The Wedding Officer - Anthony Capella


È 1944. O Capitão James Gould chega a Nápoles a tempo de, conforme sua atribuição de oficial de casamento, desencorajar os casamentos entre os soldados ingleses e as belíssimas italianas. O inocente e jovem oficial poderia lograr êxito se não fosse a distração personificada em uma bela viúva que entra em sua vida literalmente pela porta da cozinha. Lívia Pertini, a nova chef de cozinha dos oficiais aliados, cria banquetes capazes de aturdir os sentidos: tomates San Marzano suculentos de cor rubi, anchovas brilhantes e apetitosas batatas incrustradas na terra preta e vulcânica de Campânia. Irresistivelmente seduzido pela personalidade forte de Livia, James está prestes a aprender que seu coração está acima do dever. E que mesmo em tempo de guerra, os sabores ardidos da paixão podem ser tão festivos quanto o banquete da própria vida.


The wedding officer de Anthony Capella ganhou minha atenção pela boa aceitação por parte da crítica especializada e dos leitores. Por outro lado, como já havia lido seu primeiro romance: O alimento do amor (uma bela história baseada no clássico Cyrano de Bergerac), eu antecipava os elementos da leveza e do humor presentes na escrita de Capella. O que li não me decepcionou. Apenas reforçou a boa impressão anterior.

Capella tem uma visão particular e doce do amor. Em suas histórias, os personagens masculinos são os que se enternecem, os que se entregam mais passionalmente à relação. No caso de The wedding Officer, James Gould rompe com as imposições sociais para viver seu grande amor. Dedica a Lívia um amor íntegro, puro e crescente ao ponto de arriscar sua carreira para vivê-lo integralmente. Lindo mesmo de se ver!

Igualmente, no que tange ao período da guerra, destaco sensibilidade com que Capella expõe a condição feminina. No livro tem-se retratada a sujeição das mulheres à prostituição forçada com o fim digno da sobrevivência. Tal fato exerce fundamental importância na trama pois, é onde conflito se estabelece: o amor é capaz de tolerar o que, por princípios morais, é marcado pela mancha da infâmia? Essa passagem e outras como as das mulheres sifilíticas usadas como armas de guerra contra tropa inimiga são baseadas em fatos históricos. Vale a pena conhecer esse cruel cenário abordado no livro pois, a mim pareceu-me uma resposta humanitária às necessidades psicossociais das mulheres submetidas à violência sexual em situações de conflito.

Li no site do autor que The wedding officer virará filme pela New Line. O que não me espanta, pois a versão literária é completamente talhada para a telona. È fácil discernir o porquê. Primeiro: pela temática situada no período da Segunda Guerra Mundial. Segundo: A boa descrição da Itália (Nápoles) transporta o leitor direto para a cena. Terceiro: os personagens, inclusive os secundários, são apaixonantes. Devo acrescentar: não só por isso. O autor dosa de maneira apropriada as passagens trágicas e as humoradas. Aliás, humor é a assinatura de Capella. Em uma obra cinematrográfica, tais ingredientes são supervalorizados. Ou será que disse bobaginhas?

Com relação ao final, algumas falhazinhas se apresentaram tornando o desfecho pouco crível, a meu ver. Mas, pesando prós e contras, esse fator não compromete a qualidade do romance. Afinal, The wedding officer vale uma leitura sem compromissos outros que não seja a diversão.

5 comentários:

Regina disse...

Achei interessante esse aspecto das mulheres serem exploradas dessa forma na guerra. Nunca tinha ouvido falar. Fora isso, adorei o modo como descreveu a obra e o modo como o autor faz os homens mais passionais...

Excente dica!!

bjs

Driza disse...

Oi Vivi,
"os personagens masculinos são os que se enternecem" - fiquei caidinha... Adoro!

bjs
Driza

Jeanne Rodrigues disse...

Vivi,

Mais uma dica anotada. Tbm nao tinha conhecimento de como as mulheres eram usadas na guerra.

Bjos,

Aline disse...

Interessei-me demais! Já queria ler o outro dele, agora então... Estou com dois na lista!

Thata disse...

Hum! Parece bem interessante! A capa é fofa!
Nunca li nada desse autor antes...É, tenho que ler em inglês...vai ser logo!!

Bjs

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top