Desafio Literário - Abril



Filha da Fortuna - Isabel Allende.

"Eliza Sommers é uma jovem chilena que vive em Valparaíso em 1849, ano em que se descobre ouro na Califórnia. O seu amante, Joaquín Andieta, a abandona, e parte para o Norte decidido a fazer fortuna e ela decide procurá-lo. A viagem infernal, escondida no porão de um veleiro, e a convivência numa terra onde só há homens e prostitutas atraídos pela febre do ouro, transformam a jovem inocente numa mulher fora do comum. Entretanto, toda essa transformação é feita com a ajuda e o afeto de Tao Chi'en, um médico chinês que a protege ao longo de uma viagem inesquecível pelos mistérios e contradições da condição humana. Filha da Fortuna é o retrato palpitante de uma época marcada pela violência e pela cobiça, onde cada protagonista redescobre o amor, a amizade, a compaixão e a coragem. Neste livro, considerado o seu mais ambicioso romance, Isabel Allende descreve um universo fascinante, povoado de estranhas personagens que, como tantas outras da autora, ficarão para sempre na memória e no coração de seus leitores."


Ler Isabel Allende foi um desafio fascinante. Passei um mês conturbado, onde procurei leituras rápidas. A Filha da Fortuna foi um romance que merecia ser mais profundamente degustado, pela beleza e detalhamento contidos em seus capítulos. Li em poucos dias, mas gostaria de ter tido mais tempo com Eliza e seus coadjuvantes. A história chilena, a exploração do ouro, a descoberta dos países distantes, tudo isso é encantador, e, nas palavras da autora, é irresistível.


Eliza é uma suposta órfã criada pela influente família Sommers, ingleses que se estabelecem no Chile. Na adolescência, apaixona-se perdidamente por um jovem, e foge para os Estados Unidos em busca de seu grande amor. Acaba na companhia de um misterioso chinês, na Califórnia, em meio à exploração do ouro. O livro trata da história de Eliza, seu crescimento, suas dores, suas decepções, suas alegrias. É uma heroína forte, valente, destemida. Outros muitos personagens se encontram na teia tecida pela autora. Com reviravoltas surpreendentes, o livro é gostoso de se ler. Embora tenha uma narrativa lenta, com pausas que retornam ao passado, ficamos aguardando o desenrolar dos fatos, ansiosos pelos próximos acontecimentos.


A escrita é permeada de expressões da cultura local. Descrições detalhadas nos situam na época do ouro na Califórnia. Sentimo-nos como antigamente, vivendo entre os povos que descobriram e exploraram riquezas nos Estados Unidos. Percebi que as mulheres de fibra são as rainhas das obras de Isabel Allende. Gostei muito do livro e pretendo ler o final dessa trilogia que atravessa 200 anos da história chilena.

E o Desafio Literário 2010 continua! Veja no link todas as resenhas.



8 comentários:

Bia Carvalho disse...

Ta aí uma autora para a qual eu nunca dei a devida chance, mas sempre quis ler um livro dela, especialmente Zorro ou A casa dos espíritos! Espero que esse ano eu consiga!

Bjs

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Ainda nao li nada de Isabel Allende, mas estou querendo comecar pela Casa dos Espiritos! Boa escolha e o'tima resenha. beijos

Nanda disse...

Ei Aline,

Eu amo a autora de paixão, e fiquei feliz de ver que foi a mais escolhida do desafio deste mês.

Este eu ainda não li e quero ler, adorei a resenha.

A casa dos espíritos é o meu preferido mas no desafio li Eva Luna e amei, depois olha la a resenha :)

bjo

Aurelia disse...

Também nunca li nada da Isabel Allende, irei cuidar disso assim que der.Gostei da história e devo começar por esse.
Bjs.
Ps. Meninas, me tirem da escuridão.Alguém tem notícia da edição ou reedição dos livros da Judith?

Vivi disse...

Aline, eu também não tive o prazer de ler algo dessa escritora sempre tão bem recomendada. Sua resenha como sempre aguçou minha vontade e curiosidade de conhecer essa obra literária.

Beijos

Adriana disse...

Oi Aline!

Da Izabel, eu li Zorro, e adorei. Ainda vou tomar coragem e ler outros.

Vi uma entrevista da autora, e parece que sua vida, por si só, dá um romance em muitas partes...

Ótima resenha!!! (como sempre, né?)

Driza disse...

Oi Aline,
tb gostei muito desse livro qdo o li.
Concordo que tem que ter um pouquinho de paciência, mas que fascina não tenho dúvidas.

bjs

Driza

**Saudades dos nossos papos no msn....

Jeanne Rodrigues disse...

Aline,

ainda nao tive a oportunidade de conhecer as obras dessa autora.

Tá na lista..

Bjos,

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top