Pride Mates de Jennifer Ashley


Para a maioria, eles são animais – mesmo quando estão na forma humana. Eles são obrigados a usar uma coleira e são mantidos à margem da sociedade, desprezados porque são temidos, odiados pelos seus poderes extraordinários. E a advogada de defesa Kim Fraser tem de ir bem ao covil deles.

É seu trabalho defender os que necessitam. Mas não há absolutamente nada de indefeso em Liam Morrissey. Sua suave cadência irlandesa e sua graça felina não disfarçam sua completa força. Nem pode a coleira prateada em seu pescoço, projetada para controlar a agressividade de sua raça, assegurar-lhe completamente que esse homem está domado.

Mas, quando um Shifter selvagem começa a perseguir a ambos, Liam é o único em quem ela confia sua vida. Ela permitirá que ele a clame – para sua proteção, por seu orgulho e por uma paixão que não conhece limites.

Jennifer Ashley criou um mundo muito interessante, misturando lendas, magia e romance paranormal para nos trazer a história dos Shifters. Vinte anos atrás, os Shifters (transmorfos) se revelaram aos humanos. Foi um caos: perseguições, medo, tumultos. Até que os humanos conseguiram desenvolver uma coleira com magia dos Fae (povo mitológico que criou os Shifters e os usava como escravos e caçadores) que consegue controlar a agressividade dos Shifters causando uma dor insuportável sempre que eles ficam com raiva ou tentam atacar. Além disso, os Shifters foram obrigados a viver em bairros separados dos humanos, inclusive vivendo entre espécies diferentes: lobos, felinos, ursos – coisa que antigamente não era possível. Mas mesmo com todos esses cuidados, os Shifters são temidos e odiados e desprezados.

Kim Fraser está defendendo um Shifter acusado de matar a namorada humana. Ela precisa de ajuda, pois Brian já está praticamente condenado pela opinião pública que quer fazer dele um exemplo e aproveitar para atacar todos os Shifters. Então ela recorre a Liam Morrisey.

Liam é aquele a quem você deve procurar quando necessita de algo. Filho mais velho do chefe da Shiftertown de Austin, Texas, ele é o contato entre os líderes e o povo. Fergus, líder do clã dessa região do Texas, exige que Liam não ajude Kim a provar a inocência de Brian e que nem mesmo a receba. Sorte dela que ele não goste muito de receber ordens…

Liam percebe que Kim acredita na inocência do rapaz e realmente quer ajudá-lo a se livrar das acusações. Mas para isso, ela vai precisar entender como os Shifters vivem e se relacionam entre si. Entender como funciona a hierarquia e a descobrir segredos que devem permanecer secretos ou podem dificultar ainda mais a vida dos Shifters.

Gostei muito da história. Kim não é aquela heroina bobinha, sonsa. Ela é uma mulher inteligente, determinada, ambiciosa, observadora. Ela encara os problemas de frente e não foge da luta quando acredita que está certa. Liam é um homem passional e ardente. Ele ama o pai, seu irmão e sobrinho. É respeitado por seus amigos e vizinhos e está sempre pronto a ajudar quem precisa. O relacionamento entre Kim e Liam é intenso e verdadeiro.

Falei só de Liam e Kim, mas há outros personagens são também muito importantes e merecem destaque. Dylan, o pai de Liam e Sean (que é o Guardião dos Shifters). Tem também Connor, neto de Dylan, orfão de pai e mãe, que é criado pelos tios e avô. Há Ellison, um Shifter lupino que, além de charmoso, adora comemorar qualquer evento com uma boa cerveja! Glory que também é lupina e tem um caso com Dylan. E Fergus, que logo de cara dá para perceber é o vilão da história.

O preconceito de que os Shifters são vítimas também é um elemento bem explorado na história. É também o que me chamou a atenção logo que li o resumo. Um novo olhar num tema que tem muitas variações é sempre muito bem vindo. E nesse caso é também uma ótima recomendação. Procurando no site da autora, descobri que ela criou uma página para a série. Se quiserem conhecer um pouco mais podem clicar aqui.

10 comentários:

Anônimo disse...

Onde posso encontrar este livro em português para baixar?

Anônimo disse...

onde posso encontrar o livro pride mates de jennifer ashley em português para baixar?

Tathynha™ disse...

Muito interessante a história desse livro. Adoro esse tipo de ficção, faz a mente viajar! Vou coloca-lo na minha lista de leitura!


http://comedoradelivros.blogspot.com/

Lulu Sempre Romantica disse...

Oie !

Então eu gosto muito do seu blog e estou te oferecendo selinhos, passa e pega, ok?

bjs

Driza disse...

Oi Rê,
quando será que a gente vai poder ler esses livrinhos aqui no Brasil heim!!!!

bjs

Regina disse...

Oi Driza

Espero que logo! As editoras estão começando a perceber que o filão sobrenatural é muito bom - Adagas e Senhores do Submundo já estão por aqui - quem sabe a gente divulgando não dá uma apressadinha rsrsrs.

bjs

Patricia Cardoso disse...

Rê,

como sempre fico com água na boca ao ler seus posts.

Beijos,
Paty

Aurelia disse...

Não é o primeiro post seu que fico louca de vontade de ler o livro, infelizmente pra mim não leio inglês,então só me resta aguardar e torcer para que saiam em português.
Bjs.

Adriana disse...

Rê!

Parabéns pelo post. Eu ainda tenho que entrar no mundo do sobrenatural...curto o tema, mas ainda não me envolvi com a literatura....coisas a fazer...tantas coisas!

Bj! Lindo post como sempre!

Comunidade Sao Benedito disse...

Também virei fan dos shifters....adoooro!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top