Cheio de Charme – Marian Keyes

capa cheio de charme Sinopse: Todo mundo se lembra de onde estava quando ouviu a notícia de que Paddy de Courcy ia se casar. Entretanto, para quatro mulheres em particular, a grande novidade sobre o carismático político é especialmente importante. A consultora de estilo Lola Daly tem todos os motivos do mundo para querer saber quem é a pessoa com quem Paddy vai se casar - afinal, mesmo sendo a namorada do cara, ela não é, definitivamente, a noiva. De coração partido, Lola foge da cidade e vai para uma cabana no litoral. Será que o retiro se provará tão idílico quanto ela imagina? Não se a jornalista Grace puder fazer alguma coisa. Ela quer uma versão bem íntima do noivado do De Courcy e acha que Lola tem a chave desse segredo. Grace conheceu Paddy há muito tempo. Mas por que será que ela não consegue esquecer o sujeito? A irmã de Grace, Marnie, pode ter a resposta. O problema é que ela também tem pendências a resolver com o passado. Seu querido e adorado marido e suas lindas filhas são maravilhosos, mesmo assim eles não conseguem afastar a lembrança daquele primeiro amor - ele mesmo - Paddy de Courcy. Do que Marnie precisa para levar sua vida adiante? E o que dizer sobre a futura Sra. De Courcy? Alicia fará qualquer coisa pelo noivo e está determinada a ser a primeira-dama perfeita. Mas será que ela conhece o verdadeiro Paddy? Quatro mulheres diferentes. Um homem terrivelmente sedutor. E o segredo sombrio que conecta a todos.

-*-

Amo a autora, incontestavelmente. Sou a primeira a indicar e elogiar suas obras. Mas, na minha opinião nesse título ela errou na medida. São 784 páginas. Metade desnecessária.

Primeiro achei um exagero o personagem masculino ser tão absurdamente bonito que não exista mulher no livro que não se apaixone loucamente por ele. O segundo ponto que me incomodou muito foi o pouco amor próprio que essas personagens femininas têm por si mesmas. E, em terceiro, a falta de punição para a violência praticada contra a mulher me deixou muito brava. Tá, eu sei bem que é apenas uma ficção e já cansei de ler livros com temas parecidos, mas não fiquei confortável lendo páginas e mais páginas com essas descrições. Como disse lá no começo, foi um exagero.

Quando a personagem Lola, namorada chutada por Paddy, foge para uma cidadezinha da Irlanda, tem mais coisas que se não estivessem lá não fariam a mínima falta para a trama. Lola passou dias indo a um pub comer, em outro beber, em outro ainda para assistir seriados e num supermercado comprar DVDs, porém todas as vezes que ela fazia isso – e não foram poucas as vezes – as descrições eram as mesmas. Desnecessário e cansativo. E o caso que ela teve com um surfista não levou a lugar algum. O bom da parte dela foi o clube de cross-dresser que - sem querer – ela organizou. Isso foi engraçado.

Marnie, com o cérebro encharcado na bebida, também foi a responsável por inúmeras páginas desagradáveis de se ler e, Alicia só estava na história para servir de noiva mesmo. Tem também um monte de personagem que apareceu e desapareceu na história como um passe de mágica.

Mas não foram apenas coisas chatas. A jornalista Grace foi quem, em minha opinião, salvou o livro. Não que a história dela seja lá essas coisas, mas pelo menos ela é batalhadora e inteligente. Aí sim deu gosto de ler.

Marian Keyes foi incrível em seus livros anteriores, todos foram sucessos. Mas nesse eu acho que ela perdeu um pouco a linha.

É só uma opinião, tá! Continuo amando a autora e não me arrependo de ter lido esse título dela. Mesmo tendo reclamado bastante aqui, tem muitas partes boas em Cheio de Charme. Acho que você deve dar uma chance a ele.

30 comentários:

Aline disse...

:(

Driza! Ganhei de Natal esse livro da Marian... Vou encarar a leitura quando estiver mais disposta. Marian devia se concentrar nos Walsh! Esses sim são divertidos e rendem as melhores histórias.

Bjs

Sweet-Lemmon disse...

Finalmente uma resenha que se assemelha ao que eu achei do livro. Muita gente se surpreendeu quando eu disse que não gostei (tudo bem, eu odiei). Os principais pontos por eu não ter gostado são justamente estes descritos por você: a verborragia (sério, o livro poderia ter umas 200 páginas, né?) e a passividade das personagens femininas. Como você mesma disse, Keyes perdeu feio a linha.
Um outro ponto negativo acho que foi a tentativa de forçar um 'humor' desnecessário. Honestamente? Me senti mal ao final da leitura.
Parabéns pela resenha.
Bjos!
Thaís Gisele

Lilian disse...

Complicado ter que meio que pedir desculpas toda vez que não gosta de um livro de uma autora consagrada, né?

Mas bem. Não li o livro, e não pretendo ler, porque esses temas tem tudo pra me deixar com uma baita de uma raiva. Não tolero violência contra a mulher, sem punição, nem na ficção nem fora dela, e parece que esse é o caso.

Só queria ententer porque é que tantas resenhas por aí - em revistas femininas, inclusive - definem essa leitura como 'leve e agradável, ideal para as férias'. Queria saber desde quando violência contra a mulher, ausência de auto-estima e alcoolismo são temas leves em qualquer tipo de arte, que dirá na literatura.

Tenho uns 3 livos dela na fila pra ler e não vou perder a chance de fazê-lo. Mas esse, com certeza, eu passo.

Amanda Matheus disse...

Nossa, quando lançou o livro eu corri pra comprar.
Ele estava aqui me esperando e agora fiquei meio desanimada.
Só li 3 livros da autora, mas foram ótimos. Agora é ler pra ver.

Patricia Cardoso disse...

Olá Driza,

com a montanha de livros que tenho pra ler, passarei um bom tempo longe deste livro. Ótima resenha.

Beijos,
Paty

Regina disse...

Oi Driza

Nunca li nada dessa autora, pois é um estilo que não me atrai muito. Mas se um dia eu for ler, vou procurar os que vc mais gostou!



bjs

Isa Pina disse...

Bem que achei que o livro era grosso demais! rs
Não li nenhum livro da Marian Keyes, apesar da minha irmã ter uns dois ou três, mas todos são em inglês. ;(
Anyway, estava até curiosa com o livro, mas simplesmente, para mim, não é um must read.
Bjs ;*
Isa.
~Portal dos livros

Driza disse...

Oi Aline,

concordo que Marian deva se concentrar nas Walsh. São as melhores histórias e as melhores personagens dela.
O livro é volumoso mas pra ler é rapido. É só ir passando o olho, não precisa se concentrar não...

bjss

Driza disse...

Oi Thais e Liliam,

pois é, confesso que fiquei com medo de expor minha opinião negativa sobre o livro. Até encerrei abruptamente meu texto pra não reclamar ainda mais.
Mas esse livro é o que menos gostei da Marian Keyes.

bjss

Driza disse...

Amanda,

depois que ler volta pra me contar tá. Quero ler outras opiniões sobre o livro.

bjss

Driza disse...

Paty, Rê e Isa,

Antes desse livro foram 8 outras histórias de sucesso, então Marian tem crédito. Mas claro, não são todos que agradam. Uns são ótimos e outros nem tanto. Mas no geral a impressão sempre era positiva.
Pena essa história não ter seguido o mesmo rumo.
É bom ler uma ou outra opnião antes de pegar um livro dela pra ler.

bjss

Nathalia disse...

Nossa, concordo plenamente com você Driza!
Marian perdeu feio a linha nesse livro, e é com muito pesar que eu digo isso, pois sou uma grande fã dela, e com exceção de 1, já li todos os seus livros.
Quando Cheio de charme foi lançado, eu corri pra comprar, achando que iria ter mais uma leitura maravilhosa e acabei me decepcionando, e o que mais me irritava eram todas as resenhas em blogs enaltecendo o livro e afirmando que tinham adorado e que era um dos melhores livros dela, essa é a primeira vez que vejo uma resenha plenamente sincera e coerente com o livro.
O livro como um todo não é totalmente ruim, eu me diverti com a parte do cross-dresser e adorava as partes da Grace, ela é inteligente e as suas partes eram engraçadas, mas muito naturais. Ela com certeza salvou o livro. Mas como Marian é uma excelente autora eu esperava muito mais do livro quando comprei, por isso a decepção. No próximo lançamento da Marian, eu com certeza vou comprar, pois ela tem crédito e todos os seus outros livros são muito bons, tomara que ela volte, e rápido, a literatura de antes.

bjoo

Mônica de Oliveira disse...

Oi Driza!!

Adorei a resenha! Eu nunca li nada da Marian Keyes, pois mesmo vendo ótimos comentários sobre os livros dela, também conheço muita gente que já se decepcionou com a autora, e acabei ficando com um pé atrás depois de alguns comentários! Além do mais, os livros dela são bem grandinhos, e livros grandes normalmente me deixam com a impressão de quem tem bastante enrolação (nem todos tem, mas é uma possibilidade que sempre me passa pela cabeça quando vejo livros maiores que a média)!
Mas ainda pretendo ler algum! Por qual você acha que eu deveria começar?

Beijos!!

Lulu Sempre Romantica disse...

Na minha opinião o leitor não deve pedir desculpas por não gostar de im livro de autora consagrada, melhor ler e "falar o que achou " do que não ler e sair metendo o pau hahahaha.Sinceridade é importante em todos os sentidos.

Beijos

Dirceu disse...

Gostaria de indicar um livro que mudou minha vida. Chama-se "Meu Livro é Você".

o site:
www.meulivroevoce.com.br

Recebi este livro presente de meu filho, ele me deu de presente de aniversário, chorei muito quando lí.
Foi um dos melhores presentes da minha vida. Vale a pena dar um livro presente. Lembrei de dias felizes que passamos juntos.

A Besta dos 1000 Anos disse...

Gostei muito de ter visitado o seu blog com mais tempo.
Está muito bem montado e gostoso de se ver e agradável de se ler.
Não deixe de atualizá-lo, mesmo quando bate aquela preguiçinha e a lerdeza... pois vale a pena atualizar pelo excelente conteúdo já postado.
Foi um prazer aquietar-me, tomando um chá maravilhoso do Fouchon, e ler os textos de críticas e as recomendações de leitura. Gostei! Parabéns!
Preenchi tranquilamente o formulário da Pesquisa de Opinião.
Quando tiver um tempinho, gostaria de recebê-la no meu blog: http://www.abestados1000anos.com.br/
E ainda que tardiamente, aproveito o embalo para lhe DESEJAR um ótimo ANO NOVO, com muita paz, muita saúde e muitas vitórias pessoais.
Um abraço
Ilmar

Leninha - sempre romantica disse...

É ótimo ver resenhas diferentes sobre um livro. Até agora só vi o lado bom, mas é ótimo saber que o livro não são só flores, kkk
Valeu por me mostrar!
Tenho o livro mas tenho no momento outros na frente para ler, esse pode esperar mais um pouco, kkk
Beijos!

Driza disse...

Obrigada pelos comentários.
Gosto muito de saber a opinião de todos.
bjs

Beli disse...

Eu sempre fiquei com o pé atrás com relação a essa autora... tem livro dela q não desce! =(

Mas li uma série de resenhas falando super bem deste. Agora não sei. Mas foi bom ler sua opinião... Vou ler por que eu quero muito, mas não c muita expectativa...

bjuss

Driza disse...

Oi Beli,

Vc tem que ler mesmo. De repente vc adora. Não deixe de ler só pq eu não gostei tanto assim... senão de repente vc perde a chance de ter uma ótima leitura.

bjsss

ah depois me conta o que achou

Débora Lauton disse...

Oi Driza,

Adorei sua resenha, sua opinião foi decisiva para mim...
Eu não sou muito fã da Marian (o único livro que gostei realmente dela foi Férias - e está bem longe de ser um livro leve), mas juro que estava bem balançada para ler esse... até porque houve uma enxurrada de coisas positivas faladas sobre ele, não que a gente devesse sair por aí falando mal de tudo quanto é livro... mas as vezes simplesmente fico em dúvida sobre a opinião de certas pessoas e acho legal citarmos as coisas negativas também, afinal é impossível um livro agradar 100% dos leitores... enfim, agora tenho certeza que esse é um livro que não irei curtir e posso investir meu dinheiro em outros livros...

beijos,
Dé...

Driza disse...

Oi amiga Débora,

eu não gosto muito de desencorajar uma leitura. Fico com a sensação de estragar a leitura de alguém, pq embora o livro não tenha me agradado, não significa que não agradará outros leitores né!
Mas se vc já não é muito fã de Marian, então acho que não deva ler esse título mesmo.

super bjs

meu diario..tem tudo!!! disse...

ja estar na face de edição o livro que fala sobre a helen walsh tem o titulo provisório a grande queda, a Marian escreveu quando estava em depressão profunda ela escreveu esse livro por 2 anos e meio e tem o mais no que se chama salva pelo bolo mas não é romance e sim de receita de bolos e como ela saio da depressão fazendo um bolo para um amigo
e eu adoro os livros dela mais alguns são cansativos e espero ler o cheio de charme um dia mas to terminando de ler o livro é agora... ou nunca é engraçado mas ela passou o começo todo enchendo linguiça pra correr no final isso que eu não curto nos livros mais ja li 5 dela e na fila da leitura vai ser casório ja ate chegou adorei a sua resenha

Leila D. disse...

Olá, sou leitora da Marian. Comecei com Melancia e depois fui seguindo a lista e lendo, ou melhor, devorando todos os livros gigantes (e deliciosos) que fazem parte da coleção da autora.
Acabei de terminar 'Cheio de charme'. E amei! Aliás, gostei de todos os livros dela. Acho interessante esse modo dela contar várias histórias e conseguir uni-las de uma forma tão natural.
Talvez o garanhão da história merecesse algo pior, eu também senti um pouco de falta disso, mas não me decepcionou de jeito nenhum. Como sempre, li em pouco tempo e rezei pra não acabar tão depressa. Afinal, tenho apenas o último livro da coleção pra ler :o( Amanhã começo.
Vocês saberiam me indicar outros autoras(es) com esse estilo de escrita?
Um beijo grande, parabéns pelo blog!

Driza disse...

Oi Leila D.,

eu recomendo a autora Sophie Kinsella. Tem resenhas dos livros dela aqui. Ela escreveu uma série sobre uma consumidora compulsiva chamada Becky Bloom e outros títulos maravilhosos.

Recomendo.

bjs

Driza disse...

meu diario..tem tudo!!! , obrigada pela visita e pela dica, vamos aguardar pela Helen... bjão

Marcia Noto disse...

Gente, estou me sentindo uma et... Não sei se comecei pelo livro errado (Férias), mas não consegui me adaptar ao estilo da autora.
Uma ótima recomendação para a Leila D. são os livros da Sarah Mason. Esses sim, eu adorei!!!

Bjs,

Marcia

Driza disse...

Oi Marcia Noto,

Gosto muito da Sarah Mason tb, ótima recomendação.

Não se sinta uma et não, de forma alguma. Conheço várias outras pessoas que não gostam do estilo da Marian.

bjão

Elisa Leoni disse...

Cheio de Charme é o único livro dela que eu não tenho e ainda não li, tenho todos os outros publicados aqui no Brasil e também ja li todos eles.... e como vc falou adoro esse autora e adoro todos os livos dela, sem exceção...lógico que tenho os meus preferidos, mas gosto de todos...
e to muito curiosa em relação a este livro, pq só falta ele para completar minha coleção... e adorei a sua dica...mas mesmo assim vou comprá-lo para ter minha própria opinião a respeito....
bjs

Driza disse...

Oi Elisa,

Vc vai gostar do livro, tem aquelas partezinhas irritantes, mas no geral o saldo é positivo. E como somos fãzocas da autora, não tem como não curtir a leitura dos seus livros, né!

beijão

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top