Inverno do Mundo – Ken Follett

Eu sou reconhecidamente uma amante de trilogias e séries em geral! Adoro saber o que acontece com os personagens após o "The End". Sou meio órfã de continuações em vários livros que marcaram minha vida, como por exemplo, A Carícia do Vento da Janet Dailey...

Por isso amo muito muito muito o Ken Follett, pois raros são os livros dele que não são em série e que me deixam com aquela sensação de que ainda cabia um pouco mais de história .

Lógico que adoro o Ken Follett por outras tantas razões! A escrita dele é impecável, o enredo é sempre envolvente, os personagens são muito bem elaborados, com tramas que efetivamente fazem sentido, e nunca me deixam decepcionadas.

Em Inverno do Mundo, Ken Follet continua, para minha grande satisfação, a saga das 5 famílias que nos foram apresentadas em Queda de Gigantes, primeiro volume da Trilogia do Século, agora narrando os eventos que antecederam a 2ª Guerra Mundial, e o próprio conflito, que marcou de maneira vigorosa a história do Século XX.

Vocês se lembram que comentei aqui sobre Queda de Gigantes, que os seus personagens estavam vivos, que o livro não era um compêndio de história, mas uma grande obra que fascinava e encantava os leitores. Essa magia não é perdida em Inverno do Mundo, os personagens continuam maravilhosos, e são sucedidos por seus filhos e netos nesse volume, mostrando o ponto de vista de duas gerações, nos dois continentes, e como se deram os fatos antes e durante a 2ª Guerra.

Os Willians, que eram mineiros no País de Gales, agora são membros do Partido dos Trabalhadores inglês, e com participação na Câmara dos Comuns, sendo que nesse volume acompanhamos mais de perto o filho de Ethel Willians, que participará da Guerra Civil da Espanha.

Os Fitzherberts estão divididos. O Conde continua em Londres, e não apoia Churchil, sua irmã está na Alemanha para onde emigrou com o casamento, e por falar nela, os Von Ulrich estão passando por muitas dificuldades, e vêm seu ideal de democracia ir por água abaixo com a ascensão de Hitler, nesse ponto interessante que Ken Follett traz a baila algo esquecido de tantos, o fato de que muitos alemães participaram de uma Guerra silenciosa contra o nazismo, através da espionagem, tanto para os russos como para os britânicos, fazendo com que fosse possível antecipar alguns ataques das forças hitleristas....

Os Peshkov se espalharam, Lev emigrou para os EUA, e Grigori ascendeu no Exército Vermelho, sendo que nesse tomo, acompanhamos a vida de Volodya, que atua como espião russo...Os Dewar também participam da Guerra de forma ativa, principalmente no que se refere aos acordos que trarão, no futuro, a ONU para o cenário mundial.

Deu para notar que a história é intensa e muito interessante, colocando personagens em lugares e situações chave para acompanhar o desenrolar dessa fase de nossa história que ainda precisa ser lembrada e muito estudada, para que não repitamos no futuro os erros do passado.

Coloco os links do post sobre Quedas de Gigantes, e sobre o 'Páginas de Chá' sobre Inverno do Mundo, que para mim é um dos melhores livros do ano, com certeza.

A continuação da série só em 2014, e continua no topo das minhas futuras compras....

6 comentários:

CCHOCETANDO disse...

Então é bom mesmo!!?Me instigando cada vez mais
beijos
Cristina.

Marcia Noto disse...

Oi, Adriana!

Eu também adoro os livros do Ken Follet, tenho todos!
O único problema é que eu odeio esperar para ler as continuações (veja o exemplo dos livros da Diana Gabaldon, fico quase louca sem notícias sobre o próximo volume).
Vou deixar para ler essa série depois do lançamento de 2014.

Bjs

Patricia Cardoso disse...

Olá Adriana,
ainda não li Queda de Gigantes, e com a sua resenha do segundo volume da trilogia, tenho que fazer isso logo. Bjs!!!

Leninha - sempre romantica disse...

Mais um para a lista de desejados!
Precsio conhecer a escrita desse autor.
Top de linha, uau!

Marcitz disse...

Oi Adriana,

Li o Queda de Gigantes por causa da sua indicação e adorei, inclusive deixei um comentário lá, na época que terminei o livro.
Agora li este em menos de 1 mês, acho que foi o livro que li mais rápido na minha vida, considerando o tamanho dele... rs...
E como o anterior, amei!!!
Mas achei que o primeiro foi mais detalhista nos fatos históricos. Não sei se era para melhor situar o leitor das características dos personagens. Este livro fala muito do relacionamento entre eles, que é o máximo, acompanhar como eles se cruzam, mas acho que deixou um pouco a desejar nos detalhes da guerra.

Muito bom!!!

Obrigada pelas dicas!!!! Baseio minha leitura pelo blog de vcs!!!

Parabéns!!!!

Adriana disse...

Meninas! Muito obrigada pelos comentários!
O livro é excepcional mesmo, e vale a leitura.
Marcitz, que bom que vc gostou das indicações! Fico muito feliz!
Um beijo.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top