SETE DE PAUS de Mario Prata


"A incrível e real história da venerável Grã-ordem de São Fuldêncio, irresponsável por vários assassinatos, no Brasil e no exterior, investigados pelo agente federal Ugo Fioravanti e seu fiel escudeiro Darwin Matarazzo."


Hans Schneider, professor da Universidade Federal de Florianópolis, reputação inabalável, aparece morto com um tiro na testa e com o próprio pênis enfiado na boca. Na virilha, uma carta de baralho: o sete de paus. O recado era claro. O mesmo fim trágico estava reservado para outros seis homens. O que e, principalmente, quem estaria por trás dessa perseguição era uma pergunta que só o agente federal Ugo Fioravanti Neto e o seu jovem parceiro Darwin Matarazzo poderiam responder. E tinha de ser rápido - antes que o assassino em série, que já tinha matado dois, fizesse mais uma vítima.


Não se engane com a sinopse, a história é policial, mas, um policial bem ao estilo Mario Prata, recheado de humor. Sim, é um livro extremamente bem o que menos importa é o caso do serial killer em si, mas sim, acompanhar a investigação do agente federal Fioravanti, que é um pândego.

Um personagem, que conheceremos apenas ao final do livro, conta de forma extremamente bem humorada, o caso do Sete de Paus. Neste caso, um serial killer estava matando no Brasil e no exterior, a princípio pensava-se que ele matava apenas pessoas de uma mesma família. Depois, o agente federal Fioravanti (Fiora) percebe que eles eram maçons e faziam parte de uma confraria. Então como proteger os demais do louco serial Killer...

O agente federal Fiora é muito competente, mas, tem umas manias fora de série, e claro extremamente mulherengo. E tem como parceiro o agente Darwin, que é super fiel a esposa. Os diálogos entre os dois é o ponto forte do livro. Mas, a identidade do serial killer é surpreendente, e o motivo então das mortes é um chiste.

Eu gosto bastante do estilo do autor Mario Prata, e Sete de Paus é uma delícia de ler, uma leitura rápida, despretensiosa e pra quem quer rir um pouco, é uma boa pedida.

12 comentários:

Thata disse...

Não, não gostei. Ok. A capa até que é legal e um humor é sempre bom num livro...

[...]

hum

Bj

Kézia Lôbo disse...

gostei que nao tem seriedade e parece ser bom.... vou colocar na minha lista

Juliana Vicente disse...

Fiquei sem saber se gostei ou não... kk

Com certeza não é meu estilo de leitura, mas algo me chamou atenção na sua resenha e fiquei curiosa para saber mais.

Não vou colocar na lista de compra, mas se topar com ele por aí, com certeza irei ler.

Beijos

Regina disse...

Nunca li nada desse autor, mas tenho uma irmã que adora as obras dele! Pelo jeito, vou ter que conferir mais um livro!

bjs

RUDYNALVA disse...

Patrícia!
Fiquei daqui imaginando o quanto esse livro deve ser bom. Juntar atividades policiais com o humor do Máario Prata deve ser sensacional. Sou bem fã dele.
Bom domingo!
cheirinhos

Rudy

Leninha - sempre romantica disse...

Uau, acho que quero muito ler esse livro, será?!
Achei a resenha bastante interessante, gosto de livros que apesar de um mote aparentemente forte tenha humor.

Gostei muiot!

Vall Knopp disse...

hummm o que dizer? é interessante.. e estou precisando de uma comédia na minha vida ultimamente... vou procurar lê-lo! vai para a minha já tão enorme lista! ehhehe

kika disse...

adorei.... com certeza vou ler......

Jeanne Rodrigues disse...

Paty,

assim, eu gostei da sinopse, não conheço o autor, mas senti que talvez eu não goste tanto como vc...Mas quem sabe, né?

Bjos,

Patty disse...

O que eu menos esperava do livro é humor!

Euller Batista disse...

-

Começei ler hoje , parece ser bom rs '

Euller Batista disse...

-

Começei ler hoje , parece ser muito bom rs '

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top