Em alto mar - Wilbur Smith


Sinopse: Hazel Bannock é herdeira da Bannock Oil Corporation. Seu iate é tomado por piratas somalis e sua filha, Cayla, sequestrada. Os piratas exigem 20 bilhões de dólares, e complicadas circunstâncias políticas não permitem que ela seja ajudada pelo governo. Hazel só pode chamar Hector Cross para resgatar a sua filha. Ele é o homem por trás da Cross Bow, a empresa de segurança da Bannock Oil Corporation. Hazel e Hector estão determinados a fazer justiça com as próprias mãos. Em Alto Mar mistura o talento para contar histórias de Wilbur Smith com a realidade da pirataria do século XXI.

-*-

Em alto mar conta uma história emocionante de amor materno, de romance, de terror e de vingança. Um thriller com nota máxima.

A viúva milionária Hazel Banncok tem um amor cego e incondicional pela filha Cayla, capaz de tratar a moça como se fosse um bebê. Hazel é uma mulher surpreendente, forte e vai passar por uma dor inimaginável que terá início com o sequestro de Cayla.

Mas Hazel reencontrará o amor por um homem ao conhecer Hector Cross e é ele quem estará ao seu lado lutando para resgatar Cayla e, posteriormente, para salvar suas próprias peles.

Esse livro surpreende pelas várias emoções que desperta. O autor Wilbur Smith me surpreendeu por colocar tantos elementos em 398 páginas. Os ambientes que ele retrata são tão reais que cheguei a me por no lugar dos protagonistas e sentir o terror pelo que passaram em terras dos sequestradores. Nem tudo dá certo para Hazel e Hector. Muitas vidas serão perdidas e não será fácil lidar com a situação.

O início da história é de pura ação, mas passada essa parte surge um romance lindo e meigo e a paz se faz presente. O trecho que publiquei na coluna Folhas de Chá aqui do blog ilustra bem isso (Confira aqui). Porém, com uma reviravolta surpreendente, esse ambiente tranquilo é trocado por outro de puro terror no qual será difícil triunfar. Nessa parte é muito difícil conseguir se separar do livro.

Em alto mar é um lançamento da Editora Planeta e eu recomendo que não deixem de ler. É de muita emoção.

21 comentários:

Adri Ramalho disse...

Muito interessante.
Não é muito do meu gosto ler livros desse tipo, eu fico nervosa.
Li o trecho no Folhas de chá e acabei me interessando, vou anotar o nome do livro e começar a pesquisa.

Obrigado pela dica.
Bjks

Luciana Apaixonada por Romances disse...

Pela sua resenha, ele parece ser um livro e tanto! Não é gênero que incluo nas minhas prioridades de leitura.

Até o próximo post!
Luciana
Tendo oportunidade, visite meu blog.
http://www.apaixonadaporromances.com.br/

Driza disse...

Oi meninas,

O clime de guerra realmente é de tensão. Mas não deixa nada a desejar na parte romântica.
Ele é excepcional, só que para apreciar, realmente tem que gostar do gênero guerra.

beijos

Driza

Vall Knopp disse...

no início da resenha pensei: é o tipo de leitura que não aprecio. Mas ao continuar a leitura vi que o livro traz muita coisa legal. Amor, romance, ação, medo, ventura... fiquei interessada. Mas há tanto livro para se ler... vamos à lista! :)

Jihanne Rocha disse...

Desde o comentarios no folhas de chá eu já havia interessado. Tá na lista!
Beijo.

Aline disse...

Driza,

Adoro livros ágeis, com surpresas constantes. Fiquei interessada pelo trecho e agora mais pela resenha.

Bjs

Leninha - sempre romantica disse...

Já gostei!
Ultimamente ando curtindo esse tipo de livro que dá aquele frisson na gente.
Dica super anotada!

Aline disse...

Esse já está na listinha desde que saiu aquela frase lindissíma no folhas de chá :)

Espero ler logo!

Driza disse...

É isso aí meninas,

tem todo tipo de emoção nesse livro, então pode até ser que não curtam uma ou outra parte dele, mas no geral acho que apreciariam a leitura, sim.

bjss

Driza

Marcia Noto disse...

Olá, Driza!

Esse é o meu estilo de leitura (romance com ação)...
O livro já tinha despertado o meu interesse no seu post anterior, então já está na fila para próximas leituras!

Bjs!

Driza disse...

Tb gosto desse estilo, Marcia Noto, pq são bem realistas, né!

beijão

Patty Viana disse...

Nossa, piratas em pleno século XXI! Nunca parei pra pensar nisso, a história parece boa, gostei! ;)

Cali Medeiros disse...

Parece bem instigante o livro....interessadíssima...diferente em colocar piratas(há tanto tempo não vejo essa palavra nos livros...)rsrsrs

kika disse...

adoro esse tipo de livro... com toda certeza irei ler......

Jeanne Rodrigues disse...

Driza,

só com a sinopse já me ganhava.
Com o trecho escolhido e sua resenha então me conquistaram.

Na lista, now!

Bjos,

Driza disse...

Meninas,

os bandidos aqui são chamados de piratas, pq sequestravam navios para lucrar com o resgate. Não são aqueles piratas do tipo Jack Sparrow não.
Eu os classificaria como terroristas e não como piratas, que dá uma ideia romântica errada.

bjsss

Sonia disse...

Li o trecho em Folhas de Chá, e sem conhecer a história, achei bem emocionante. Agora depois da resenha, só falta ler o livro para completar.

soniacarmo
retalhosnomundo.blogspot.com.br

Patricia Cardoso disse...

Olá Driza,
gostei bastante do trecho postado, e agora, lendo a sua resenha, me interessei mais ainda, pois, tenho os elementos que gosto muito: aventura, drama, romance e principalmente o amor incondicional de uma mãe. Dica devidamente anotada. Bjs...

Driza disse...

Aquele trecho do "Folhas" é bem marcante mesmo. Demais!

Obrigada, meninas.

bjs

BARRETO-BA disse...

amiga Driza, esse seu blog é muito bom inclusive como veículo informativo dos bons romances. entretanto ñ disponibiliza para baixar. é uma pena. mas, valeu. abçs jrbm-salvador-ba

Unknown disse...

Excepcionalmente bom, como diria Héctor cross bingo, muito bom o livro

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top