Um dinheiro nada fácil: A primeira aventura de Stephanie Plum - Janet Evanovich

Divorciada e desempregada, Plum aceita o emprego de caçadora de recompensas na firma de um primo esquisito. Munida de um bom par de saltos, um olhar provocante e um tubo de spray de pimenta, ela parte em busca de seu primeiro alvo: o atraente Joseph Morelli, ex-policial foragido, o mesmo por quem ela tinha uma queda desde os tempos de escola. Um homem perigoso e que valia dez mil dólares. E ela fará de tudo para capturá-lo nessa espirituosa trama sobre um crime não-resolvido - repleta de ação, suspense e jogos de sedução.


Meu primeiro contato com a Stephanie Plum foi como uma manifestação de advertência de que estava diante de uma esparrela. Só pra constar, foi assim com A mulher do viajante do tempo, fui fisgada pela armadilha. Então, Stephanie estava lá: entricheirada numa barreira de livros, todos na mesma condição de descarte, ops, promoção. Uma bagatela! Se eu fizesse parte do time daqueles que julgam um livro pela capa, eu teria passado batido por esse porque a visão do título escancarado em letras garrafais e coloridas me lembrou algum livro para ensinar a como não fazer qualquer-coisa-whatever. Mas, como cacoetes dificilmente morrem da noite para o dia, depois de ler a sinopse, eu tinha que dar uma conferida no primeiro parágrafo. Se for para rejeitar um livro que seja in liminis logo de cara. Eis que me deparo com primeiro parágrafo em questão:


Alguns homens entram na vida de uma mulher e a ferram para sempre. Joseph Morelli fez isso comigo — não para sempre, mas periodicamente.


Que encrenca de nome Morelli é essa? E aí é onde mora a graça da história com ingredientes acentuados de humor, mistério e romance. Digamos que Plum e Morelli juntos é a combinação da Teoria do Caos aplicada à criação de furacões e tornados. A relação dos dois transcende a qualquer tentativa de previsão, manipulação e controle. Como imaginar um beijo roubado quando um está prestes a pregar a maior sacanagem no outro, tipo assim, sacanagem com cheiro de lixo na caçamba?(Um aviso: Ninguém perde por esperar a memorável passagem da barra da cortina do banheiro. Mó sacanagem...rsrs ). A levada do romance é bem gato e rato e, claro, com uma bem ritmada inversão de papéis.

Vale frisar que não é a história típica da mocinha sucumbida por uma multidão de complexos de culpa por ser feia, gorda e/ou gastadora compulsiva e etcetera. Stephanie Plum é o inverso delas. Um personagem com qualidades e defeitos, erros e acertos e que se sente muito bem assim ainda que tenha na cabeça um campo fértil para as mais variadas caraminholas e invencionices. Em outras palavras, ela é politicamente incorreta, assim como a história que narra sua saga como uma caçadora iniciante de recompensas. Tal termo (politicamente inconrreto) já virou clichê mas, para mim tudo soou como uma novidade de clichê, com uma espécie de comicidade inédita beirando ao humor negro algumas vezes.

Em suma, uma trama indicada para aqueles dias em que tudo o que se precisa é de um antídoto para o desânimo. O ritmo da leitura é refrescante, desce redondinho...não se preocupe, a abstêmia que vos fala apropriou-se da analogia etílica só para sugerir que a embriaguez não é de risco, porém, de risos galopantes.

Em tempo: o primeiro livro da série foi publicado duas vezes no Brasil por editoras diferentes. Segundo, Lilian, a mais bem entendida em questões Plumnianas e Morellianas do pedaço (e nela eu confio!), em A caçadora de recompensas da Objetiva, a história está mutilada, há mudanças nos nomes e características de personagens importantes para trama. Então para quem quiser ler a primeira aventura de Plum, leia Um dinheiro nada fácil pela Rocco, este em sim em conformidade com o original.

Por falar em experts, não custa nada conhecer o Fanblog Sthephanie Plum - Brasil cuja dona e proprietária (adivinhem!) é a Lilian.

Bom, acho que falei demais , então, emendo minhas sinceras desculpas...

E fui! =)

21 comentários:

Equipe Plum Blog disse...

Como assim seu comentário não é bem produzido? Eu ADOREI!

Sabe, vc não é a única que não deu crédito a esse livro de primeira. Já conheci outra pessoa que disse o mesmo e eu mesma olhei de esguelha para ele. Pensei: isso deve ser uma baita de uma porcaria! Heh. Ainda bem que meu preconceito não me venceu, senão jamais teria sabido como é bacana essa série!

Pra ser sincera, acho que essa série não se encaixa em nenhum rótulo. É um pouco de tudo e ao mesmo tempo não é nada que já tenhamos lido! Pena que assim como nós outras pessoas talvez se sintam desinteressadas por essa leitura, pela capa e tal. Pena. Não sabem o que estão perdendo. Ou nem tanto...não preciso dividir o Morelli (que raio de nome é esse? hahahaha) com o resto do país! :P

E, ahn, obrigada pelo 'expert'. Me acho mais maluca que qualquer outra coisa.

bjo!

Lilian

ps. ei! vc escreve no chá das cinco, danada! sempre venho aqui bisbilhotar alguma coisa!

Lili disse...

Que ótima dica Vivi. Quando ví a capa aqui no Blog, pensei o mesmo que vc rsrs Como somos preconceituosas... pelo menos a primeira vista rsrs
Ainda bem que li seu comentário, e esse livro para o topo de prioridades...Acho que já ví por aí a continuação da série?! Pelo menos esse título A caçadora de recompensas não me é estranho...

Beijos querida, estava sentindo falta de seus posts ;)

Bjsssss
Lili

Equipe Plum Blog disse...

Lili,

A caçadora de recompensas NÃO é a continuação desse livro, é o mesmo livro, só que de outra editora e com a tradução mais mal feita que já tive notícia.

De tempos em tempos pergunto na Rocco pela continuação no segundo, que no original chama-se "Two For The Dough". Vai lá no meu blog que vc vai se informar bastante! Heheheh ;)

Driza disse...

Oi Vivi,
Ainda não conheço essa autora (ainda não chegou aqui na Drizaláxia. rss).
Mas, adorei a dica! História bem ao estilo que me agrada, vcs bem sabem.
bjs

Driza

Lili disse...

Opa, é pra já Lilian. Obrigada :)
bjsss

Equipe Plum Blog disse...

Liliiii... não, é contrário! É a da Objetiva que não presta! Compra a da Rocco! rsrsrsrs

Sim, mundo pequeno. Sou a Lilian do Skoob e da comu Trocando Livros ;)

Vivi disse...

Lilian, esse mundo virtual é pequeno mesmo...rs

Meninas, tomara que gostem pois, estamos precisando de mais gente para fazer pressão na editora Rocco. Mais Plum e Morelli por essas bandas, por favor!

Beijocas

Equipe Plum Blog disse...

Aproveitem e me indiquem para a Rocco pra traduzir, muhauahuahau tenho mais de um capítulo e meio do segundo prontos... rs... (bem, pra realizar meu sonho de traduzir a Plum vou deixar a modéstia só dois segundinhos de lado ok meninas?)

Vivi disse...

Driza, tá pra ti, então! ;D

Vivi disse...

hehehe...eu li o primeiro capítulo de Duas vezes Encrenca que a Lilian traduziu (e gentilmente me cedeu para aliviar meus siricuticos) e não fica nada a dever para nenhum tradutor da Rocco, pessoal.

Lili, compre o da Rocco: Um dinheiro nada fácil! Senão você não vai conhecer o Ranger...rsrs

Lili disse...

Nossa que confusão eu fiz rsrs
Obrigada Lilian rsrs
Vou procurar o livro!!!
Bjsss
Lili

Equipe Plum Blog disse...

É...vai achar que ele se chama Booker Brown (mudaram o nome dele no livro).

(tá virando chat? :P)

Lili disse...

Valeu Vivi...
Ranger?!!! affff

Equipe Plum Blog disse...

Na verdade o correto seria: "Ranger!? *me abana*".

Leia que vc vai entender.

Vivi disse...

Deve ser o fenômeno Plum...rs

karlinha disse...

Oi! Deichei um selinho para você lá no blog.! dá uma olhadinha espero que goste!

Carla Martins disse...

Não gosto muito desse estilo de livro, mas parece ser super agradável, né?

beijos

Ana Baldner disse...

Não conheço mas já estou curiosa... e pela capa tbm pensei em livro de auto ajuda rsrsrs

bjs

Dee disse...

É, eu fui a que conheceu o Booker e não o Ranger. u.u'

Mas quando eu li A Caçadora, um Dinheiro ainda não tinha saído! E eu nunca pensaria que fossem relançar...

Equipe Plum Blog disse...

Heheheh a Dee foi a responsável por eu descobrir essa lambança toda que é "A Caçadora de Recompensas"... :P

Mas eu disse isso pro caso de mais alguém ter lido essa versão. Aliás ninguém ia mesmo imaginar que seria relançado. Se tivessem feito o trabalho direito, não tinha problema né. u.u'

Jeanne Rodrigues disse...

Vivi,

Como sou aficcionada por capas e títulos, esse livro não me animou nem um pouco..risos..
Ainda bem que tenho amigas que não se deixam enrolar pela aparencia...como eu...
Valeu a dica e agora eu quero conhecer o Morelli(que nome é esse!?!?!?)...

Bjos,

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top