Love in Touch de Lucy May Lennox








Kassie tem se sentido à deriva desde que seu pai morreu quando ela estava na faculdade. Agora com 24 anos e morando em Seattle, ela se interessa em aprender a linguagem de sinais por causa de seu companheiro de quarto, que é  intérprete de linguagem de sinais. Um dia, em um evento da comunidade de surdos, ela vê um jovem sentado sozinho. Kassie se sente compelida a tentar sinalizar com ele – o fato de ele ser muito bonito não conta.

Jake nasceu surdo e cego. Sua deficiência o cortou do mundo, mas debaixo de seu exterior isolado há um rapaz esperto e doce e com um senso de humor seco. Apesar das probabilidades, ele é altamente educado, mas aos 26, ele se vê preso, com poucos amigos e sem planos de carreira claros. Até que uma garota com cheiro doce se apresenta a ele inesperadamente e lhe abre todo um mundo novo.

Jake é mais inteligente e genuíno do que qualquer um que ela já conheceu e, pela primeira vez, Kassie começa a sentir que sua vida tem uma direção. Mas quando a amizade entre eles se aprofunda a algo mais, a dificuldade de comunicação entre eles apenas aumenta, e parece que todo mundo que eles conhecem acha que o relacionamento não vai dar certo. Como eles poderão chegar a um entendimento mais profundo um do outro e encontrar um futuro juntos?


Esse livro estava gratuito na Amazon e me interessei pelo resumo. Nunca tinha lido sobre um personagem surdo e cego antes e fiquei curiosa para ver como se desenrolaria a história. Devo dizer que me encantei com os personagens e com o modo como a autora desenvolveu o assunto.

Kassie começou a estudar a linguagem de sinais por causa de Erik, o rapaz com quem divide o aluguel. Erik é filho de pais surdos e sempre utilizou os sinais. Ela está encantada em aprender a linguagem  e se mostra uma estudante dedicada. Tanto que acaba acompanhando o amigo a uma reunião onde os membros são surdos/cegos – pessoas que estão perdendo a visão por diversos motivos. E é nessa reunião que Kassie vê Jake pela primeira vez.

Jake nasceu surdo e cego. Ele é um homem muito bonito e atrai a atenção de Kassie. Mas para se comunicar com ele, ela precisa da ajuda de Carter, que é o interventor de Jake, que se comunica usando um alfabeto diferente da linguagem de sinais que Kassie está acostumada: o alfabeto manual de cegos/surdos. Essa comunicação é feita através de toques na mão onde dependendo do toque é uma letra. 

Kassie se interessa em aprender essa linguagem também e, no próximo encontro, ela tenta conversar com Jake dessa maneira e eles conseguem trocar os endereços de e-mail antes de a comunicação se degringolar. Kassie não consegue sinalizar rápido e Jake tem dificuldade em acompanhar e há um mal entendido entre eles. Mas quando Kassie está perdendo as esperanças de fazer amizade com Jake, ela recebe um e-mail dele, onde ele se explica e esclarece alguns pontos para ajudá-la. E, através do e-mail, os dois começam a trocar mensagens instantâneas e vai surgindo uma amizade muito linda entre os dois, pois com a facilidade de "conversar" online eles conseguem se abrir um com o outro e ir mostrando as personalidades e gostos e se descobrindo. Kassie percebe que Jake é um rapaz muito inteligente – chegando inclusive a frequentar a universidade por um tempo, apesar de ter de abandonar por falta de materiais para estudo e desinteresse da maioria dos professores em proporcionar livros e textos em braile para ele poder acompanhar as aulas. 

Só que pessoalmente os dois ainda enfrentam algumas dificuldades de comunicação... Mas isso não impede nem diminui a vontade de se ver e se tocar e conviver um com o outro. E é muito lindo ver Kassie e Jake ir vencendo cada dificuldade, enfrentar cada adversidade e mostrar que quando se tem vontade e amor tudo é possível. Mesmo com os amigos dela achando que ela é louca por se envolver com um "deficiente" e os pais dele com medo de ele se machucar, os dois não desistem de se dar uma chance. E o interessante é que vemos um abrindo todo um mundo novo para o outro!

Gostei muito do modo como a autora nos leva pela mão ao descrever a vida de Kassie e Jake. Vemos Jake adulto e capaz de se comunicar – com muita dificuldade e só com quem tem interesse – e ficamos pensando como ele chegou até ali. Não dá para não imaginar a dificuldades e barreiras que os pais dele enfrentaram para que ele se desenvolvesse. E também é difícil não se comover com a dificuldade que uma pessoa cega e surda deve se deparar diante da vida! 

A história, apesar de romântica, não deixa de mostrar as dificuldades que o relacionamento de Kassie e Jake enfrentam. Um livro muito lindo e sensível.


4 comentários:

Andréia Renata disse...

Que resenha linda!!! *-* esse livro parece ser muito emocionante, pena que não tem o livro físico em português né. Mas futuramente caso eu tenha oportunidade,com certeza o lerei. Obrigada pela indicação

Telma Souza disse...

Nossa!!Me emocionei...linda resenha,tb fiquei triste por não ter a disponibilidade do livro em Português.
Enfim,esperaremos por um dia,talvez,quem sabe...

Livros com café disse...

emocionante, fiquei super curiosa para ler com certeza entrou pra minha lista depois dessa resenha
da uma olhadinha no meu blog tem sempre uma resenha nova
blog Livros com café

O Mundo escuro de Morringhan disse...

Menina fiquei intrigada, quando eu desacumular os livros que já comecei a ler vou querer conhecer esse livro. Bem diferente esse livro e acho que deve trazer uma incrível lição de vida. Parabéns pela resenha ^.^

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top