A Rosa do Inverno - Patricia Cabot


Aqui está um livro agradabilíssimo para quem procura uma lufada de brisa fresquinha, fresquinha. A Rosa do inverno, escrito por Patricia Cabot (Sim, esse é o pseudônimo da Meg Cabot — da Princesa e do diário também!) contém uma deliciosa e divertida história de amor:

Edward Rawlings faria qualquer coisa para não assumir o título de duque e ter de passar seus dias cumprindo as obrigações burocráticas do cargo. Por isso, não pensa duas vezes antes de viajar para Escócia e encontrar a única pessoa que poderia substituí-lo: O sobrinho Jeremy, o menino de dez anos que era o verdadeiro herdeiro do título.Órfão, o pequeno Jeremy vive num casebre com a tia Pegeen, uma mulher com opiniões demais para a época. Ela não quer que Jeremy cresça mimado e rodeado de riqueza. Mas sabe que Edward pode oferecer ao menino oportunidades de que ela jamais seria capaz — e aceita mudar-se para a propriedade dos Rawlings, na Inglaterra. Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward enlouquece com a sensualidade e os olhos verdes de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ela havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões. No entanto, ao chegar à mansão, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?


Já tinha visto alguns bons comentários do livro nos grupos de discussão que participo e em alguns blogs como esse aqui. Claro que tais comentários me animaram. No entanto, o que mais me instigou a aventurar-me nas 414 páginas do livro foi o bom gosto da capa. Adoro o tom carmim das rosas. E não me decepcionei com o conteúdo.

Cabot já disse não escrever mais livros românticos como gostaria devido a intensa pesquisa histórica que tal gênero demanda. De fato, percebi que na composição dos personagens, principalmente de Pegeen, houve a contextualização histórica representada pela resistência contra a idéia da superioridade masculina que postulava a mulher como incapaz de ter direito sobre si mesma. Elas eram totalmente dependentes dos homens de sua família a quem deviam prestar conta de todos os seus atos (Até nos desejos mais simples como escolher um livro para ler!). Afinal, para eles, as mulheres tinham espírito e mente fracos para lidar com as informações cotidianas de um simples jornal. A vida na Inglaterra vitoriana, não era fácil. As mulheres eram reprimidas e para, Patricia Cabot, foi divertido explorar os acontecimentos que acarretariam a uma mulher caso se rebelasse contra tais imposições.

A descrição dos vestidos maravilhosos que a Pegeen usava foi um show a parte. Dentre os momentos marcantes, foi um prazer observar Pegeen socando o Lord Edward quase toda vez que esse se aproximava dela aos beijos. E fiquei enternecida pelo bom caráter do Lord Edward. Apesar da reputação de má fama o preceder, ele é um grande sujeito. Sendo que, o melhor dele aflorou quando conheceu Pegeen.

Os senões são pequenos e não tiram o brilho da história mas, vale a pena comentá-los:

Primeiro, a inteligência e sagacidade de Pegeen não combinou muito com aquelas passagens “será que ele me ama?”. Estava na cara o quanto Lord Edward estava caído por ela. E achei desnecessário a autora perder tempo com isso, ao invés de nos regalar com mais surpresas na trama. Além disso, percebi que Pegeen começou resoluta, forte e decidida mas, ao longo da história as características que a tornam marcante se esmaecem.

Segundo, faltou explorar o cenário da estufa. Pouca coisa acontece por lá. Pôxa, remete-se ao título do livro. A Pegee não acreditou quando o Lord Edward — para convencê-la a ir (ela e o sobrinho) morar na propriedade dos Rawlings — disse que, em pleno inverno, as rosas floresciam. È sandice minha ou não poderia se dar nesse cenário lindo —mas subaproveitado—, a declaração de amor tão esperada? Embora, que fique muito claro, no livro não falte o aumento do efeito estufa.

Enfim, é uma leitura que combina com a atmosfera primaveril. E uma vez iniciada a leitura torna-se difícil interrompê-la.

E A rosa do inverno fez brotar uma seqüência: Portrait of my Heart.

19 comentários:

Driza disse...

Oi Paty,

Taí um livro que quero muito, muito ler!!

bjs

Regina disse...

Vivi

Aguçou minha curiosidade. Já tinha ouvido falar bem desse livro tb. Vou procurar.

bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Vivi,

Vou ter que ler...

Estava esperando por um empurrãozinho desses.

Bjos,

Driza disse...

Oi Vivi,
desculpe ter te chamado de Paty no comment anterior... fiz confusão.
bjs duplicados

Vivi Bastos disse...

Que isso, Driza! Um blog com várias autoras atrapalha um pouco mesmo...como eu sei disso! Aliás, como a Lili disse, uma certa vez, você está dando uma de Vivi...rsrs

Beijos, querida

Aline disse...

Adorei o comentário...
Preciso ler urgente!
Romance histórico, um homem encantador, uma mulher inteligente, como resistir?

Cris Costa disse...

Vivi,
Precisava mesmo deste empurrãozinho. Comprei este livro por impulso (para dizer a verdade, comprei pela bela capa) e até agora ele está na fila. Para vc ter uma idéia, estou terminando de ler A sombra do Vento, outro livro que ficou "séculos" na fila.
Seu comentário aguçou a minha curiosidade...Obrigada!

Bjs

Vivi Bastos disse...

Cris, querida
Depois você me diz o que achou (dos dois livros...rs Sempre tive curiosidade acerca da Sombra do Vento. Alguns dizem que é bom; outros o destesta).

Beijos
Vivi

Tay disse...

Vivi como disse no seu blog, a série "historica" da meg teve um nvoo reinicio! Ano que vem sai "Ranson of my heart" Classico historico dela com Mia Thermopolis! Uma graça!

Ao todo meg já escreveu 5 historicos, todos lançados como patricia.

Driza disse...

Oi meninas,

eu li e adorei. Tem ressalvas como a Vivi disse e o que mais incomodou foi a dificuldade que ela teve em se dar conta que Edward estava in love por ela. Me aborreci com isso, mas no todo é uma história deliciosa.
Obrigada Aline por me presentear com esta obra.

bjs a todas

Driza

Janaina disse...

Olá Pessoal,

eu terminei de ler este livro ontem, oque posso lhes dizer é que jamais adorei tanto um livro como este. Gosot de romances marcados por briguinhas, incompatibilidade de gÊnios, isto torna a história mais tórrida. E na minha opinião é oque acontece, tu te sente como parte da história, a entrega de amor entre eles é linda, recomendo este livro. Te faz ter vontade de viver uma história como a de Pegeen e Edward. è simplesmente emocionante.

Anônimo disse...

Eu estou lendo o livro e estou adorandooo!! Mais um Edward para eu me apaixonar! rsrsrs.

Taline disse...

Nossa.. eu tb li esse livroo e é D+! Adorei muitíssimo!! Os desentendimentos e a paixão avassaladora torna o livro muito interresante! =)

Taline disse...

Eu queria tanto ler a continuação, Portrait of my Heart. Eu sei que aiinda não tem traduzido, mas mesmo em inglês esse livro é muito difícil de encontrar... =/ Ja to ficando doidaa!! hehe..

luisa disse...

ola , sou nova aqui ! adorei o blog ,depois que descobri ele so pega as sugestoes daqui e confio tanto nas suas sugestoes que estou amando os livro que ja li , um deles foram a rosa do inverno e muita mais que uma princesa ,simplemtente amei e gostaria de saber quais outros livros do mesmo estilo deles , com provocaoes, e no final entregam-se ao amor ... pois ameeei. Se poder me ajudar agradeceria !! e novamente parabens pelo blog esta entre uns dos meus favoritos..
o proximo livro q vou ler sera a musica das sombras por recomendacoes de voces tambem,fiquei curiosa como descreveu ele ...
beeijos.

Patricia Cardoso disse...

Olá Luisa,

acabei de ler SEM CLIMA PARA O AMOR de Rachel Gibson, e ele é bem leve, há muitas provocações. Acredito que vá gostar deste tb.

Beijos,

Paty

Camila disse...

olá!

bem, tenho que dizer que concordo com tudo o que você disse e mais um pouco. O mais interessante desse livro são as cenas de choque entre as opinioes bem marcadas e revolucinárias de pegeen com a falta de interesse no mundo e irresponsabilidade de lord edward. Realmente, nos faz se rasgar de tanto rir.

sobre os senões, tenho que dizer que concordo, mas, nao querendo defender a patricia, apenas justificá-la, ela deve ter feito pegeen relutar tanto em acreditar em edward porque, se ela acreditasse no "eu te amo" dele, o livro acabaria. mas, como edward só insinuava isso, nao o dizia de fato, pegeen foi teimosa e o livro pode continuar seguindo e lady arabella teve tempo para tramar suas enroscadas.
e bem. sobre a estufa, leve em consideração o nome original do livro: where roses grow wild (onde as rosas crescem selvagens). aí faria mais sentido, pois o titulo fal menção ao solar, e não à estufa. e, se formos interpretar o verdadeiro titulo, podemos entende-lo no sentido literal, no sentido de "rosas" como orgãos improprios do corpo, ou como a infancia de edward e jhon. nao sei se voce tem outra interpretação, essas foram as que eu fiz.
gostaria tambem de acrescentar mais um "senão", que, tambem, nao faria o livro nao ser digno de lido. Meu Deus! Eu realmente não precisava ter lido tanta descrição de coisas impróprias! será que patricia simplesmente não poderia dizer: "aí eles fizeram!"??

bem, é isso. beijos, adorei seu blog! ;**

Anônimo disse...

Eu terminei de ler " Rosas do Inverno" a semana passada, achei o livro super chatinho, demorei duas semanas para ler o que geralmente acontece em 3/4 dias. Achei o livro um tanto quanto superfícial, o amor entre os pernosagens eram extremamente sexual, acho que faltou alguma coisa... e houve algo que não posso deixar de comentar, quando a autora cita que Edward tinha cheiro de tabaco e as descrições sobre o consumo de bebida alcoolica me causou ansia e me fez perder um pouco do encanto, e apesar disso o achei mais simpático que a própria Pegeen. Mas o final até que eu gostei, apesar de ser extremamente esperado, mas, o final de Jeremy realmente deixou muuuuuuuuuuuuuuuuuito a desejar!
Desculpa se fui muito chata, mas essa realmente é a minha opinião é que eu realmente esperava gostar...

kept ! disse...

Sinto que esse livro me lembra "Aprendendo a Seduzir". Será engano meu? Estou louca pra ler, mas tenho outros que estão me prendendo mais a atenção.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top