Desafio Literário - Fevereiro 2010



Todos nós já ouvimos a história de Cinderela, a bela criança transformada em escrava e renascida das cinzas. Mas e suas irmãs de criação, as duas exiladas na ignomínia pela fala da amável filha de seu padrasto? Qual destino é guardado àqueles desprovidos de beleza? E que maldições acompanham a bela aparência?

Contextualizada na Holanda do século XVII, Confissões de uma Irmã de Cinderela conta a história de Íris, uma heroína peculiar que sai das ruas de Haarlem para um estranho mundo de riqueza, artimanhas e ambição. Seu caminho cruza-se com o de Clara, a menina misteriosa e assustadoramente bonita destinada a se tornar sua irmã. Enquanto Clara se refugia nas cinzas do acolhimento da família, Íris sai em busca dos obscuros segredos de sua nova casa e da traiçoeira verdade de sua antiga vida.

Muito mais do que um simples conto de fadas, Confissões de uma Irmã de Cinderela é um romance de beleza e traição, ilusão e entendimento, que nos lembra que a decepção pode surgir, assim como o amor, dos lugares menos esperados.



UM LIVRO QUE NOS REMETA AOS CONTOS DE FADAS é o tema deste mês no Desafio Literário proposto pela nossa queridíssima Vivi, e o livro escolhido por mim foi CONFISSÕES DE UMA IRMÃ DE CINDERELA DE GREGORY MAGUIRE.

A história se passa na Holanda do século XVII, em que a paupérrima viúva Margarethe, se vê com suas duas filhas: Iris e Ruth, passando fome nas ruas. E quando Margarethe consegue um emprego de governanta na casa dos Van den Meer um mundo de riqueza e beleza se abre para a feia Iris. Iris terá confrontado seu maior temor, junto à estonteante Clara, menina de rara beleza.

É nesse contexto, que temos este singular conto de fadas, onde não é apenas a Cinderela que sofre ao ser relegada a uma simples criada da casa, mas, temos Iris, que se vê dividida no medo de desagradar a sua louca mãe, e abandonar sua irmã a escravidão de sua casa.
Mas, como todo conto de fadas, Cinderela triunfa em seu baile, em que Iris foi sua fada madrinha, pois, juntamente com seu amado Caspar, proporcionou as condições para que Clara, nossa Cinderela, pudesse conquistar o seu príncipe.

O livro não me cativou, porém, destaco o que o tornou interessante foi o epílogo, onde temos o depois do FELIZES PARA SEMPRE.

11 comentários:

Kézia Lôbo disse...

Acho que mais dois participantes leram esse livro e disseram a mesma coisa, ele não é muito cativante...
Então eu passo, mas sua resenha ficou otima...
XD

Bia disse...

Puxa, eu ainda não fiz a resenha de Stardust, que é o meu livro de fevereiro, mas eu já o li todinho!!!
Acho que nesse final de semana eu cumpro com minha obrigação hahahaha

Bjs

Laura Schwartz disse...

Pois é, parece que todo mundo que leu Gregory Maguire sentiu a mesma coisa, as idéias são fantásticas mas a leitura não consegue ser tão prazerosa.

Nanda disse...

Eu achei a sinopse muito interessante mas tbm vi outra pessoa comentando a mesma coisa ele.

Por enquanto eu passo mas adorei ler contos de fadas adaptados.

bjo

Dominique disse...

Hummm... parece interessante!

Atualmente, tem surgido mtos livros 'contos de fadas' moderno. Será a nova tendência??

Bjs.

Vivi disse...

Ih, Paty! O desafio é bom para analisar a cotação dos livros. Esse tá em baixa. Não foi bem avaliado, não! Tô sentindo que não vou lê-lo mais não...

Beijocas e obrigada pela participação!

Elisandra disse...

Não é sempre que encontramos um livro que não cativa várias pessoas, mas faz parte....porem voce fez uma bela resenha parabéns...bjus elis!!!!

Driza disse...

Oi Paty,

já li esse livro. Concordo que não é dos melhores, mas vale o passatempo e a diversão.

bjs

Driza

Lili disse...

Como pode um livro ter uma ótima sinopse e no final não é nada disso?!
Chato né?
Por enquanto tb passo...
Melhores leituras pra vc Paty ;)

Beijinhos
Lili

Aline disse...

Oi, Paty,

Já encontrei esse livro em sebos, mas fazendo uma leitura dinâmica, de páginas aleatórias, não me cativou.
Vi ele na sua lista e estava esperando o seu comentário.

Bjs

Thata disse...

A história DESSE livro pode não ser cativante, mas vamos imaginar nas mãos de quem sabe nos empolgar, rimos sozinhas (pagando micos), torcer e suspirar no final? Acho que a história é boa, um título interessante, mas talvez não escrita de formar certa.
Alguém tem uma sugestão de quem poderia escrever melhor esta história?

Beijos

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top