Mapas do Acaso - Humberto Gessinger

Sinopse:

"Neste livro, Humberto Gessinger passa o passado a limpo, resgata momentos especiais da sua intimidade desde menino e conta histórias dos Engenheiros do Hawaii. De Passo Fundo a Moscou, passando por 'Esparta Alegre', lembranças de um futuro que ele imaginava dão forma a essas linhas conduzidas pelos mapas do acaso."

Delicioso e surpreendente. Assim podemos definir esse apanhado de contos escrito por músico tão competente em escrever letras musicadas, agora também em produzir obras literárias.

Esse é seu segundo livro de contos. O primeiro "Pra ser sincero", também tem nome de música e tem jeito de conversa informal. São livros independentes, seguindo o formato de contos.

Em "Mapas do Acaso", Humberto se dedica a expôr seus pensamentos, ideias, sensações sobre a vida. De alma simples, jeito fácil e personalidade cativante, pelos contos podemos conhecer muito mais do universo intelectual do cantor das letras que influenciaram uma geração.

Na primeira parte do livro, predominam os contos, de temas diversos, com um pouco de música. Na segunda parte, temos letras comentadas, com todo o processo criativo e as reações de público e crítica. Letras escritas de punho, datilografadas. Fica clara a evolução temporal do pensamento e da organização das ideias em cada rabisco, cada rascunho.

Um livro não só para fãs do Engenheiros do Havaii, mas, também para quem quer conhecer mais desse cantor multi-facetado.

"Mesmo que eu fosse apreciador dos bons restaurantes, não me imagino visitando a cozinha deles. Quando vou doar sangue, não olho para a enfermeira, muito menos para a agulha. O que acontece sob o capô do meu carro é um completo mistério para mim, beira a magia. Deve ser desmistificante para quem não está familiarizado com o processo de criação ver rascunhos, sementes de músicas que frutificaram longe de onde foram plantadas. (...) Natural, há um oceano na cabeça. As músicas, livros, desenhos, gritos, sussurros e silêncios são apenas as ondas que chegam à praia. E as ondas voltam. Sempre. Nunca iguais. Deve ser o que chamam “ponta do iceberg”. Talvez, depois de 25 anos, o resto do iceberg fique mais visível. Talvez não. Há quem diga que a função das palavras é esconder o que sentimos. Eu não digo."



9 comentários:

Driza disse...

Gostei,

fiquei com vontade de ler esse livro. E além do que, adoro contos!

bjss Aline

Driza

Fábrica dos Convites disse...

Nossa, faz tempo que não ouo falar do Humberto G. Bjs, Rose.

Regina disse...

Muito interessante!!!

Sabe que quando vi o livro, não me interessei muito? Mas agora, depois da resenha e desse trecho que vc postou me bateu uma enoooooorme curiosidade de lê-lo!

bjs

:: EngHaw Online :: disse...

Saudações Enghaw!!!!
Ótimo comentário sobre o Mapas do Acaso.

Aris disse...

Olá :-)
Vim anunciar mais um sorteio no meu blog: Mistério das Letras.
Vai dar uma espiadinha e participa.
Bj, Aris.
http://arismeire.blogspot.com/2011/09/segundo-sorteio-do-misterio-da-letras.html

Kézia Lôbo disse...

Ahhhh com certeza quero ler, gosto muito da Banda e claro o livro parece ser muito bom, diversificado!

RUDYNALVA disse...

Aline!
Estou bem curiosa por ler essa biografia, escrita pelo proprio Humberto.
Gostei muito da resenha e agora quero ler mais rápido.
cheirinhos
Rudy

Patricia Cardoso disse...

Olá Aline,

gostei muito do seu post,e em conhecer esse livro do Humberto. Gosto muito do Engenheiros do Hawai, e este livro parece ser bem interessante.

Jeanne Rodrigues disse...

Aline,

fã do grupo e claro, do Humberto.

Se bem que faz tempo que não escuto mais as musicas como gostaria.

Adicionando mais um.

Bjos,

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top