Eu sei o que você está pensando – John Verdon

Depois de estar offline por um tempo, volto as resenhas com uma certa cautela (afinal, se a Anne acordar vai querer mamar). Estive fora de circulação, mas não completamente. Final de gravidez, parto, nascimento da Anne, recuperação da cesárea, choro de bebê, troca de fraldas e muitas mamadas, fazem com que nossa rotina fique descontrolada. Mas mesmo assim consegui ler o livro de John Verdon que a Editora Arqueiro enviou ao Chá das Cinco para ser resenhado. E que livro!!!!

Você quer um bom suspense? Então acompanhe a resenha...



“De forma magistral, Verdon mantém seu protagonista sempre um passo à frente do leitor. E cria o tipo de mistério que faria Sherlock Holmes perder o sono.” - The New York Times
Eu sei o que você está pensando propõe um enigma que parece insolúvel. Um homem recebe pelo correio uma carta provocadora que termina da seguinte forma: “Se alguém lhe dissesse para pensar em um número, sei em que número você pensaria. Não acredita? Vou provar. Pense em qualquer número de um a mil. Agora veja como conheço seus segredos.”
O destinatário, Mark Mellery, pensa no número 658 e, ao abrir um envelope que acompanha a mensagem, descobre que o autor da carta previu corretamente o número que ele acabara de escolher de modo aleatório. Como isso seria possível?
Desesperado com os bilhetes ameaçadores que se seguem à carta, Mark, um guru da autoajuda, procura um velho colega de faculdade, o brilhante detetive David Gurney, recentemente aposentado do Departamento de Polícia de Nova York.
Aos 47 anos, 25 deles dedicados a desvendar terríveis casos de homicídio, David acaba de se mudar com a esposa, Madeleine, para uma fazenda no interior do estado e tenta se adaptar a um novo estilo de vida. Mas sua mente, extremamente lógica, é fisgada pelo quebra-cabeça apresentado por Mark.
O “superdetetive”, apelido que ganhou da imprensa no auge da carreira, percebe que encontrou um vilão à sua altura quando as estranhas ameaças terminam em morte. Tudo leva a crer que o assassino, além de ser clarividente, cometeu um crime impossível, deixando pistas sem sentido e desaparecendo no meio do nada.
Consumido pelo desafio de encontrar uma resposta lógica para o caso, David aceita trabalhar como consultor na investigação, colocando em risco seu já debilitado casamento e até mesmo sua vida.
Considerado uma revelação, John Verdon criou em seu livro de estréia um personagem denso, cerebral, capaz de resolver crimes dignos de Hercule Poirot e Sherlock Holmes. Aclamado pelo público e pela crítica, Eu sei o que você está pensando foi vendido para 24 países.

****

Como fã de Agatha Christie desde muito jovem, este é o tipo de história que me chama a atenção e me envolve completamente. E John Verdon não decepciona. Conseguiu criar uma história que prende a atenção da primeira até a última página.

David, o detetive e personagem principal da história, me lembrou Archie (de Coração Ferido) mas sem a síndrome de Estocolmo. Ele é um detetive aposentado que, como todo bom detetive, não quer ficar na aposentadoria. Tem uma mulher compreensiva mas que não quer que ele se envolva mais em casos (principalmente perigosos) e uma relação tempestuosa com o filho. 


De repente um ex-colega, Mark, aparece em sua vida com um caso estranhíssimo. Uma carta anônima de alguém que parece conhecer Mark intimamente. David resolve ajudar, mas não com muita convicção. Então Mark aparece morto e o caso toma um rumo que deixa David mais do que curioso. Ele passa então a auxiliar a polícia a tentar desvendar este caso (e outros que surgem depois) que parecem impossíveis de solucionar.

Eu costumo descobrir o assassino antes do final e consegui descobrir lá pelo meio da história. Só faltava o “recheio”, o por quê e como tudo estava acontecendo. E o autor não decepcionou, criou uma trama bem trançada e amarrada.

Para um livro de estréia, o autor promete. Agora é aguardar as próximas obras dele para ver se a qualidade dos enredos se mantem. Recomendo muito!!!!!

Ah! Apresento a vocês a minha herdeira e responsável pelo meu sumiço...
Anne


13 comentários:

Lurdinha! disse...

Gostei da resenha. Estou com muita vontade de ler este livro, gosto muito desse estilo.
Parabéns pela sua bebezinha linda.

La Viratta Stories disse...

Nossa, que fofuraaaaaaaa, eu quero uma!!! =D

Também quero o livro, fiquei curiosa para ler!

abraços!

http://laviratta.blogspot.com

Vanessa disse...

Oinnnn que fofura a Anne, adorei a sua mais nova aquisição, uma bonequinha, eu também tenho uma bebê, está com 6 mesinhos agora, é a luza da minha vida. Muitas felicidades para vocês.

Eu nunca li este livro, mas sou fã de um bom livro de suspense então acho que iria adorar este...

Vanessa - Balaio de Livros.

Tiggra disse...

A resenha está maravilhosa... dessa forma resta-me dizer que a maternidade lhe cai bem...rs...
Amo policiais e amo suas resenhas. Acompanho-as há algum tempo e a foto do seu bebê fez com que eu me pronunciasse.
Sua filhota é linda!!!! Muita saúde pra ela e bênçãos!!!
E pra nós, muitas resenhas produzidas por você no intervalo: fralda, mamadeira, corujisse, choros, risos... etc.
Abraço grande

Patricia Cardoso disse...

OLá Medéia,

amei o seu post. A sua volta aos posts, e com este presente que é a foto da linda Anne. Parabéns querida! O livro já está na lista de desejos, adoro um bom suspense. Beijos!!!

Adriana disse...

Medéia! Parece que esse livro é o meu número.
Muito interessante, e eu tb sou fá de Conan Doyle e de Agatha, não posso deixar de conferir esse livro.

Quanto a Ane, mais uma lindeza nesse mundão e certamente uma fututa ávida leitora como a mamãe! Lindona! Bj muita saúde para as duas!

Driza disse...

Medéia,

ainda não conheço esse autor, mas gostei muito do que vc apresentou na resenha. Adoro suspense tb!

bjs

animais disse...

Médeia! Eu gostei tanto de sua resenha que resolvi comprar e ler o livro, realmente é um livro incrivel, cada pagina uma emoção, li ele em dois dias de tão bom, não me arrependi nem um pouco e ainda fiquei com o gostinho de "quero mais", foi uma leitura explendida, e eu sou testemunha que o livro é maravilhoso.

Bjão

Aline disse...

Medéia,

Acabei de ler o livro hoje! Li em dois dias, utilizando as madrugadas insones. Suspense eletrizante, que aguça a nossa inteligência. Adorei e também recomendo.

Bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Medéia,

A Arqueiro tá arrasando com os lançamentos.

Tô vendo que em 2012 mtos dos livros que comprarei sera de lá.

Parabéns pela resenha e milhões de beijos na Anne.

Bjos,

Rayme disse...

demorei para ver que na capa era uma pegada
USHUASHSAUHSAUHSA
um livro muito bom!

Heloisa Nogueira disse...

Vou confessar que quando vi a capa achei que fosse um olho, só agora percebi que é uma pegada, hahaha.
Mas adorei a resenha e estou ansiosa para conhecer essa história.

Beijos.

Claudia disse...

Medéia, querida, vc quer me matar com essas resenhas né? Tenho 6 livros me esperando para ler, e agora vc me fez entrar num sebo e acabar de acrescentar o 7 livro à minha estante de livros. Adorei a resenha e parabéns pela Anne!!! Filhos são a melhor coisa que temos na vida, uma experiência maravilhosa. Tenho um comigo de 4 anos - Raphael e 2 anjinhas (gêmeas dele) no céu. Cada fase a gente acha que é a melhor, mas todas são espetaculares!!!! Bjks

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top