adorei o post.

Bjs

Leninha - sempre romantica disse...

Um romance policial digno de nota, gostei!
Pelo jeito esse é daqueles que prendem do inicio ao fim, mas um para a lista!
Quero mais dicas policiais, e´sempre bom para futuras leituras!

Juliana Vianna disse...

Ah, então esse é o segundo livro. Gostei muito dos personagens, e como li a resenha de A Princisa de Gelo, quis vir aqui dar uma conferida, rs. Adorei, seu entusiasmo com a autora me deixou curiosa pela trama. :D

Beijos, Ju

Thata disse...

Opa, se passa na Suécia? Deixa eu terminar de ler a resenha, me instigou...hum...
Caramba, que famílias hein! É um "desenterro" de segredos e mágoas...
Essa autora eu não conhecia. Achei legal o fato de não começar como escritora, mostra que para ser boa escritora nem sempre acontece no tempo que a gente quer.Quem sabe antes ela nem sonhava ser tão famosa assim?

Bjs

mariana disse...

Mais um pra minha wishlist!Aiminhanossasenhoradocartaodecredito!!!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top