Kiss of the Night de Sherrilyn Kenyon


Caro Leitor,

O que se tem quando se junta um guerreiro Viking imortal de quem ninguém se lembra cinco minutos depois que ele se afasta, uma princesa que está fugindo para salvar a própria vida e um semi-deus verdadeiramente irritado? Basicamente, você vê o que é minha vida.

Tudo começou de uma forma bem simples. Uma noite, eu fui salvar a vida de uma mulher com problemas. Logo depois, a porta do inferno se abriu e dali sairam Daimons – vampiros como nunca antes vistos. Liderados pelo filho de Apolo, eles estão tentando acabar com a maldição que os baniu para a escuridão. O único problema é que, para isso, eles terão de matar Cassandra Peters e, se ela morrer, o sol também morre, e a Terra e tudo o que vive nela. A vida é mesmo uma caixinha de surpresas, não?

Unidos pelo destino, agora é meu trabalho proteger a filha da própria raça que venho caçando há séculos. Nenhum de nós ousa confiar no outro. Mas ela é a única que se lembra de mim…Mais do que isso, com sua coragem e força ela é a única que conseguiu tocar um coração que pensei ter morrido séculos atrás.

A única forma de um Dark-Hunter recuperar sua alma é através do amor de uma mulher. Mas o que acontece quando essa mulher não é exatamente humana?

Wulf Tryggvsen

Continuando com minha leitura da série Dark-Hunter, cheguei a esse livro onde Sherrilyn retrata a vida dos Apollites – a raça criada e amaldiçoada por Apolo.

Os Apollites são um povo belo – todos são loiros, altos, bonitos. Mas foram condenados a morrerem no dia em que completarem 27 anos de idade. Muitos, para evitar tal destino, acabam atacando humanos e roubando suas almas para prolongarem suas vidas. São quando se tornam Daimons e são caçados pelos Dark-Hunters.

Cassandra é meio humana/meio Apollite. Faltam oito meses para completar 27 anos e ela não sabe se terá ou não o destino de suas irmãs. Ela pode andar durante o dia – coisa proibida a um Apollite, pois como Apolo é o deus do Sol, ele baniu seus filhos de sua presença – e tem uma vida praticamente normal. Mas fica aquela dúvida e o medo do futuro. Fora isso, ela é caçada pelos Daimons e Apollites devido a uma profecia que diz que se a linhagem dela acabar, a maldição será revogada. E ela é a última de sua linhagem…

Numa noite em que está num bar, um grupo de Daimons aparece e a reconhece e tenta matá-la. Ela é salva por Wulf – um Dark-Hunter Viking. Wulf se tornou um escravo de Artemis ao ser enganado por uma Dark-Huntress. Essa mulher, ao trocar de lugar com ele ajudada por Loki (um deus nórdico), o amaldiçoou ainda por cima. Qualquer humano que o conheça esquece-se dele cinco minutos depois de ele se afastar. Acheron conseguiu reverter um pouco a maldição fazendo com que qualquer humano descendente de Wulf se lembrasse dele. O último descendente dele é Cris, seu sobrinho, um jovem de 21/22 anos e que sofre horrores de pressão para providenciar herdeiros… são momentos hilários entre Wulf e ele discutindo e Wulf arrumando encontros e pressionando para que ele se cuide e não adoeça e não se machuque…

O fato é que, Cassandra não só se lembra de Wulf no dia seguinte, como começa a ter sonhos estranhos com ele. Quando se reencontram, Wulf fica super feliz ao ver alguém se lembrando dele, sem necessidade de ter de se apresentar novamente. Mas isso dura pouco, pois ao descobrir que Cassie é Apollite, ele não gosta nem um pouco. Mas Acheron o obriga a protegê-la e ajudá-la. E é aí que Wulf descobre muitas coisas sobre Daimons e Apollites que os Dark-Hunters nem suspeitam e nem imaginam e isso muda radicalmente sua forma de ver o mundo e sua missão.

Foi interessante ver toda a cultura e modo de vida dos Apollites. Imagine você saber exatamente o dia e o modo em que vai morrer. A desesperança, a dor, o fatalismo… E ainda assim, eles vivem e bem e aproveitam cada minuto!

Cada livro sou surpreendida pela criatividade e construção de mundo de Sherrilyn Kenyon. Essa é uma autora que está entrando para o grupo daquelas que se escrevem bula de remédio, estou comprando!

3 comentários:

Carla Martins disse...

Tem uma promo lá no meu blog! Passa lá para prestigiar!

Beijos e ótimo fds!

Elisandra disse...

eu li o Acheron o Vane e o primeiro e amei todos estou louka pra ler todos esse autor é incrivelll...bjokas elis

Jeanne Rodrigues disse...

Rê,

Mais fascinada pelo mundo Dark-Hunters...

Bjos,

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top