Chá com Autores – Loraine Pivatto


Loraine Pivatto

É autora de Perseguição Digital, gaúcha, nasceu e vive em Porto Alegre. Graduada em Informática e pós-graduada em Análise de Sistemas, trabalha há mais de dez anos na área de Tecnologia da Informação, como Administradora de Banco de Dados.

Além dos computadores, sempre teve muito interesse pelas formas de expressão artística, em especial a literatura, o cinema e a música. Sua mãe era educadora, e o contato com o seu trabalho lhe despertou desde muito cedo o gosto pela leitura. Além disso, sempre teve um espírito crítico bem aguçado quanto às questões comportamentais.

Gosta de escrever e busca inspiração naquilo que observa. "Criar personagens e situações que mexam com os leitores, explorando sentimentos e emoções tão comuns na vida de cada um de nós, como o medo, a insegurança, o ciúme, o amor, a paixão, a solidão, a ansiedade, e tantos outros, além de ser um grande desafio, é uma enorme fonte de prazer para mim."

O Chá pergunta e a Loraine responde...

Quem o incentivou a ler e a escrever?

Minha mãe era professora primária e desde muito pequena me interessei pela leitura. Eu perguntava muita coisa para ela, adorava acompanhá-la nas aulas, ficava vendo ela corrigir as provas e trabalhos dos alunos e acabei aprendendo a ler sozinha, aos 5 anos. Eu gostava de ler, mas não era viciada nos livros, pois sempre fui muito agitada e preferia extravasar minha energia nos esportes. Minha irmã mais nova lia muito mais do que eu rsrss Depois de adulta foi que consegui diminuir minha agitação e passei a ter realmente prazer na leitura de um bom livro.

Qual a sua influência literária?


Não tenho nenhuma influência literária específica. Gosto de diversos autores, mas tenho preferência por romances que tratem de assuntos polêmicos e façam o leitor parar para refletir, se colocando no lugar do personagem. Quanto mais o autor consegue passar verdade e coerência nas atitudes do personagem, mais ele(a) me cativa. Busco pela emoção sempre. Um autor que me emocionou muito, por exemplo, foi o Khaled Hosseini, no livro "O caçador de pipas". Também gosto muito da forma de escrita de Marçal Aquino, autor de "Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios", um livro que me fez sofrer com a veracidade da narrativa. Outro que me marcou foi "O menino do pijama listrado" (John Boyne). Li esse livro faz uns 4 meses e até hoje, vira e mexe, penso no menininho. Muito interessante também o estilo de Mario Vargas Llosa, com Travessuras de Menina Má. Adoro Martha Medeiros, com sua narrativa deliciosa e poética. E também não posso deixar de citar Kim Edwards, de "O guardião de memórias", admirável pelo profissionalismo com suas descrições que beiram à perfeição. Bom, dá pra ver que não consigo eleger um estilo rsrs Estou citando os que me vem a cabeça no momento, mas sei que muitos ficaram de fora.

Qual o livro que você mais relê?

Não costumo reler um livro, mas no momento mantenho sobre o bidê ao lado da minha cama "O guardião de memórias". Costumo abri-lo aleatoriamente e ler uma cena solta nos momentos em que estou buscando inspiração para descrição de cenários, e isso tem funcionado hehe

Como leitor, cite um vício e uma virtude literária.


Um vício gostoso é ler na beira da praia e antes de dormir. E uma virtude é anotar frases ou momentos marcantes das histórias que leio, com o número da página, para depois poder reler aquele trecho.

Quantos livros, em média, você lê por mês?


Depende, nas férias eu li 5, mas nos períodos mais turbulentos, que são a maioria hehe, costumo ler 1 ou 2/mês, no máximo.


Quando termina uma obra costuma ler o próprio livro?

Perseguição Digital eu li várias vezes após concluí-lo, mas chega num momento em que a leitura fica automática, pode-se dizer até decorada, então não faz muito sentido ficar relendo, pois não consigo ver nada novo hehe Se ficou alguma coisa incoerente, vai passar despercebido, pois a leitura já está viciada. O interessante é passar para um crítico literário ou um leitor interessado, para que leia com atenção e faça a sua análise.

No fim de um livro que escreveu já percebeu que a obra tinha tomado um rumo inesperado?

Não, a obra tomou o rumo esperado, pois primeiro defini a trama e o que aconteceria em cada capítulo, para depois escrevê-los.

Está trabalhando em algum ou mais projetos literários? Compartilhe conosco.


Sim, estou escrevendo o meu novo romance, com a consultoria do queridíssimo e talentoso James McSill. O Jamie é um consultor literário internacional, nascido no Brasil, mas mora na Inglaterra, e assessora autores no processo de estruturação dos seus textos, visando as exigências do mercado editorial. Tenho sessões semanais com ele, através do skype, nas quais conversamos sobre as cenas que escrevi. Envio as cenas antes da sessão, ele lê e atua como um mentor, me dando feedbacks honestos e detalhados. Comecei a trabalhar com ele em outubro do ano passado e estou bastante entusiasmada com tudo que já aprendi nas sessões e na evolução que já obtive. Se quiserem conhecer melhor o trabalho dele, vejam no site http://www.mcsill.net/

Agradecemos a participação da Loraine e desejamos muito sucesso.

Gostou? Quer acompanhar o trabalho da Loraine Pivatto? Não deixe de acessar o seu site e segui-la no skoob.

10 comentários:

Claudinha WCX \o/ disse...

Nossa,nem sabia que esse livro era brasileiro !!!!

Jeanne Rodrigues disse...

Loraine,

Muitissimo obrigada pela sua entrevista.

É bom demais te ter aqui tomando chá conosco.

Bjos,

Elaine Gaspareto disse...

Olá!
Li Perseguição digital e afirmo que todos que lerem vão se apaixonar.
Agora aguardo o novo livro!
Beijos e boa noite

Angel disse...

Perseguição Digital é uma leitura emocionante, há passagens que dá vontade de chorar e outras que nos dá raiva e outras, ainda, que nos fazem feliz, enfim, um romance que desperta tantos sentimentos no leitor só pode ser tudo de bom. Recomendo!

E Loraine além de bonita, é uma simpatia de pessoa e muito atenciosa para com os seus leitores!

Sucesso sempre, Loraine!

E meninas do Chá, parabéns pelo espaço criado que nos permite conhecer um pouco mais dos escritores.

bj da angel ;)

Adriana disse...

Lorraine!

Muito obrigada por sua participação! Adoramos conhecer escritores talentosos como você!

O Chá é a casa de todos vocês!

Bj!

Adriana

Marcia disse...

Eu já li o livro e adorei!!!
O melhor de tudo é que eu tenho ele autografado (vai valer uma fortuna, quando a Loraine for famosa...rsrs).
Bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Marcia, com certeza !!!

Loraine vai ficar famosa...

Bjos,

JUBBS disse...

EU AMEI PERSEGUIÇÃO DIGITAL A LORAINE É UMA FOFA, TIVE A OPORTUNIDADE DE COMPRAR O LIVRO DIRETAMENTE DELA, E TROCAMOS ALGUNS E-MAILS. AGUARDO ANCIOSA O PROXIMO LIVRO, SUCESSO LORAINE VC MERECE BJOS
JU BB

Cíntia Mara disse...

Adorei a entrevista :) Meu exemplar de Perseguição Digital já está a caminho, estou ansiosa para conhecer.
Muito legal ela dispor da consultoria de um profissional. Mostra o cuidado na hora de escrever e o respeito pelos leitores também.

Beijos

Loraine disse...

Oi meninas! Adorei os recados de todas. Eu estava de férias e fiquei uns dias longe da net hehe... Só vi agora a entrevista. Adorei! Obrigada pelo espaço e pelo carinho. Grande beijo

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top