De esperança e de promessa - Françoise Bourdin

Sinopse: A francesa Anaba River está prestes a se casar com Lawrence Kendall, um brilhante advogado canadense. No dia do casamento, perante o tribunal de Montreal, ela e sua irmã, Stéphanie, esperam o noivo em vão. Quem lhe dá a má notícia é o padrinho e amigo Augustin: Lawrence teve medo de se comprometer e fugiu covardemente. Decidida e dar a volta por cima, Anaba retorna à França e vai morar com sua irmã na Normandia. Enquanto isso, em Montreal, Lawrence não passa um dia sem que pense na ex-noiva. Ele ainda a ama, mas como se reconciliar? Ela vai conseguir perdoá-lo e aceitá-lo novamente.

--*--
De esperança e de promessa é um livro truncado, que fica dando voltas e não chega a lugar algum.

O livro tem 320 páginas de enrolação. Sabe aquele tipo de história que fica toda hora relembrando tudo o que aconteceu? Pois esse livro é assim. Parágrafo sim, parágrafo não, a autora retomava tudo de novo o que já tinha sido lido. Me falta paciência para tramas assim.

Lawrence, o noivo que não teve coragem de aparecer ao seu casamento, é um personagem arrogante, acostumado a sempre estar por cima e, assim, não inspira muito a vontade de ler. A noiva abandonada, Anaba, apesar de charmosa e esperta, é facilmente manipulável, então também faz o tipo pouco atraente num romance.

Quem salva a história são os personagens secundários Stéphanie e Augustin. Esses sim tem um apelo forte, atraente e cativante durante a leitura. Só por eles vale a pena ler esse livro. Ela é uma quarentona bem resolvida e cheia de atitude; ele um escritor famoso, totalmente independente e que vai a luta do que quer. Eles formam um par romântico lindo e é para eles que o título deveria ter sido destinado.

Quando virei a última página exclamei: “não acredito que vai acabar assim!”, porque a história ainda estava totalmente aberta. Justificável apenas se houver uma continuação, mas não encontrei nada referente a isso na internet.

A capa é linda, sonhadora, mas não vi conexão com a história contada. Não dá para se basear por ela para imaginar a história contida no livro.

Sei que desencorajei essa leitura e não gosto de fazer isso, afinal, vai do gosto de casa um. Então, por Stéphanie e Augustin, quem tiver a oportunidade que não deixe de ler esse livro.

16 comentários:

mariana disse...

Acabei de descobrir esse livro aqui!Mesmo com vc não tendo gostado muito, ainda assim fiquei com vontade de ler!Mais um pra minha longa lista!
Bjim.

Valéria Knopp disse...

hummm... realmente desencorajador, mas como também não gosto de rodeios, gosto de inspiração, respiração e transpiração quando leio um livro, este parece não ser o caso. Mas a resenha está de acordo. Pode ser que outro tenha gostado, por ser seu momento. Mas... Valeu! abraços, Vall

Thata disse...

Oi Driz
Gostei muito da capa, dá ideia de superação sem ser auto-ajuda, num romance não fica bem (minha opinião)...
E história romcabole, blééé!

Bjs

Juliana Vicente disse...

Oi Driza, adorei a sinopse do livro, quando comecei a ler a resenha me desanimou, mas voltei a ficar animada por causa do casal secundário.

Caso eu encontre esse livro no sebo vou fazer questão de levar para casa.

Beijos

Jeanne Rodrigues disse...

Driza,

sinopse interessante, capa bonita e estava só aguardando sua resenha.

Me desanimou, mas vou esperar que vc me contagie com livros melhores.

Adoro resenha sincera, dá uma aliviada no meu bolso...risos..

Bjos,

Marcia disse...

Olá, Driza

Pela sinopse o livro parecia bem interessante... Ainda bem que temos o "Chá" para fazer uma prévia para a gente!!!

Bjs!

Marcia

Fábrica dos Convites disse...

Também não gosto de desestimular a leitura dos livros, mas este não me chamou muito atenção.
Bjs, Rose.

Aline disse...

Driza,

Parece que você está numa safra de livros "mais ou menos"... De vez em quando, isso me acontece. Minha solução é pegar justamente o que não quero ler, para ver se surpreende.

Bjs

Aline

Driza disse...

Oi Aline,
obrigada pela dica, vou fazer isso. rsss
bjs

Driza disse...

Meninas,

obrigada pelos comentários e pelo carinho.

um beijo pra cada uma de vcs.

Thata disse...

Um beijo para você Driza, que não é mole não manter um blog...E quando ainda pega um monte de livro medianos e aiinda ter que resenha-los dando sua opinião e não afugentar ninguém! rsrs Para mim seria difícil!

Bjs
Thata

Thata disse...

Ei Driza, qual livro que você está lendo agora? A imagem do canto esquerdo ainda não mudou...*Curisidade*

Beijos

Driza disse...

Olá Thata,

vou alterar a capa do livro do momento. Andei preguiçosa e precisava mesmo de puxão de orelhas.

Semana passada eu reli Whitney, meu amor. E agora vou começar A boa moça, de Georgette Heyer.

bjss

Marcia disse...

Olha que coincidência, Driza!
Eu também reli Whitney, Meu Amor na nova edição (tive que comprar o livro, pois me falaram que ele era uma versão estendida). E acabei de abandonar a Boa Moça... Não sei se o livro não me pegou num bom dia, mas não consegui seguir adiante.
Depois me fale o que achou do livro, quem sabe eu dou uma segunda chance para ele!

Bjs,

Marcia

Driza disse...

Oi Márcia,

já postei a resenha de A boa moça. Ou seria O bom moço? rsss

Bjão

Patty disse...

Ok, manterei distância! Não gosto de livros com final ruim. ;)

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top