ANTES DE MORRER de Jenny Downham


Tessa Scott tem 16 anos e os mesmos desejos e inseguranças das outras meninas de sua idade. No entanto, numa época em que deveria descobrir aos poucos o mundo adulto, sente que corre contra o relógio. Ela tem leucemia e experimenta a dura realidade de enfrentar a proximidade da morte, quando ainda se é tão jovem. Por mais que tente agir como as outras garotas, Tessa se sente cada vez mais longe dos seus sonhos: apaixonar-se, ter filhos, viajar pelo mundo. Com o agravamento de sua fraqueza física e a perda de esperança dos médicos no prolongamento de seu tratamento, Tessa só vê uma saída: viver o mais intensamente possível.

Em busca do tempo que se esgota, ela inicia um pequeno projeto: organiza uma lista com as dez coisas mais importantes que gostaria de fazer antes de morrer. A primeira transa, infringir alguma lei e aprender a dirigir compõe a lista de desejos a serem cumpridos.

Mesmo consciente de seu corpo debilitado, efêmero, Tessa quer viver mais do que tudo, quer abraçar o mundo e ao mesmo tempo ser eterna, e para isso vai testar todos os seus limites. Logo verá que essas experiências podem ser frustrantes, ou magoar aqueles que mais ama, deixando marcas profundas em sua família e em seus amigos: seu api, que se dedica inteiramente à filha; seu irmão Cal, que sofre com cada piora do estado de saúde da irmã; sua mãe, que havia deixado a família quando Tessa tinha 11 anos; e Zoey, sua melhor amiga. Personagens tão humanos em suas fraquezas e grandezas, tão frágeis diante da dor e da perda, tão reais e comuns.


Neste livro a autora nos conta os últimos meses da vida de Tessa, uma menina de 16 anos que tem uma doença terminal, e apesar do tema doloroso, os fatos são passados com leveza e doçura, e nos toca profundamente, sem ser piegas. Tessa cria uma lista com as dez coisas que teria que fazer antes de morrer e seus últimos dias giram em torno da realização desta lista. Ela arrisca-se, sofre, faz sofrer, magoa, se frusta com a lista de seus desejos. O tema é triste, mas, nos mostra que mesmo quando estamos envolvidos com a dor podemos ser felizes, com as pequenas coisas. Durante a leitura deste livro, fui fazendo a minha lista do que quero fazer nesta vida, e pretendo realizá-la, sem ter o fantasma da morte me rondando. Ficamos sensibilizados quando sabemos que alguém tem seus dias contados, mas, não temos todos, então me toquei o momento é o agora, e agradeci muito a Deus de não saber o dia de amanhã.

8 comentários:

Liliane Cristine disse...

Parece ser muito tocante esse livro. O tema me lembra um pouco Ps Eu Te Amo... Sofri demais com esse livro. Sua pós-leitura, me fez ficar tres dias consecutivos chorando...
Apesar de tudo, é uma realidade que qualquer pessoa ou próxima a ela pode passar.
Fiquei interessada. Obrigada pelo post Paty. Bjs

Driza disse...

Oi Paty,
A história é linda, mas depois de PS Eu Te Amo, não tenho mais coragem de ler um livro assim. É muito doído.
Sabe, depois do dia das crianças os brinquedos todos entraram em promoção nos sites e eu aproveitei e comprei um pra minha filha com a intenção de já guardar para o Natal (afinal antes ele era caríssimo e na promoção saiu super em conta). Mas depois do que aconteceu com a Eloá naquele seqüestro em SP, caí na real e dei logo o presente. Afinal, não sabemos o dia de amanhã... Vamos aproveitar o presente, o futuro a Deus pertence!
bjs

Regina disse...

Realmente é um tema que levanta muitas sensibilidades. Por mais planejamento que façamos, o destino sempre se intromete. Por isso devemos sempre viver o presente.
Obrigada pela indicação.

bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Paty,

Livros como esse nos levam a reflexões muito profundas e de como somos frágeis.
O momento é esse, o agora é já...
Obrigada pelo excelente comentário...

Bjos,

Vivi Bastos disse...

Desde que esse livro saiu no Amazon, nutri o desejo de lê-lo. A melhor hora para fazê-lo, eu não sei. Mas, de fato, parece ser uma leitura da qual não se sai vazia.
Valeu!

Beijocas

Armida disse...

Li o livro em praticamente um dia, muito lindo e realmente nos faz pensar melhor em viver o presente...Criei até uma comunidade para ele no orkut, que não existia!

carlos_mano_coimbra disse...

Esse livro, é fascinante, pois faz com que o leitor fique preso a ele, do inicio ao fim. Realmente muito emocionante. E a autora, transmite uma mensagem muito bem feita, sobre como encarar a vida, não só quando estamos com uma problema de saúde, nesse caso o cacer, mas em todos os momentos de nossa vida. Temos que aproveitar cada momento que nos é designado, pois ele é único e precioso. Adorei ler esse livro, até porque tenho um irmão que venceu o cancer, e isso que me motivou a ler esse livro. Espero daqui uns anos escrever o meu próprio.

Joana Santos Silva disse...

Acabei hoje mesmo de ler este livro.
Se no inicio só me ria com os desejos de Tessa, no final nao conseguia parar de chorar.. é impossivel nao nos imaginarmos no lugar dela, e o quanto doloroso ia ser!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top