O Pacto - Jodi Picoult

Um romance arrebatador, que hipnotiza o leitor da primeira à última página. A consagrada Jodi Picoult narra a história do casal Emily Gold e Chris Harte, que se conhecia desde o primeiro dia de vida. A amizade das duas famílias parecia ser das coisas mais sólidas do mundo. Ninguém se surpreendeu quando os dois começaram a namorar. Pareciam ter nascido um para o outro. Mas tudo desmoronou numa madrugada, quando Emily morreu com um tiro na cabeça bem ao lado de Chris, encontrado desmaiado pela polícia. Assassinato? O menino garante que havia um pacto de suicídio entre ele e a namorada. Ambos deveriam ter morrido naquela noite. Alguém falhou. Onde está a verdade?
Antes de mais nada quero dizer que meu comentário abaixo, contém vários spoilers. Realmente não consegui organizar meus pensamentos sem revelar detalhes sobre um tema forte, dramático, que merece ser tratado com muito cuidado e atenção ...

Estou ainda impactada com essa história. Dizer que o livro é lindo, como li em muitos comentários por aí? Longe disso... Achei o livro ótimo sim, mas ele é antes de mais nada, indiscutivelmente trágico!

Apesar disso, gostei muito de ter lido e de ter tido a oportunidade de saber mais sobre o tema nele inserido...
Especificamente o livro retrata de forma muito real e crua o que pode acontecer com um adolescente que não sabe lidar com os seus medos, incertezas, angústias. E trazendo como consequência disso, vários distúrbios psicológicos, que levaram essa pessoa a cometer um crime contra sua própria existência.
Como podem perceber, o tema que estou falando é sobre o suicídio. Tema forte, denso, que mexeu demais comigo. E para quem pretende ter ou já tem filhos, dá nos o que pensar sobre a educação dos mesmos...

O livro está longe de ser romântico. Ele é muito mais um estudo psicológico. A autora soube muito bem explorar todo o tipo de sentimentos e dúvidas existênciais em um ser humano...
Terminei o livro me perguntando: Como Emily pôde fazer aquilo com Chris? Será que ela o amava realmente? Será que o seu desequilibrio era maior que tudo?
Tive muita pena de Chris. Ele desde sempre soube o que era realmente o amor, pois para ele Emily era a sua vida. Chorei por ele em muitos momentos, principalmente quando foi levado a prisão como o assassíno de Emily...

Como podem perceber o livro é dramático e muito polêmico. Mas vale muito a pena conhecê-lo e ficar com os olhos muito atentos para o assunto ali tratado.
A melhor parte do livro para mim foram as cenas do julgamento de Chris. O que acontece naquele tribunal, me deixou completamente petrificada não querendo mais largar o livro para nada. A autora fez um trabalho minucioso, com todo o cuidado em expor aos nossos olhos, o que realmente acontece em um julgamento. E só ali o livro já valia a leitura.

Ponto negativo? Não encontrei. Apesar do motivo de Emily fazer o que fez, muitos até diriam que ela na verdade não tinha motivo algum... Mas será que na cabeça desiquilibrada de Emily não tinha mesmo?! Através das entrelinhas, a autora dá pequenas dicas sobre a personalidade e a vida de Emily. E logo o leitor percebe que não foi um motivo e sim vários deles...

Vou citar o que acredito ser os dois principais motivos dentre tantos: Emily e Chris, durante a vida inteira estiveram sempre juntos. Aos 14 anos descobriram o amor e começaram a namorar... Nos dois primeiros anos eles tinham ainda um relacionamento ingênuo, até mesmo infantil. Mas as coisas foram mudando, Chris naturalmente ficou mais exigente, querendo consolidar o amor deles...Mas Emily passou por uma experiência trágica quando criança, numa brincandeira boba, de desafio, acabou sendo abusada sexualmente por um homem...E sem nunca dizer isso a ninguém, acarretou sérias consequências, levando durante anos o problema sozinha, se achando totalmente culpada pelo ocorrido.
Chris como qualquer jovem na força da idade quer amar de todas as formas Emily. E aí tudo desaba... Se foi devido ao abuso ou não, ela crê firmemente que na verdade nunca amou Chris como um homem e mulher devem se amar... E a cada dia que ficavam juntos, suportava com sofrimento, achando que estava cometendo um incesto. Pois nas suas incertezas e medos, ela começou a vê-lo mais como um irmão do que namorado...Trágico, não?! Mas isso é apenas um dos motivos...

Em suma, o livro é realmente dramático, e o final então... é um tapa na cara. Mas, apesar de triste, traz uma grande lição de vida!! E para quem gosta de emoções fortes, sem clichês, recomendo a sua leitura!

16 comentários:

Jeanne Rodrigues disse...

Lili,

Mesmo sabendo que irei sofrer com a leitura desse livro, tô colocando na lista.

Adorei seu comentário.

Bjos,

Driza disse...

Obrigada pela dica. Eu gosto de dramas fortes.

bjs

Regina disse...

Lili,

Lindo comentário! Me deixou super curiosa...

Obrigada por mais essa dica.

bjs

Anônimo disse...

Lili,

Já ouvi falar desse livro, e me interessei. Seu comentário aumentou a curiosidade em ler.

BJS

Aline

Romance disse...

Lili, Suas palavras soaram como uma mantra: Tá pra mim, Tá pra mim!

Beijos

Nani disse...

Certamente a indicação já está inserida na minha lista de livros a serem devorados!
Intrigante! Estou louca para mergulhar nesta leitura!

Di disse...

Concordo com o seu comentário! Bom livro.

Joana L. disse...

Eu ja li, acabei à cerca de uma semana e posso dizer com toda a segurança que foi um dos melhores livros que já li até hoje. Não dá vontade para parar de ler e queremos sempre saber o final. O final é surpreendente e ficamos, quando lemos a última página, com vontade de saber o o dia seguinte, e o a seguir e o depois.

Uma palavra: fascinante.

Anônimo disse...

Olá, estou curiosa em relação ao pacto, e por isso faço esta pergunta porque estou realmente interessada: não será uma história um pouco trágica demais?...

Anônimo disse...

não resisti à curiosidade e já li o livro. é uma obra dramática, sem dúvida alguma, mas interessante sob determinados pontos de vista.

Thynna disse...

Eu sempre fui loca pra comprar esse livro, desde que saiu nos E.U , fiquei anciosa pra lançar logo no Brasil, e quando lançou NÃO pude resistir ... Li ele 5 vezes , e em todas as vezes chorei mto ... Realmente só o julgamento vale por tudo ... Eu e uma amiga que tbm comprou o livro, fez a mesma observação do abuso ...

Nazaré da Silva disse...

Estou a ler este livro ! Mas ainda estou a três meses do julgamento do Chis ! :)

Realmente,este livro é muito bom ! Eu também recomendo.

. disse...

Estou terminando de ler esse livro... e só me falta ter um ataque cardíaco XD dá muita ansiedade, é trágico demais. Mas não tem como não se envolver com a história, é genial. Mas vou precisar de um tempo para me recuperar depois de terminar essa leitura...

Anônimo disse...

Eu li esse livro. Adoreii.
DEvo dizer que a minha parte preferida, tambem, foi o julgamento. No julgamento que tudo se desenrola ( tambem pela parte do julgamento que Gus vai percebendo tudo o que está acontecendo).o bom do livro é que vai contando a história alternadamente entre o passado e o presente, o que chama atenção do leitor.
Eu fiquei presa na leitura. Minha mae perguntou se eu nao tinha nada mais para fazer. Porque eu li esse livro dois dias ( digamos assim, metade de cada dia) ela tinha que mandar parar a leitura para ir comer kkkkkk
Eu nao sei mesmo com descrever esse livro. É simplesmente um dos melhores livros que já li (ficando somente atras de dois livros do Paulo Coelho - Meu escritor favorito)

Anônimo disse...

Eu tenho 13 anos e já li esse livro, uma amiga minha recomendou-mo.
No livro fartei me de chorar, CLARO...
O livro é lindo, li-o em 1 semana, daqui a uns dias vou apresentá lo para a minha turma, nem sei como explicar por palavras o que senti quando li aquele livro, emocionei me mais naquela parte:'Chirs estava de pé no chão a observar Emily. Tinha a cabeça atirada para trás e o vento pusera-lhe uma cor rosada nas faces. As lágrimas escorriam-lhe dos olhos, mas sorria. 'É agora', apercebeu-se. Ou deixava Emily ter o que queria acima de tudo, ou ficava ele com o que queria. Era a primeira vez que as duas coisas não eram uma só. Como podia ficar ali a vê-la morrer? Por outro lado, como podia impedi-la, se estava a sofrer tanto?''
Foi aí que eu percebi que ele a ajudou a matá-la naquele momento por que acima de tudo ele amava-a e preferia a felicidade dela à dele, porque isso sim é o amor verdadeiro, acho que este livro é acima de tudo uma fantástica prova de amor...

camila trimboli disse...

Acabei de ler hoje esse livro. Fiquei totalmente envolvida com a história deles. Mas a Jodi tende a me deixar frustrada com seus livros apesar de ao mesmo tempo me fascinar. Não gosto dessa dúvida que fica quando terminamos o livro. Em relação ao que vc citou, sobre a forma como a Emi se sentia em relação ao Chris, ela acha que pelo fato de serem muito próximos, ela o vê com um irmão e por isso tem muita dificuldade de se relacionar mais intimamente com ele. Porém, acredito que ela não consegue por culpa do abuso, ela mostrou durante o livro que não consegue deixar homem nenhum tocá-la e não somente o Chris. Acho que ela não conseguiria se relacionar, na verdade, com homem nenhum. Porém, me incomoda demais a autora deixar que cada um tire suas próprias conclusões. Fiquei muito frustrada tb por chegar ao fim do livro, sem ninguém ter descoberto que ela foi abusada. Terminei o livro com um sentimento ruim, como se precisasse de um desfecho melhor ou uma continuação. Mesmo assim, valeu muito a pena!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top