Todo Dia de David Levithan

Toda manhã, A acorda em um corpo diferente, em uma vida diferente. Não há qualquer aviso sobre quem será ou onde estará em seguida. De menina a menino, rebelde a certinho, tímido a popular, saudável a doente; A precisa se adaptar.

Já se acostumou com isso e até criou algumas regras para si. Primeira: nunca se apegar; segunda: jamais interferir. E tudo corre bem... até que A desperta no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon.

A partir desse momento, as regras pelas quais tem vivido não fazem mais sentido. Porque, finalmente, A encontrou alguém com quem quer ficar; dia após dia, todo dia. Mas como esperar que uma pessoa que sempre viveu uma vida normal possa entender a realidade de A? Ou até mesmo acreditar nela?

Enquanto lutam para se reencontrar a cada a cada 24 horas, ambos precisam enfrentar seus próprios demônios, superar suas limitações e redefinir suas prioridades. Rhiannon conseguirá ficar com alguém que muda a cada dia? E até onde A acha justo (ou ético) interferir nas vidas de quem habita? Mas, principalmente, o amor pode mesmo vencer qualquer barreira?







Esse livro é de uma criatividade enorme. Ao ler o resumo fiquei super curiosa pra ler e entender como A vive mudando de corpo em corpo e como o autor iria desenvolver tal história. E posso afirmar: ele me surpreendeu a cada página!

A acorda a cada manhã num corpo diferente. Pode ser homem ou mulher. Pode ser atleta ou drogado. Pode ser saudável ou doente. Gordo ou magro. Branco ou negro. Hétero ou gay. A cada despertar ele tem de acessar as lembranças do corpo que está habitando e viver da melhor maneira possível para não causar problemas a seu hospedeiro. Ele tenta fazer o melhor que sabe e podemos perceber que A é um cara legal e ético. Ele tenta interferir o mínimo possível na vida da pessoa que ele será nesse dia. A não ser no dia em que habita o corpo de Justin e conhece Rhiannon...  Nesse dia, A resolve ser ele mesmo e ter um dia diferente.

Rhiannon desperta em A um lado protetor que ele não sabia existir. Ele consegue ver a fragilidade e o modo como ela deseja a atenção e carinho de Justin e resolve dar isso a ela. Eles tiram a tarde para ir ver o mar e conversar e se beijar. Uma tarde mágica que mexe com A e o faz desejar mais da vida que leva do que sabe ser capaz de ter. Mas como manter um relacionamento se ele não sabe onde vai estar e quem vai ser no dia seguinte? E, mais importante, como convencer Rhiannon de que ele é A, um ser com personalidade própria,  mesmo estando em corpos diferente todos os dias?

Eu adorei o modo como David vai nos conduzindo pela história de amor entre A e Rhiannon através dos dias. Em cada pessoa que A habita há uma lição, uma vida, um corpo e uma vontade que A precisa conhecer e vivenciar. A muda muito depois de conhecer Rhiannon e começa a interferir na vida dos hospedeiros na vontade de ficar perto da amada. Mas nem sempre é possível o encontro entre eles e nem sempre é fácil para Rhiannon aceitar as mudanças, mesmo reconhecendo A a cada dia e a cada corpo. 

A é um narrador maravilhoso e os insights que ele nos dá são incríveis. As questões que ele levanta são as que sempre pensamos: quem somos? Mente ou corpo ou alma? O que nos torna indivíduos? Impossível não se apaixonar por essa história de amor tão diferente  e delicada e por esses personagens tão envolventes. Impossível não se envolver nos questionamentos levantados e não deixar a mente viajar na leitura.  Um livro para ser lido e relido.

2 comentários:

Patricia Cardoso disse...

Olá Regina,
adorei a sua resenha, fiquei hiper curiosa em como se desenrola a mudança de corpo, e como a mocinha descobre o seu amor em outro corpo. Tem que ser muito criativo. Entrando rapidinho pra minha lista de desejos. Bjs!

Fah Maria disse...

Olá Regina, estou com uma baita insônia, buscando uma leitura interessante, qdo me deparo com a tua resenha que chegou a me deixar com água na boca de vontade de ler. Obrigadão. Bjusss

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top