O PACTO de Joe Hill





IGNATIUS PERRISH sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida.

Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro.

Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Descobre também algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis.

Um médico, o padre, seus pais e até a sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora.

Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, se o diabo não é tão mau assim.



O Pacto é considerado um livro de terror, mas, o considerei um romance drama, com pitadas de comicidade. Sim, sofri com Ig em boa parte de sua história, e nas partes que seriam as sobrenaturais, me diverti muitíssimo.


Ig, um rapaz sempre cheio de boas intenções conheceu Merrin, seu grande amor na adolescência, e dividia seu tempo com ela, seu irmão Terry e seu grande amigo Lee, a quem tem uma grande dívida, pois, este salvou a sua vida.

Durante 10 anos Ig e Merrin foram muitos apaixonados, até que uma tragédia tornou Ig suspeito “número 1” da morte dela. Tornou-se um pária na sociedade, um renegado, e Ig consumido pela dor, se envolveu com pessoas vulgares, com o submundo. Porém, ao completar um ano da tragédia, Ig toma o maior porre da sua vida, e revoltado com Deus, blasfema da pior forma possível, e acaba acordando no dia seguinte com chifres.


Daí, Ig se vê no verdadeiro inferno e se sente o próprio diabo, pois, acaba causando nas pessoas um efeito terrível, elas revelam o que vai ao seu âmago, e principalmente falam o que realmente pensam dele. Ig então se vê completamente abandonado pelos seus, e acaba descobrindo quem matou sua amada Merrin, e porque seu irmão que o apoiou tanto durante o inquérito, não revelou quem era o assassino.


Ig sai em busca de vingança contra aquele que destruiu a sua vida...


Um mal entendido ocasionou toda a tragédia, e o autor magistralmente, nos apresenta a versão do acontecimento através de seus personagens, e como eles o interpretaram. O leitor então é capaz de montar o cenário, e daí vemos o resultado de anos de inveja, rancor e maldades represadas em um ser humano.


Gostei demais desse livro, pois, além de acompanhar com ansiedade o drama de Ig, tive muitos momentos de reflexão com a história. Pois é, o livro me fez pensar muito em: até que ponto somos capazes de agüentar a “verdade absoluta”? O que “realmente” as outras pessoas pensam de nós? Quando é válido fazer uma pequena maldade em prol de um grande “bem”? Até quando estamos em dívida com alguém que nos ajudou? O que “realmente” somos capazes de fazer pra “salvar” a nossa pele?


Ressalto que o livro não é assustador quanto ao sobrenatural, mas, assusta por demais quando lemos as maldades que o homem faz aqueles a quem dizem amar. Recomendo.

12 comentários:

αηδψϊηћα ஐβϊττψஐ disse...

OMG...
Eu vejo essa capa e a sinopse e nao consigo nao pensar em terror.
Mas como vc disse que não é tanto assim, vou me aventurar nele.

Andy_Mon Petit Poison

Jeanne Rodrigues disse...

Paty,

fiquei surpresa.
Não curto mto terror(só sobrenaturais, com vampirinhos bons e anjos maus!)E com diabinhos é que passo longe...hehehehe

Mas esse... Tô colocando na lista.

Parabéns pela ótima resenha.

Bjks,

Eliane disse...

Que resenha deliciosa. Até agora não tinha tido vontade de ler esse livro, mas agora sua resenha me fez mudar de idéia. Parabéns.

Eliane (Leituras de Eliane)

apaixonadaporromances.com.br disse...

eu ainda não li esse livro, mas inclui na minha lista de compra porém não tem prioridade não.

Um abraço
Blog Apaixonada por Romances

Medéia disse...

Eu já queria este livro, agora quero mais que tudo!
Aprendi a gostar de Joe Hill com Estrada da Noite que achei a mistura certa entre drama, terror e ironia. Até fiz uma resenha aqui no Chá.
Mas o que esperar do filho do Stephen King?
É genético... eh eh eh
Vou colocar ele no topo das aquisições.
Valeu, Paty!

Jeanne Rodrigues disse...

Aline e Paty,

Filho do Stephen King?

Nossa, agora sim, fiquei mais interessada.

Bjos,

Regina disse...

Oi Paty!

Que resenha maravilhosa! Fiquei louca de vontade de ler... Tenho um outro livro dele na minha pilha, mas acho que vou acrescentar + 1.

bjs

Elisandra disse...

To louca pra comprar esse livro, eu li A estrada da Noite e adorei comprei o Fantasma do Seculo XX mas ainda não li, porem sou fa do autor.
Beijokas elis!!!!!!

Driza disse...

Oi Paty,
Vi a capa e já pensei: esse livro promete.
Faz tempo que não leio o tema sobrenatural. Está anotado.
bjss

Aline disse...

Eu esperava ansiosa o lançamento desse livro! Agora é arrumar "tempo" para comprar!

Adorei a resenha.

Bjs

Aline

glenda disse...

ÓTIMO LIVRO, ÓTIMA HISTORIA, MUITO BEM ELABORADO.
MERECE MAIS DESTAQUE!!!

SIMPLESMENTE AMEI!!!

Anônimo disse...

Me apaixonei de pronto por Joe Hill; linguagem escorreida e personagens muito loucos. Não pensem que é apenas uma cópia tênue do pai; escreve com sabor e dor e não tem pena de mostrar "a vida como ela é" mas tenta sempre dar um toque final de esperança. Li todos os seus livros e o melhor é "A estrada da noite" história fantástica de um terno amaldiçoado que persegue um roqueiro cinqüentão cheio de pecados a expiar.
" O pacto" é uma linda e trágica história de amor. Pra quem acredita que todo dia temos a chance de nos redimir e criar uma realidade melhor.
Continuo lutando contra meus demônios..
YKS

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top