As Brumas de Avalon – Marion Zimmer Bradley

as brumas de avalon capas Sinopse: Guinevere se casou com Artur por determinação do pai, mas era apaixonada por Lancelote. Ela não conseguiu dar um filho e herdeiro para o marido, o que gera sérias conseqüências políticas para o reino de Camelot. Sua dedicação ao cristianismo acaba colocando Artur, e com ele toda a Bretanha, sob a influência dos padres cristãos, apesar de ser juramento de respeitar a velha religião de Avalon.
Além da mãe de Artur, Igraine e de Viviane, a Senhora do Lago que é a Grande Sacerdotisa de Avalon, uma outra mulher é fundamental na trama: Morgana, a irmã de Artur.
Ela é vibrante, ardente em seus amores e em suas fidelidades, e polariza a história com Guinevere, constituindo-se em a sua grande rival. Sendo uma sacerdotisa de Avalon, ela tem a Visão, o que a transforma em uma mulher atormentada.
Trata-se, acima de tudo, da história do conflito entre o cristianismo, representado por Guinevere, e da velha religião de Avalon, representada por Morgana.
As Brumas de Avalon evoca uma Bretanha que é ao mesmo tempo real e lendária - desde as suas desesperadas guerras pela sobrevivência contra a invasão saxônica até as tragédias que acompanham Artur até a sua morte e o fim da influência mítica por ele representada.
Igraine, Viviane, Guinevere e Morgana revelam através da história de suas vidas e sentimentos a lenda do rei Artur, como se ela fosse nova e original.

-*-

Finalmente.

Quatro livros. 926 páginas. Letras miúdas.

Mas realizei o desejo que há muito me inquietava que era de ler essa ficção tão famosa e recomendada por todos os cantos do planeta.

Amei. Sem reservas, sem hesitação...

As Brumas de Avalon foi dividida em quatro livros com os subtítulos A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O Prisioneiro da Árvore respectivamente. A leitura é profundamente envolvente e nem um pouco cansativa.

A obra é riquíssima em todas as suas páginas e nelas encontrei um misto de emoções difíceis de descrever. Amo o Rei Artur desde que me conheço por gente. Sempre o tive como um grande herói. Lancelote e Guinevere, embora não fossem culpados pelo sentimento que os atraía, pra mim sempre foram uma decepção. E, agora, conhecendo a história pela visão especialmente de Morgana, mas também de outras heroínas, senti que Artur era fraco e manipulável. Minhas crenças foram abaladas. Ainda amo o rei acima de todos os outros personagens. Mas descobri que aquele herói, afinal não era tão herói assim.

Excalibur, Távola Redonda, Camelot... amo muito tudo isso! Mas aqui são apenas o segundo plano. Antes de tudo vem Avalon e a batalha que suas sacerdotisas travam para que tudo que ela representa não seja subjugada pelos padres e o cristianismo que surge na Bretanha.

Enfim, foi um prazer conhecer esse lado da história mais cruel do que romanceado. E entro para o time daqueles que recomendam...

23 comentários:

Luka disse...

Ninguém escreve sobre Avalon como Marion.
Amo esses livros.
Já li a bastante tempo e depois de passar por aqui, acho que vou ler outra vez.
Beijos
Luka.

Aurelia disse...

Tenho os quatro na pilha, as letras miudas me desencorajaram e fui passando outros na frente, mas depois da resenha acho que vou enfrentá-las.
Bjs.

Carol disse...

Esses livros são ótimos mesmo! Adoro a Marion e seus outras coleções também. Eu preciso ler Brumas novamente... a primeita vez que li tinha 13 anos.. 10 aninhos atrás rs

Leninha - sempre romantica disse...

Tenho essa saga aqui, linda na estante esperando para ser lida... Amo o Rei Artur desde que me conheço por gente. Sempre o tive como um grande herói.[2]
Qualquer livro que fala sobre a lenda Rei Artur to comprando, kkkk
Só falta eu ler, kkkk

Débora Lauton disse...

Li o primeiro e me desapontei um pouco... não era bem o que eu esperava...
Agora com a cabeça mais feita... e já sabendo o que me espera vou tentar continuar a leitura...

beijos,
Dé...

Driza disse...

Luka e Carol,
eu não sou de reler livros, mas esses com certeza tem que ser lidos várias vezes. Eu tb relerei.

bjs

Driza disse...

Aurélia,
não tenha medo das letrinhas não, depois que embala vc não pensa mais nisso e a leitura vai que é uma beleza.
Leia sim tá!

super bj

Driza disse...

Oi Leninha,
que bom que compartilha comigo o amor pelo Rei Artur. Adorei!
bjs

Driza disse...

Débora,
o primeiro prepara o terreno para as grandes emoções. Quem sabe vc não se surpreenda lendo os outros volumes?
bjs

Dani disse...

Esses livros tem um lugar especial no meu coração, junto com uma tradução fiel do original dos Quatro Mosqueteiros, foram estes livros que me tornaram uma leitora compulsiva... Isso há mais 20 anos... Inesquecíveis, mágicos, espetaculares - são as adjetivos que me ocorrem quando penso nestes 4 livrinhos maravilhosos.
Para quem gosta do Rei Arthur, recomendo também As Crônicas de Arthur de Bernard Cornwell - O Rei do Inverno, O Inimigo de Deus e Excalibur. Também são ótimos. As primeiras 100 páginas do primeiro livro são difíceis, mas depois... depois... ah.. que delícia!!

Anônimo disse...

É o melhor livro que eu ja li na minha vida é simplesmente perfeito!
E olha que eu sou viciada por leitura.

Renata disse...

Eu também recomendo!

As Brumas de Avalon é narrado pela Morgana, e depois de ler livros com a visão da mulher, parece que ficou muito mais fácil entender melhor outros livros e até mesmo a simbologia da mulher, como foi muito bem retratada no Código Da Vinci.

Recomendo outra coleção que também tem a mulher como tema central, a saga Os Filhos da Terra, de Jean M. Auel (Ayla a filha das cavernas, O vale dos cavalos, Os caçadores de mamutes, Planície de passagem e Abrigos de pedra - esperando o lançamento do 6º livro).

Renata

Deze disse...

Eu adoro as lendas artuarianas desde pequena, e ano passado nas minhas últimas férias eu li os quarto livros.
E realmente esses livros são fantásticos.
Queria ser uma sacerdotisa de avalon haha

Bia Carvalho disse...

Desculpe a invasão, mas eu tenho uma ótima notícia!

O Blog Amor, Mistério e Sangue está estreando sua primeira promoção!!!

O prêmio para o vencedor é o primeiro volume da Série "A guerra das Sombras"

O Livro de Dinaer
Para mais informações sobre o livro
http://www.aguerradassombras.com/dinaer.html

Você não pode perder essa super promoção!!!
http://amormisterioesangue.blogspot.com/2010/04/primeira-promocao-do-amor-misterio-e.html

Bjs e boa sorte!

Alice disse...

Meninas do Chá, gostaria de falar convosco. Se puderem enviem-me e-mail para sombradoslivros@gmail.com

Bjs

Marina disse...

Oi Driza!
Eu li as Brumas de Avalon recentemente e também me apaixonei! Caso não tenha lido ainda, recomendo a Trilogia de Artur do Bernard Cornwell. É sobre o mesmo tema, mas sob ponto de vista diferente.
Bjos.

Edward de A. Campanário Neto disse...

Realmente, esta obra é apaixonante. A autora traz um invadorismo sem precedentes em torno da lenda de Arthur.
Considero o grande segredo da obra seu viés humano e sensível, apontando para nossos segredos e instintos mais secretos.
Altamente recomendável!

Juh disse...

Li a "Grande Rainha" e também fiquei extasiada com a forma com que a história é contada.
Também sempre fui loupa pelo Grande Rei.
Obrigada por me trazer isso de volta a lembraça.

na sua estante disse...

AMOOOOOO ESSES LIVROS! tambem ando querendo fazer resenha. serio, nunca pensei que fosse gostar tanto de ler as brumsa de avalon qnd comprei no submarino com desconto.. hehe IOSAGOIGSA o que o submarino n faz né?

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Driza!

Desculpa o atraso, mas só vi a sua resenha de As brumas de Avalon agora. Realmente é um livro fantástico, e, ja que como eu você é fàzona do rei Artur, também recomendo As Crônicas de Artur, de Bernard Cornwell, como algumas pessoas que comentaram também. E deixo um convite para você visitar o meu blog, www.natrilhadoslivros.blogspot.com.

Beijos, e Feliz Ano Novo!

Fernanda

Driza disse...

Oi Fernanda,

Pois é, esse As Crônicas de Artur está me aguardando, com certeza vou lê-lo.

Seu blog e muito legal, já está no meus favoritos.

bjsss

Fabiana disse...

Oi Driza
Sou novata aqui no seu blog, to adorando ele.
Eu já li as Brumas de Avalon aos 14 anos e li novamente aos 29, é uma série linda pra ser linda em qualquer idade.
Li também as Crônicas do Rei Artur, é bem diferente das Brumas de Avalon, mas a história é intensa do mesmo jeito.
Recomendo a vc ler os livros do Bernard Cornwell são fantásticos.
bjos querida

Driza disse...

Oi Fabiana
seja bem vinda. Pois é, já vi que tenho mesmo que ler Bernard Cornwell. Prometo que lerei.
E tb pretendo ler As Brumas, concordo com vc, é pra reler mesmo.

bjss

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top