Desafio Literário - Fevereiro - Coraline

Coraline - Neil Gaiman
Editora Rocco

Era uma vez...
Sou fã de Neil Gaiman desde Sandman e Orquídea Negra, na minha fase quadrinhos. Quando descobri seus livros, fui colecionando conforme meu bolso e a disponibilidade permitiam. Ele é muito bom transferindo mitologias para histórias que são ao mesmo tempo densas, engraçadas e cheias de esperança. Belas Maldições é meu livro preferido dele e me fez rir muito com o anticristo pré-adolescente ambientalista com um cachorro chamado Lúcifer.

Neil Gaiman

Coraline nunca me chamou muito a atenção porque era um livro curto, com pouco mais de 150 páginas, e que fugia um pouco do estilo de Gaiman, já que era um “conto de fadas moderno”. Então falou-se do filme (que ainda não vi), e a crítica foi muito boa. Ouvi de bons críticos a palavra “assustador”. Aí sim fiquei interessada.

Como eu sempre tenho muitos livros na minha lista de compras, Coraline foi ficando para depois, e depois, e depois... Foi então que o Desafio Literário me proporcionou a chance de, em Fevereiro de 2010, ler este assustador Conto de Fadas criado por Gaiman.
Coraline é a nossa heroína. Uma menina normal, ligeiramente entediada como todas as meninas muito ativas de sua idade. Mora com os pais em um casarão antigo que foi transformado em apartamentos para alugar. Seus pais trabalham em casa, mas estão sempre ocupados o que a deixa ainda mais entediada. Seus vizinhos são absolutamente malucos: duas velhas atrizes que falam de suas peças antigas e agem como se ainda estivessem sob as luzes de um teatro, e um velho pirado que acha que conversa com ratos que treina como se estivessem em um circo bizarro.

Para afastar o tédio, Coraline gosta de aventurar-se em explorações ao redor e dentro de casa. Adorei a idéia do pai da garota que a manda contar janelas, portas e tudo o que for azul. Depois de explorar toda casa e arredores, visitar os vizinhos, desenhar, contar e entediar-se ainda mais, ela descobre uma porta que dá em outra casa.
Uma casa em um mundo surreal que é exatamente igual a sua, com pais iguais aos seus (só que tem botões no lugar de olhos), vizinhos quase iguais aos seus e onde os ratos falam e o gato que circula pelo casarão também fala. A Outra Mãe e o Outro Pai (como são chamados) brincam com Coraline e a cercam de guloseimas e atenção. Sua Outra Mãe pede que fique com ela, mas com uma condição: trocar seus olhos por botões. Coraline então decide voltar para casa, deixando sua Outra Mãe desapontada.

Quando volta descobre então que seu Pai e sua Mãe estão desaparecidos. E então é que começa a parte mais assustadora da história.
Quer assustar uma criança? Leia Coraline para ela...
Quer assustar-se? Leia Coraline à noite, sozinha em casa e depois fique no escuro... J
Agora estou louca para ver o filme.

Esta é uma leitura rápida e muito, muito boa.
Trechinho de Coraline  para vocês:

- Então, o que devo fazer agora? – perguntou Coraline
O outro pai apontou para os lábios. Silêncio.
- Se você nem mesmo vai falar comigo – disse Coraline – , então vou explorar.
- É perda de tempo – disse o outro pai. – Não existe nenhum outro lugar a não ser aqui. Foi tudo o que ela fez: a casa, o terreno e as pessoas da casa. Ela fez e esperou. – Então ele pareceu constrangido e pôs o dedo à boca novamente, como se tivesse acabado de falar demais.

Este livro foi premiadíssimo e comparado até com Alice no País das Maravilhas. Recomendo, e muito, a leitura.

7 comentários:

Laura Schwartz disse...

Sempre ouvi falar em Coraline mas também não conhecia a história. Agora fiquei curiosa mesmo. Boa dica e ótima resenha!

Bjo.

Regina disse...

Não conhecia essa história e agora fiquei super curiosa!!!

Também estou lendo Neil Gaiman para o DL, mas Stardust.

bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Medéia,

sou uma das muitas que ainda nao conheço Neil, mas agora tenho que mudar isso.

É mto assustador ? risos...Fiquei com medinho....

Mto interessada e colocando na lista.

òtima resenha.

Bjos,

liziany disse...

Poxa, legal esse post! Fiquei muito interessada em ler Coraline depois dele!
:P

Nanda disse...

Ei Medéia,

Adorei a resenha e as ilustrações. Nunca li nenhum livro dele e fiquei curiosa para ler este, embora não goste muito de histórias assustadoras, principalmente a noite rsrsrs

Bjoo

Lili disse...

Gaiman é maluquinho!
O cara é muito inovador, e não é uma leitura para todos realmente...
Mas, só li uma obra desse autor, quero conhecer mais!
Quem sabe esse?!
Adorei sua resenha Medéia!
Beijos
Lili

Pryscilla disse...

O primeiro livro que li do Neil, que eu já conhecia de Sandman, foi Coraline e me apaixonei tanto pela história quanto pelo jeito enxuto e ao mesmo tempo emociante dele escrever.

É assustador, mas divertido, tudo junto. É realmente ótimo!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top