BROKEN WING de Judith James


Abandonado quando criança e criado em um bordel, Gabriel St. Croix nunca conheceu carinho, amizade ou afeição. Embora fluente em sexo, ele nada sabe sobre amor. Perdido e sozinho dentro de um mundo de pesadelo, tudo o que ele sempre quis era sua companhia e um lugar a que pertencer. Escondendo feridas físicas e emocionais atrás de uma fachada fria, seu único relacionamento era com um menino a quem ele passou os últimos cinco anos protegendo da brutal realidade do ambiente em que viviam. Mas tudo isto está para mudar. A família do garoto o encontrou, e estão vindo para buscá-lo.

Sarah Munroe se culpa pelo desaparecimento do irmão. Quando ele é localizado, seguro e sem ferimentos apesar do local onde estava vivendo, Sarah jura ajudar o homem que o resgatou e protegeu quando ela não pode. Com amorosa paciência, ela ajuda Gabriel a encarar seus demônios e o ensina a confiar na amizade e no amor. Mas quando o passado volta a perseguí-lo, Gabriel deve encará-lo sozinho.

Transformando-se em mercenário, pirata e um jogador profissional, Gabriel viaja para Londres, França e à Costa Bárbara numa tentativa desesperada de encontrar Sarah novamente e tudo o que aprendeu sobre o amor. No caminho, contudo, ele irá descobrir que a viagem mais perigosa, e o maior de todos os jogos, estão dentro das profundezas escuras de seu próprio coração.


Esse resumo me conquistou. Decidi, então, ler o livro e o achei muito bom.

Judith James cria personagens que fogem da fórmula do romance histórico. Aqui, o herói é um prostituto, um jovem que não teve chance na vida de se tornar outra coisa. Gabriel foi abandonado ainda criança em um bordel. Quando tinha 14 anos, foi vendido a um nobre, que além de o usar sexualmente, o educou como pajem. Assim, Gabriel aprendeu música, a ler e a escrever, a cavalgar, enfim, tudo que um rapaz nobre aprenderia. Mas essa vida durou pouco. Aos 16 tentou fugir e foi punido severamente e devolvido ao bordel onde vivia. Depois de um tempo, um menino inglês – James – também chega ao bordel e Gabriel o toma sob sua proteção. James tem 5 anos e Gabriel o ensina a ler e a escrever, o protege e defende a um alto custo a si mesmo. Depois de cinco anos, a família de James o encontra e parte para a França para resgatá-lo.

Sarah e Ross, seu meio irmão e Conde de Huntington, chegam ao bordel para resgatar James. Eles não sabem o que encontrarão ou em que estado James estará, mas estão decididos a levá-lo de volta à Cornualha. Com surpresa vêem que James ainda é um menino inocente e sem ferimentos. Ele conta a seus parentes que Gabriel o protegia como a um irmão e que não partirá sem ele. Ross é contra a idéia de levar um homem com esse passado para casa, mas Sarah o convence e diz que devem fazer isso, pelo menos, até James se acostumar a nova vida.

Quando Gabriel encontra Sarah e Ross pela primeira vez ele é cínico e se mostra brutalmente indiferente e provocador. Mas, ao receber a proposta de trabalhar por um ano como companheiro de James, com um salário que lhe proporcionaria independência e saída dessa vida, ele aceita de imediato.

Na Cornualha, Gabriel e Sarah começam um relacionamento de agressão e que depois para a confiança e que os leva ao amor. Gabriel, a princípio, quer chocar Sarah, fazê-la enxergar que tipo de homem ele é: um homem que vendia seu corpo por dinheiro, que aceitava e sofria as piores perversões. Mas Sarah só enxerga um menino apavorado, um homem que, apesar das dificuldades e da falta de amor e da solidão, não se degradou, não se tornou mau, nem sádico, nem abusador. A forma como Judith James retrata esse relacionamento é muito bonita! Sarah e Gabriel vão se descobrindo e se conhecendo aos poucos, trocando segredos e histórias.

A vida de Sarah também não foi fácil. Obrigada a se casar aos 16 anos com um velho, por um tio que assumiu o comando da família quando Ross foi dado como morto, Sarah foi praticamente estuprada e, não aguentando, fugiu do marido. James, que seria o herdeiro de Ross, tinha apenas cinco anos e desapareceu quando era enviado ao internato. Agora ela é viúva, mas não quer mais compromisso com homem algum.

Sarah tem um primo, Davey, que é capitão de navio – corsário, segundo ele, pirata, segundo Ross. Davey e Ross treinam Gabriel para se tornar marinheiro e aprender a lutar. Gabriel, mesmo quando vivia no bordel, sentia o chamado do mar, então foi fácil para ele se adaptar a essa nova vida. É lindo ver Gabriel feliz, pois para quem não tinha esperança alguma, ele encontrou uma família, uma profissão e o amor. Mas, o destino sempre prega peças e o amor de Gabriel e Sarah vai ser posto a teste.

Uma nova autora para mim, Judith James me conquistou. Apareceu um outro personagem no livro – Jacques, Chevalier de Valmont. Espero que ela escreva algo sobre ele também.

Um Trecho:

“Gabriel se sentia embriagado, como se tivesse passado por um espelho de contos de fadas e caído em um mundo encantado. Ele sabia que estava apaixonado por ela, profundamente, docemente, loucamente apaixonado. Seu mundo era escuro e sem cores antes de ela entrar em sua vida, destituído de qualquer emoção forte, exceto ódio, desespero e medo. Ela abriu seus olhos para o maravilhoso, o recebeu em seu lar tão ardentemente quanto a seus irmãos, ou Davey. Ela preenchia cada pensamento que tinha quando acordado e seus sonhos quentes e desejosos, mantendo os pesadelos longe e lhe dando uma razão para desejar o sono, ao invés de o temer. Ele era sempre respeitador, cuidadoso em não arriscar o laço que crescia entre eles, e ele estava verdadeiramente feliz pela primeira vez em sua vida.”

9 comentários:

Dani disse...

Oi Regina,
Nunca tinha ouvido falar da autora, é sempre uma delícia descobrir coisinhas boas novas né? O livro tem todos os ingredientes para horas deliciosas de leitura com a cabeça nas nuvens... Nessa época de feriados, nada melhor... Vai definitivamente para a minha lista.
Aproveito o comentário para expressar meu total arrebatamento com a leitura que me deixou acordada até às 2 da madugada de ontem: A Sombra do Vento, do qual estou certa que vocês já ouviram falar... Por favor meninas, leiam sem falta, o livro é uma obra-prima, uma prosa encantadora, personagens apaixonantes, uma história redondinha contada com maestria.. e como se não bastasse, uma verdadeira declaração de amor aos livros. Me vi sublinhano frases que tocavam fundo o meu coração, como a muito não me acontecia. Meu 27º livro lido em 2009 e sem dúvida o melhor. Estou certa que todas vocês vão se apaixonar também.
Grande abraço,
Dani

Anônimo disse...

Regina,
Lindo comentário. Pena que esses livros não saem por aqui! Só me deixa com vontade! Hahahaha

Quanto à Sombra do Vento, já li e quero comentar ele por aqui. É maravilhoso.

BJS
Aline

Driza disse...

Oi Rê,
nossa, que história. Adoraria ler esse livro. Já me apaixonei por Gabriel sem nem mesmo conhecê-lo.
bjs

Driza

Anônimo disse...

Olá Rê
O livro deve ser uma delícia mesmo de ler.
Dani
Fiquei curiosa para ler A sombra do Vento,vou procurar.
Beijos Angélica

Regina disse...

Oi Dani, Aline, Driza e Angélica

O livro é muito bom. Essa é uma autora que não conhecia e gostei muito. Gostei do modo como os personagens interagiam e claro que as provações que enfrentaram me deixaram agoniada, ainda mais para ver como esses conflitos se resolveriam. Judith consegue te manter presa na trama, além de cuidar bem da parte histórica.

Ainda não li A Sombra do Vento, mas vou colocar na minha lista. Obrigada pela dica!

bjs

Regina

Vivi disse...

Cabe aqui um clima de paixão a primeira vista? Nunca te vi, sempre te amei? Pois, é o que estou sentindo após ler seu comentário, Rê.

Bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Rê,

Você e seus achados...
Mais um pra lista dos livros que assim que chegar em portugues irei correndo ler.
Essa lista tá imensa...risos...
Só pelo resumo já riria ler, e com seu aval então...

Bjos,

Patricia Cardoso disse...

Rê,

mais um livro que me deixou louca para ler, quem sabe um dia nossas editoras nos presenteiam com esses livros maravilhosos.

Beijos,

Paty

lizzy disse...

Ah, parabéns, fiquei louca para ler esse livro! Bjs

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top