Não Posso me Apaixonar de Bella Andre

Gabe Sullivan é um bombeiro de São Francisco que arrisca sua vida todos os dias. E sabe, por experiência própria, que não deve se envolver com as vítimas de incêndios.
Megan Harris admite que deve tudo ao heroico bombeiro que entrou no prédio em chamas para salvar sua filha de sete anos. Ela lhe deve tudo, exceto seu coração, pois, após perder o marido, cinco anos antes, jurara nunca mais sofrer por amor — e pela perda.
Contudo, quando Gabe e Megan se reencontram e as chamas incontroláveis do desejo se acendem, como ele poderia ignorar a coragem, a determinação e a beleza dela? E como ela poderia negar não apenas o forte vínculo de Gabe com sua filha, mas também a maneira como seus beijos carinhosamente sensuais a induziam a colocar em risco tudo o que manteve por tanto tempo?
A atração entre Gabe e Megan é irresistível, e se ambos não forem cuidadosos, correm o risco de se apaixonar.


Gabe sempre sonhou em ser bombeiro! Sua irmã, Sophie, diz isso à Megan no decorrer da história e é visível o modo como ele é preparado e competente no que faz. Tanto o é, que não hesita em entrar num prédio em chamas para salvar mãe e filha – Megan e a fofa Summer – quando um dos moradores diz que as viu entrando no prédio e não as localiza entre os resgatados. 

Ao saber que o corajoso bombeiro que ajudou a ela e a filha ficou ferido, Megan não hesita em visitá-lo no hospital. Summer, com toda a beleza e alegria e honestidade de uma criança, conquista Gabe imediatamente. E a mãe dela também o atrai – o que é mútuo –, mas ele, que já teve problemas com uma outra mulher vítima de incêndio que o perseguiu e idealizou, já se fecha para Megan. 

Megan, que ficou viúva jovem e com uma filhinha para criar, também não sente vontade de se relacionar com homens com profissões perigosas ou arriscadas, pois o marido dela era piloto da marinha e se arriscava demais. Assim, quando Gabe deu a entender que não queria nada com ela, ela até ficou mais aliviada, apesar de triste, já que a atração que sentiu por ele foi forte demais. 

Mas o destino é tinhoso! E não é que Sophie, irmã de Gabe, e Megan eram super amigas quando estavam na universidade? As duas se reencontram quando Summer insiste em levar muffins para os bombeiros no quartel, e já começam a colocar a conversa em dia. E, por causa dessa amizade, Gabe vê as melhores intenções, principalmente a de se afastar de Megan, irem escapando dele. E Megan também vai percebendo que não vai conseguir resistir muito tempo ao homem sensual e carinhoso e que a entrega vai ser doce e difícil... E olha que, para quem planeja resistir, esses dois tem cada encontro hot e sensual que são fantásticos e nem um pouco tímidos ou de muita "resistência". 

Eu gostei do modo como Bella Andre vai construindo a história e fazendo com que Gabe e Megan não consigam se afastar um do outro, nem mesmo nas férias (claro que um certo cupido vai dar uma mãozinha aqui...) e vão percebendo que é possível terem um relacionamento, mesmo com todas as dúvidas e questionamentos que fazem. E, além disso, é lindo ver Gabe e Summer juntos, construindo uma base familiar linda e de respeito e amor.

Eu cheguei a ficar com um pouco de bronca da Megan e suas insistências, mas essa chatice, que dura uns bons longos capítulos, passa. E daí vamos vendo a Megan que Gabe enxerga. Adorei ver o modo como ela e Summer se dão super bem e o modo como ela encoraja a filha a abrir suas asas, mas sem deixar de ser firme quando necessário.

Destaque para Sophie (cujo livro é o próximo e, por enquanto, meu favorito entre todos, seguido bem de perto pelo do Smith) e Zach, que dão uma roubada básica em algumas cenas. Adoro ver a interação familiar e o modo como Mary, a mãezona, está sempre antenada com a vida dos filhos. E esse é o charme da série, em minha opinião, pois além dos casais que vão se descobrindo e se apaixonando, temos a família que é a base onde buscam forças e orientação e onde levam gozações e chamadas de atenção quando merecem!

4 comentários:

Leninha - sempre romantica disse...

Ansiosa pelo meu exemplar!
Doida para conhecer o bombeirão do Gabe, kkk

Marcia Noto disse...

Regina,

Eu li os dois primeiros, e não me animei muito!
Inclusive, estou pensando seriamente em ler só mais esse, e ver se dou uma chance para a série.
De qualquer forma, parabéns pela resenha!
Bjs

Patricia Cardoso disse...

Olá Rê,
estou com o primeiro da série na minha pilha de leitura, e já estou providenciando o segundo. Então, logo estarei lendo este, pois, me interessei tb pelo bombeirão. Ótima resenha. Bjs!

Eveline Thalita disse...

Ótima resenha, mas acho que não irei ler esta série. A não ser que ganhe de presente...

Um abraço!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top