Um Sopro de Neve e Cinzas – Diana Gabaldon

"O ano é 1772, às vésperas da revolução Americana, e o longo pavio da rebelião já corre aceso: em Boston, as ruas estão coalhadas de homens mortos, e, no interior da Carolina do Norte, cabanas isoladas no meio da floresta queimam na escuridão. Sobre a casa no assentamento de Fraser´s Rigde, onde o guerreiro escocês Jamie Fraser e sua família moram, uma sombra se projeta."

Quando comentei a Cruz de Fogo, disse que Diana Gabaldon conseguia manter o ritmo de suas narrativas, fazendo com que a história como um todo fizesse sentido, essa conclusão só vem sendo confirmada ao longo da leitura da série.

Um Sopro de Neves e Cinza é um livro especial, que mantém o interesse na série intacto, continua as tramas iniciadas, e vai ampliando nossa visão sobre todos os personagens, e, principalmente, sobre a mente e a vida das pessoas do século XVIII.

Comparativamente esse livro é como a primeira parte da Libélula, começam as preparações da guerra vindoura, e Jamie precisa ultimar sua posição, pois sabe qual será o desfecho dessa luta. E mais uma vez ele deve salvar sua gente, e se colocar como um traidor....logo ele, cuja honra está a toda prova.

Adorei o livro, como sempre, a Diana é uma das minhas autoras favoritas, pois consegue reunir num mesmo livro muita aventura, informações históricas, um romance (ou vários, se preferirem) inesquecível, tudo com maestria, já que as narrativas não são cansativas – é como se os personagens estivessem conversando com o leitor, tão reais, como se pudéssemos tocar neles.

Vou deixar a Diana fisgar vocês (lógico, não resisto uma citação) aí vai:

"Há uma coisa que eu gostaria de lhes dizer – Jamie disse abruptamente,
no meio de um silencia sonolento. – A Ambos. – Pássaro ergueu as sobrancelhas em
uma lenta indagação, narcotizado de tabaco.

(...)– As mulheres da minha família são... – Tateou, sem saber a palavra
cherokee. – Aquelas que veem em sonhos o que vai acontecer. – Lançou um olhar a
Cameron, que pareceu aceitar suas palavras normalmente, pois balançou a cabeça,
e fechou os olhos para tragar a fumaça até os pulmões.

– Elas têm a Visão, então? – ele perguntou, ligeiramente interessado.

Jamie assentiu. Era uma explicação tão boa quanto qualquer outra.

– Elas viram algo referente aos tsalagis. Tanto minha mulher quanto minha
filha viram a mesma coisa.

A atenção de Pássaro se aguçou a ouvir isso. Os sonhos eram importantes;
mais de uma pessoa compartilhar o mesmo sonho era extraordinário e, portanto,
ainda mais importante.

– Lamento lhes dizer – Jamie disse, sinceramente. – Daqui a sessenta
anos, os tsalagis serão expulsos de suas terras, removidos para outro lugar.
Muitos morrerão nesta jornada, de modo que o caminho que percorrerão será
chamado de... – Buscou a palavra para lágrimas, não a encontrou, e terminou: – a
trilha onde choraram.

( ...)– O que elas me dizem, o que minhas mulheres me dizem... – Lutava
para encontrar palavras que fizessem sentido – o que veem em seus sonhos, isso
irá acontecer, se disser respeito a muita gente. Mas elas acham que pode não
acontecer se disser respeito a pouca gente, ou a uma pessoa.

(...)—Então, pode ser que alguns não irão? – Cameron perguntou
incisivamente – Poderão escapar?

– Assim espero – Jamie disse simplesmente.

Permaneceram em silêncio por alguns instantes cada homem fitando o fogo,
cada qual com suas próprias visões – do futuro ou do passado.

– Essa sua mulher – Pássaro disse finalmente, profundamente pensativo –,
você pagou muito por ela?

– Ela me custou quase tudo que eu tinha – ele disse, com um tom irônico
que fez os outros rirem. – Mas valeu a pena."

Sempre que termino um dos livros da série Outlander fico me perguntando, o que eu faria se soubesse certamente o que aconteceria no futuro. Jamie sabe, e acho que ele invariavelmente toma as decisões mais humanas e corajosas com esse conhecimento!

Bom, sigo em frente, e continuo lendo Um Sopro....vamos ao tomo II!

10 comentários:

Jeanne Rodrigues disse...

Dri,

Sempre que tem postagem da "culpada" eu me emociono.

Volto ao comecinho dos tempos e literalmente viajo.

Todos os livros da Diana são sempre maravilhosos.

Ler sua resenha me deixou com saudade e certa de que ela continua no caminho certo. Escrevendo com a alma e nos presenteando com excelentes estórias.

Então Claire custou tudo o que ele tinha? Ai, que lindo!

Jamie é meu mocinho favorito! Depois dessa declaração, alguem ainda se atreve a dizer que ele não é maravilhoso?

Bjos,

Adri Ramalho disse...

Adorei!!!!!!! Meninas eu preciso começar a ler a Viajante do Tempo.
Bjs

Leninha - sempre romantica disse...

Esse é um daqueles livros que vc não deseja ter, vc precisa ter, não só ele como a série inteira, pena ela é tão cara!
Livros de desejos só cresce!

Nana * disse...

Estou louca para ler essa série há muuuuuuuuuuuuuuito tempo, mas os livros são tão caros que até hoje não consegui comprar nenhum, ou a achar em sebo ou encontrar alguem que queria trocar no skoob. E lendo essa resenha linda, fiquei ainda mais desesperada para conhecer esse romance que todo mundo diz ser mais do que perfeito, além de divertido, rs. *-*

Beijos,
Nana.

http://bellosromances.blogspot.com/

Rai disse...

ai.. ai... I LOVE JAMIE!!!

:)

Driza disse...

Muuiiita saudade do Jamie, ai ai

bjs, Dri

Regina disse...

Dri

Adorei esse trecho... já estou morrendo de vontade de ler...

bjs

Adriana disse...

Oi Meninas! Bom dia!
Jamie é encantador (e muitas vezes um cabeça dura - ou seja, o homem - escocês - perfeito - rs!)! 'Sopro' é muito interessante, e dá aquela sensação gostosa de livro MUITO BOM, daqueles para ler economizando, para demorar a acabar.
Pra quem não leu a série, eu INDICO, assim mesmo, com letras maiúsculas, ainda que caro, ela vale cada centavo (meninas, eu faço a poupança da série outlander todo ano, são R$2,00 por dia....rs!)
Quanto aos ai ai....garotas esse livro tem de tudo...não deixem de ler...são muitos ai ai para o Jamie!!!

Bj!

Medéia disse...

Eu sou apaixonada pelo Jaime (que meu marido não me leia).
Quero ser a Claire da vida do Jaime.
É de longe o mais fofo, o mais lindo, o mais humano, o mais tudo de TODOS os mocinhos TDB.
É graças a ele que conheci as meninas do Chá e que tô aqui.
Quero muito ler o Sopro e adorei a idéia da poupança...

Danny disse...

Dri,

Concordo com vc 100%. Legal sua resenha. Me deu saudades... Vou reler A Viajante do Tempo.

Bjs

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top