Teia de Segredo - Joy Fielding

Nesse livro policial de tribunal, encontramos Jess Koster, uma promotora pública determinada a colocar na cadeia o homem que ela acredita ser o assassino de uma de suas clientes. Enquanto tenta levá-lo aos tribunais e provar a sua culpa, ela passa a sofrer atentados muito suspeitos e mergulha num estado de pânico, desencadeando lembranças de sua infância e juventude, que ela tenta superar sem sucesso.
Na teia dos segredos de Jess estão enredados o ex-marido amoroso, a mãe desaparecida na sua adolescência, o pai e a irmã traidores de todas as convicções, o cunhado de caráter duvidoso, o suposto assassino e um novo homem misterioso com quem está envolvida. A princípio, a narrativa concentra-se nos casos policiais, para, mais ao final, dissecar a própria personalidade de Jess e as consequências de suas escolhas, de seus pensamentos.

Enquanto isso, o perseguidor continua em sua sede de torturá-la psicologicamente, levando-a ao limite do desespero. Para confundir ainda mais a mente de Jess, seu ex-marido Don é o advogado de defesa do homem que ela acredita ser seu perseguidor. Mas, as brigas judiciais não são o forte do casal. Ele se esforça para reconquistar Jess, e faz de tudo para parecer seu príncipe encantado. Mesmo sabendo da situação em que se encontra a promotora, ele é da teoria do "bate e assopra". Ao mesmo tempo em que defende o suposto assassino, procura agradar Jess e protegê-la, desviando as suspeitas dela para um novo homem em sua vida. Sempre ao redor da ex-mulher, dominador ao extremo, Don consegue introduzir mais confusão na vida de Jess. Embora ela não deseje voltar para ele, percebe que tem vontade de ser protegida e cuidada.

O relacionamento dela com Adam Stohn começa por acaso, numa loja de sapatos onde ele é vendedor. À medida em que os encontros ficam mais freqüentes, Jess percebe que não sabe nada acerca desse homem misterioso. O passado dele é um mistério e ela se vê pensando se ele não poderia ser autor das ameaças. Vivendo uma vida conturbada e confusa, Jess não sabe mais em quem acreditar.

Entre ataques de pânico, lembranças da mãe desaparecida, culpa pelo desaparecimento, visões dessa mãe, perseguições, perigos reais, discussões de família e de casais, Joy Fielding constrói a atmosfera policial ideal para nos prender na leitura, virando as páginas com ansiedade para desvendar um mistério surpreendente.

O livro é uma edição antiga, dos anos 90, e pode ser encontrado facilmente em sebos.

2 comentários:

Liliane Cristine disse...

Nossa Aline parece ser um livro excelente! Vc concorda?
Fiquei super curiosa!!

Obrigada pela indicação e opinião ;)

Beijossss
Lili

Viviane Lima disse...

Eu gosto muito dessa autora.

Beijocas

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top