CEGA de Karin Slaughter


A pacata Heartsdale, na Geórgia, entra em pânico quando Sara Linton, pediatra e médica-legista da cidade, encontra Sibyl Adams, uma jovem professora universitária, morta em um restaurante local. Além de ter sido violentamente estuprada, Sibyl fora esfaqueada: dois cortes profundos formavam uma cruz macabra na altura do estômago. No entanto, quando Sara realiza a autópsia, a brutalidade do assassino é revelada em toda a extensão.
O chefe de polícia, Jeffrey Tolliver, ex-marido de Sara, está à frente da investigação. Quando uma segunda vítima é brutalmente crucificada alguns dias depois, ele tem de encarar o fato de que o assassino de Sibyl não fora um ataque pessoal, um caso isolado. Na verdade, um estuprador sádico aterroriza o condado de Grant.
Jeffrey não está sozinho em sua busca. Lena Adams, a única detetive da cidade, quer justiça a qualquer preço, uma vez que Sibyl era sua irmã. Sara também não consegue escapar do horror. Um segredo de seu passado pode ser a chave para descobrir o assassino – a menos que ele a encontre primeiro.


Gosto muito de ler livros de suspense, e Cega prendeu minha atenção do início ao fim. A busca pelo assassino e estuprador se desenrola de uma forma que acabamos sendo envolvidos pelo pânico que surge na cidade de Heartsdale.
A Dra. Sara Linton que já vive o drama de ser completamente apaixonada pelo ex-marido Jeffrey Tolliver, e não conseguir perdoá-lo pela traição que causou a separação do casal, se vê envolvida nos crimes brutais, e como médico-legista, tem que trabalhar junto com o ex-marido o que torna um ingrediente a mais neste suspense. Em meio a investigação deste crimes Sara ainda tem que por um ponto final na sua história com o ex-marido. Mas, durante o livro passei a torcer pela volta do casal, mesmo que Jeffrey tenha traído a esposa, o amor que ele demonstra por Sara, me fez torcer por uma segunda chance, e claro que o detetive conseguisse capturar o “monstro” antes que ele conseguisse enfim dar cabo de Sara.
Cega é um livro muito forte, pois, os crimes são descritos cruelmente, não se poupa detalhes, e claro a descoberta da identidade do “monstro” é surprendente.
Este livro é o primeiro de uma trilogia, e após lê-lo já coloquei “Frio na espinha”, o segundo livro, na minha lista de compra.

6 comentários:

Lori e Elisandra disse...

Adoro livros assim!!!! vou coloca-lo na minha lista de compras do proximo mes...bjus Elis

Regina disse...

Nossa!!! Esse vai entrar na minha lista de compras também.Adoro suspense e seu comentário aguçou ainda mais minha curiosidade.

Obrigada pela dica.

bjs

Regina

Aline disse...

Patrícia,
Eu já li esse livro e adorei. O suspense é eletrizante e a autora é excelente.
BJ

Vivi Bastos disse...

Oi, Paty

Esse livro está na minha lista desde o primeiro amigo oculto do fórum. Aprecio o gênero e quero muito lê-lo ainda.

Bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Paty,

Esse vai pra lista de futuras aquisições.

Seu comentário foi decisivo...

Bjos,

Thata disse...

Hum, descrições bem cruas...Será que tenho estômago pra isso?
Melhor lê do que vê. Quem é legista, é valente. Me surpreende...
Mas será que esse marido merece ela?

Bjs

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top