O Senhor March - Geraldine Brooks


Geraldine Brooks é uma autora envolvente e sensível que já tinha me conquistado em "Memórias do Livro".

Em "O Senhor March" ela conseguiu trazer de volta os personagens de Louisa May Alcott ("As Mulherzinhas") em um romance sentimental e vibrante.

A autora ganhou o Pulitzer de ficção de 2006 com esta obra, e isto por si só já fala da importância da mesma. Porém a leitura deste romance traz à vida cenários de morte e desolação da Guerra da Secessão Americana, através dos olhos do Sr. March, que dá nome ao livro.

Este é um tema histórico dos mais escolhidos pelos americanos, mas o olhar australiano da autora e a releitura como uma história paralela à "As Mulherzinhas" faz da obra um romance original.

O primeiro capítulo já nos mostra a sensibilidade da autora e do personagem que, escrevendo uma carta à sua mulher em meio ao sangue e a desolação da guerra, pinta o cenário ao seu redor com mentiras bonitas para não preocupar sua família.

O Sr. March é um homem de fé e idealismo, capelão do Exército da União, abolicionista, que torturado pela guerra de forma física e psicológica passa por muitos obstáculos e aventuras na volta para a sua família. Tentando de forma deseperada reconstruir sua vida, alterada pelos horrores da guerra que viu e viveu, e que abalou sua estrutura idealista e sensível.

Um homem que se acreditava inabalável na fé e que descobriu em si as barbáries que condenava. Um homem que se culpa por suas atitudes do passado e que quer apenas uma vida digna do futuro.

A autora conseguiu manter a história como um desmembramento factível do original de Alcott, em uma releitura que não decepciona aos que conhecem a história das quatro irmãs March. Mas que também não decepciona aos que nunca ouviram falar delas.

Eu me emocionei várias vezes e tenho certeza que os corações apaixonados pela literatura também vão se emocionar com este romance sentmental que traz a tona questões vitais do momento histórico que narra. A guerra, o idealismo, as questões raciais, as relações humanas e os sentimentos.

A Sra March de Geraldine Brooks também foi uma grata surpresa para mim (confesso que tive medo de me decepcionar com o livro). Uma mulher determinada e orgulhosa, nem um pouco resignada como a de Louisa May Alcott.

"Será que estou errada ao desconfiar que ele (o Sr. March) vive de idéias, que constrói todo o seu mundo em torno delas, e que é a senhora (a Sra. March) que lida com as coisas práticas da vida?"

Esta é uma frase que traduz em poucas palavras as verdades do casamento dos March e como agem os dois.

É uma história triste (eu já disse que me emocionei, né?), mas linda, muito linda. Um romance que vale a pena ter e ler (e reler).

Me deu vontades de reler a história das meninas March, o que estou fazendo agora...

Ah... e a capa do livro é linda também. Daquelas que chamam a atenção em uma prateleira.

Confira um pouco mais da história e leia um trecho do livro em http://www.osenhormarch.com.br/


10 comentários:

Driza disse...

Sempre leio comentário muito favoráveis a esse livro. Tô com uma vontade imensa de lê-lo.

bjs

Driza

Medéia disse...

Vale bem a pena ler...
A autora sabe ser bem envolvente.

Maria João disse...

Com opiniões destas apetece mesmo ler o livro, é pena que ele não esteja traduzido em Portugal

Débora Lauton disse...

Oi Medéia...

Ah, eu também gostei muito desse livro, e ele me surpreendeu...
Eu não gosto muito de livros que envolvam guerras, mas apesar de todos os meus receios me apaixonei pela história e também me emocionei em diversos momentos...
Ótima indicação, realmente é um daqueles livros que valem a pena...

beijos,
Dé...

Regina disse...

Esse livro é super bem recomendado! E ainda é de uma autora de que gostei... Já está na minha lista de desejos!

bjs

Aline disse...

Medéia,

O que eu posso dizer? QUERO LER!
Lembrei-me de Mulherzinhas, que foi um livro marcante na minha adolescência...

Linda postagem, linda imagem!

BJS

Medéia disse...

É meninas, parece que Mulherzinhas foi um livro marcante para muitas de nós.
E eu, ao contrário da Débora, adoro livros de guerra, principalmente quando tem um acontecimento real como pano de fundo.
Quem não leu ainda põe mesmo na lista de desejos.

Jeanne Rodrigues disse...

Medéia,

Colocando esse e Mulherzinhas na minha lista de desejos.

Parabens pelo comentário.

Bjos,

Lucianecosta1 disse...

Amei este livro. Era difícil parar de ler - vale muito apena. Leitura informativa, educativa e , principalmente, cativante.

neto disse...

Acabei de comprá-lo em uma promoção daqui da minha cidade por dez reais, estou acabando de ler uma obra de Dan Brown e vou lê-lo estou bastante ansioso.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top