Pra que ter razão se eu posso ser feliz? Uma divertida jornada de iluminação e êxtase – Isabel Lozada

  Esse é um livro improvável, pelo menos para mim.
Nunca fui muito de ler biografias ou autoajudas, sempre fui refratária ao gênero, e confesso que se fosse comprar teria passado longe dele, por isso, quando a Editora Alaúde gentilmente nos remeteu esse livro, relutei em aceitar a proposta das meninas em ser eu a leitora do mesmo. Ainda bem que li o livro.

Essa ainda é parcialmente a autobiografia da Autora, Isabel Lozada, em sua busca pelo autoconhecimento e pela iluminação. Só que é uma autobiografia muito divertida, com passagens interessantes e com muitas 'sacadas' inteligentes e esclarecedoras. Vale pela descoberta que ela faz de si mesma em diversas situações que podem muito bem serem nossas.

Em poucas palavras: Isabel é uma mulher que foi criada pela mãe e pela avó, não conheceu seu pai, e fica só na vida muito cedo, sendo mãe solteira. Todos esses fatos são determinantes para as suas características de personalidade, que são dissecadas no livro com muito humor.

Nessa busca por iluminação, em se tornar uma pessoa melhor, Isabel tenta tudo, em vários Workshops, se diverte muito e nos diverte também.

Algumas das suas medidas para se tornar uma pessoa melhor chegam a ser hilárias, e totalmente desesperadas, porque até irrigação de cólon ela faz, e eu vou confessar a minha ignorância aqui, eu nem sabia que isso existia como meio de limpeza corporal...ai ai.

Seguem aí alguns de seus Workshops: Seminário da percepção; Tai-chi; Astrologia; Descobrindo a Deusa Interior; Co-dependente (baseado nos passos do AA); Renascimento; Vidas passadas....e assim por diante...

Um dos momentos mais divertidos é o da busca pelo massagista perfeito, adorei!

Contudo, ainda passando por situações engraçadas, algumas dicas são muito interessantes, e podem perfeitamente ser aplicadas por nós em nossas vidas, vou dar uns exemplos:

"Procurar a beleza interior nas pessoas é um truque que pratico na vida diária... Vez ou outra, quando me pego pensando que uma pessoa é arrogante, olho de novo para ela e penso que sua beleza interior é querer ser amada e não saber como conseguir isso."
"- (...)A verdadeira jornada, Isabel, é com você mesma."
"Nunca tinha dado ouvidos a essa menina dentro de mim. Eu fazia sexo com homens com quem na verdade não queira estar. De certa forma, eu me violentava, porque nunca prestei atenção à minha fragilidade."
"O mundo é engraçado. Depois de seis reuniões, eu tinha a resposta que queria. Não precisava de mais nada. Mas aprendi a não me meter nos assuntos dos outros e a não dar conselhos. Aprendia a viver segundo meus próprios padrões."

É um livro muito interessante, não muito longo, mas que nos deixa sentindo mais leves. Eu gostei muito da leitura. E conhecer Isabel e suas peripécias mudou um pouco a minha forma de ver e me relacionar com o mundo....e isso já é uma grande conquista...Indico!

11 comentários:

Leninha - sempre romantica disse...

Adoro livros assim que nos deixam mais leves!
Dica anotada, fora que achei a capa uma gracinha!

Vall Knopp disse...

quando bati o olho no título deste livro pensei: Eu quero. Porque esta frase me persegue: Prefiro ser feliz a ter razão. Chega a ser um mantra em minha vida. E ver que mexeu com uma pessoa que não curte o gênero, me fez querê-lo mais ainda! Adorei... e vou sim, adquiri-lo.
Estou ansiosa por tê-lo em mãos! :)

Jihanne Rocha disse...

Adorei a dica!!!! quero ler sem compromisso com a razão kkkk!
beijo

Marcia Noto disse...

Adriana

Uma coisa que eu adoro no blog de vocês, é essa capacidade de fazer com que a gente comece a ler livros que nunca teríamos lido. Foi por causa dele que conheci a série da Diana Gabaldon, uma das minhas preferidas!
Confesso que esse livro passaria despercebido por mim, não fosse a sua resenha! Parabéns!

Bjs!

Patty Viana disse...

Eu tbm procuro passar bem longe de biografias e autoajudas... Talvez, se algum dia (assim como aconteceu com Adriana) o livro cair na minha mão, eu leia, mas no momento, vou continuar com meus amados romances!!! Mas valeu a dica! ;)

kika disse...

adorei..... com certeza irei ler......amei a capa.....

Cali Medeiros disse...

HUm...biografia, auto ajuda...realmente não são os meus preferidos do momento, mas sua resenha me fez olhar 2 vezes para o livro...rsrsrs. A capa eu achei fofa, e agora com suas percepções de leitora, voltei os olhos pra ele. Anotei aqui. Bjs!!

Jeanne Rodrigues disse...

Dri,

tbm não curto mto biografias mas essa me deu vontade de ler, viu?

Bjos,

Patricia Cardoso disse...

Olá Adriana,
leio muitos livros densos, enão de vez em quando preciso de um bele divertido, pra desanuviar, então sua resenhÖ me fez colocá-lo na minha lista de desejos, e espero lê-lo em breve. Ötima resenha. Bjs...

Adriana disse...

Oi Meninas! Eu adorei conhecer a Izabel, é realmente divertido, e especial, com muitas informações que nos são úteis.
Realmente é muito mais importante ser feliz do que tentar impor nossas razões aos outros. Tentar viver com essa ideia talvez nos facilite a jornada...
Eu recomento mesmo a leitura. Ah! Já até emprestei o meu exemplar, ele já virou um livro intinerante.

Márcia, a ideia do blog quando nós o criamos foi exatamente essa, nos dar a oportunidade de ler de tudo e dividir nossas experiências na leitura, não ter especificamente um tipo de livro sempre, mas navegar em mares literários nunca dantes navegados, parafraseando....

Que bom que estamos conseguindo esse intento!

Muito obrigada! Um beijão!

Ivi Campos disse...

Amo biografias e esta já entrou para minha lista!!! TENHO QUE LER

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top