Crave de J.R. Ward


Sete pecados mortais. Sete almas que devem ser salvas. Mais uma batalha de vale tudo entre Jim Heron, um anjo caído com o coração endurecido, e um demônico com tudo a perder.

Isaac Rothe é um soldado de operações especiais com um passado sombrio e um futuro inflexível. Alvo de assassinos, ele se vê atrás das grades, seu destino nas mãos da bela defensora pública Grier Childe. Sua intensa atração por ela é totalmente do tipo lugar errado / hora errada – e isso é antes de Jim Heron lhe dizer que sua alma corre perigo. Pego em um jogo perverso com o demônio que persegue Jim, Isaac deve decidir se o soldade nele pode acreditar que o amor verdadeiro é a arma final contra o mal…

J.R.Ward conseguiu mesmo criar um outro universo com essa série! Apesar de seu estilo de escrita estar presente, Fallen Angels é completamente diferente da Irmandade – seja no ritmo, seja no clima. Falar que adoro o estilo de J.R.Ward é chover no molhado, mas não dá para evitar dizer que o modo como ela escreve é fantástico. E o domínio que ela tem sobre sua criação também é nítido e completo!

Nesse segundo volume continuamos a seguir Jim Heron e seus amigos anjos na luta contra o demônio e no jogo entre o Bem e o Mal que pode decidir o destino da humanidade. Como visto em Covet há sete almas que precisam ser salvas, mas, com o livre arbítrio, tanto o bem quanto o mal podem influenciar essas pessoas – e é aqui que entram Jim e seu oponente - e essa salvação é o palco de uma batalha eterna e que, pelo visto, está chegando ao final – uma última chance para ambos os lados, quem perder, perde tudo!

Isaac Rothe é o alvo da vez! Um soldado assassino das X-Ops, ele deserta. Só que ele tem consciência que não há baixa dessa instituição! Se você sai, você está morto… Portanto, ele vem fugindo e se escondendo e vivendo como pode. Uma forma que encontra para se sustentar e levantar algum dinheiro é lutar. E é num ringue de luta clandestina que ele acaba preso e conhecendo Grier Childe, uma advogada riquíssima que, além de ter um escritório ultra tradicional, trabalha pro-bono na defensoria pública.

Grier e Isaac sentem uma atração instantânea um pelo outro. Mas as diferenças entre eles, mais o fato de serem cliente e advogado, faz com que não se entreguem a esse sentimento. Claro que as circunstâncias e acontecimentos vão colaborar para uní-los e fazer com que lutem lado a lado. E posso garantir que as surpresas nesse caso são muitas e muito bem explicadas!

O começo da história é super lento! Tão lento que quase desanimei em ler – tanto que li alguns outros livros para contrabalançar. Mas quando a história engata é impossível de largar! E, quando você acha que tudo está se encaminhando para uma direção, J.R dá uma guinada tão grande que você acaba perdendo totalmente o rumo e a direção! E não foram poucas as guinadas… realmente um livro com muitas surpresas e reviravoltas incríveis!

Eu considero Fallen Angels uma série muito mais sombria que a Irmandade. O demônio que luta contra Jim é realmente um ser terrível e cruel e não mede esforços para dominar e derrotar seus oponentes. Algumas cenas são realmente muito pesadas e de muito sofrimento. Ainda bem que temos Nigel, Colin e os outros dois arcanjos para nos dar um alento e trazer um pouco de humor e luz – apesar de, algumas vezes, ter ficado com uma pontinha de raiva deles…

Dessa vez a ação não se passou em Caldwell, portanto nada de avistar nossos meninos da Irmandade. Mas Envy (o próximo livro) vai voltar a Caldwell e então quem sabe…

5 comentários:

Leninha - sempre romantica disse...

Esse livro parece ser muito bom, adoro o mote e a cada resenha dela aumenta minha curiosidade, fora que as capas são lindas e já chamam a atenção dai.
Isso sem falar na autora que me deixa louca só com a Irmandade e nos brinda com mais esses livros que parecem ser o The Best do momento.
Adorei a Resenha!

Fábrica dos Convites disse...

Já quis ler o post pela capa do livro que me interessou e muito, e não me decepcionei. Gostei da resenha e vou procurar pelo livro. Bjs, Rose:D

Driza disse...

oi Rê,

mas que capa é essa heim. De tirar o fôlego!

parabéns pela resenha.

bjss

Driza

Jeanne Rodrigues disse...

Rê,

to na esperança que publiquem logo por aqui, só assim para que eu possa ler..

Cobiça tá na lista e acho que vou esperar um pouco para que ler na sequencia..sera q aguento ? risos

Se depender de vc...a resposta é não...risos...

Adoro as guinadas da autora..

Adorei a resenha.

Bjos,

Juliana Vianna disse...

Ah, essas séries estão dominando o mundo! hahaha
Adorei a sua resenha! Confesso que não vou entrar nesse mundo de J. R. Ward tão cedo - sabe como a lista é grande rs - mas não vou esquecer dele. ^^

Beijos, Ju

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top