O Sabor da Inocência - Stephanie Laurens


Embora tivesse presenciado os muitos casamentos bem-sucedidos de seus amigos Cynster, Charlie Morwellan também testemunhara a obsessão de seu pai, que quase destruiu sua família e sua fortuna. Um erro que Charlie não repetiria. Mesmo assim, como Conde de Meredith, ele tinha o dever de se casar, então pede a mão de Sarah, a filha de seus vizinhos Lorde e Lady Conningham. Ela é inteigente o bastante para gerir sua vida social, bonita o bastante para encantar ao seu lado e madura o bastante para reconhecer o valor do seu pedido.

Para a maioria das jovens damas da alta sociedade, o casamento certo era o ápice de anos de treinamento, conduta perfeita e planos intrincados, que impressionariam qualquer general. Mas, como uma dama com modos independentes e vida própria, Sarah não está disposta a se casar, a não ser que seja por um amor sem limites.
Charlie, porém, sempre consegue o que deseja. Convence Sarah a lhe dar duas semanas para conquistá-la; se ele for bem-sucedido, eles se casarão imediatamente. E aí começa uma intensa corte. Durante o dia, eles são modelos de decoro, satisfazendo-se com caminhadas inócuas, conversa educada e valsas tranqüilas.

Mas, a cada noite, eles conseguem escapulir para os exuberantes jardins iluminados pelo luar, onde abraços sensuais transformam-se em beijos tórridos, e muito, muito mais. Ambos são arrastados por uma onda de paixão e sentimento a que ninguém pode resistir.

No entanto,depois do casamento, Charles passa a assumir uma atitude distante, como se a doçura quase pecaminosa de suas noites existissem apenas em sonho. Sarah luta para provar que o amor verdadeiro é uma força que não pode ser contida, uma dádiva que vale qualquer sacrifício; mas somente quando ela é envolvida em uma teia de incidentes cada vez mais perigosos, é que Charlie descobre o quanto está disposto a entregar para proteger... o sabor da inocência.


Primeiro livro que li dessa série e dessa autora.
Nossos heróis se conhecem desde a infância (tema que adoro) e ela sempre sentiu algo diferente por ele, palpitações e outros sintomas típicos de quem não é imune ao encanto desse conde tão fascinante.

O livro é meio que sem surpresas com a típica mocinha que não quer casar sem amor, e o mocinho que escolhe casar com aquela que seria a mulher ideal para ele. Por não entender o motivo do pedido ela pede um tempo e ai que começa a verdadeira maratona da conquista.

Charles pede 2 semanas pra convencê-la e começam a se encontrar num lugar secreto e esses encontros não são nada inocentes. Eles não conseguem manter as mãos longe um do outro, as cenas são SUPER hot, com detalhes minuciosos que chegaram a me cansar. (Devo comentar que prefiro uma pegada mas rápida ou estarei sendo uma devassa !?!?!?).

Mas depois do casamento as coisas continuam bem quentes na cama, mas fora dela o mocinho adota outro comportamento, fica frio e passa a praticamente ignorá-la. Nesses momentos tive muita raiva desse comportamento mas a autora sobe explorá-lo bem.

Gostei também da redenção do vilão, ainda que de repente.


Alguns trechos maravilhosos:

Sarah - Por que você me quer?
Charlie - Porque você é você. Você é o que eu quero.

- Você é uma deusa e uma oferenda, as duas de uma só vez. É a mulher que venero, e a mulher que devo ter. A mulher que vou possuir, mas na posse...eu, também, de toda a minha vontade, me entrego.

- Eu te amo. Você sabe disso. Estive procurando as palavras certas, mas essas são as únicas que conheço. Você é tudo para mim. Meu sol, minha lua, minhas estrelas..minha vida. Sem você, não seria mais eu mesmo...o que eu preciso e quero ser. Daria minha vida pela sua, a qualquer momento de qualquer dia, sem hesitação. Mas prefiro viver com você a meu lado, e cuidar de você e amá-la tanto quanto o destino permitir. Essa é a única realidade que conheço. E se não tive a coragem de dizer as palavras antes, então pretendo dizê-las todos os dias, pelo resto de nossas vidas. Eu te amo. – Ele levou a mão dela até os lábios, e beijou seus dedos interligados. – Nunca duvide disso.


A autora de best-sellers do New York Times Stephanie Laurens começou a escrever para fugir do mundo estéril da pesquisa cientifica. Seu hobby logo se transformou numa carreira. Seus romances históricos, cujas tramas se passam na Inglaterra, no período da Regência, cativam leitores no mundo todo, tornando-a uma das mais populares e amadas autoras do mundo do romance. Ela vive em Melbourne, Austrália, com o marido e duas filhas.

7 comentários:

Driza disse...

Oi Jê,
que trechos lindos... Agora eu quero ler o livro todo!!
bj

Patricia Cardoso disse...

Olá Jê,

com o seu comentário vou ler logo este livro, que está quase que no final da minha pilha de leitura.

Beijos.

Regina disse...

Oi Jê.

Pelo jeito esse livro é muito bom. Adorei os trechos que você postou.

bjs

Aline disse...

Quero ler! Quero ler! Quero ler!

Aline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vivi Bastos disse...

Oi, Paty

Você conseguiu com que eu sentisse vontade de ler o livro. Mas, vou dar tempo ao tempo, estou um pouco receosa da autora. Tomara que passe!

Beijos
Vivi

Sonia disse...

Ah! Meu Deus, por existem tantos livros bons. Mas um para lista.

soniacarmo
retalhosnomundo.blogspot.com.br

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top