A Vizinha - Barbara Delinsky


"Numa encantadora rua sem saída, numa próspera comunidade no entorno de Connecticut, três casais, vivendo uma sólida relação, descobrem sua antiga harmonia desfeita quando uma jovem e adorável vizinha, viúva há um ano e aparentemente descomprometida, aparece grávida. Quem é o pai? Será um dos três maridos? Em A Vizinha, Barbara Delinsky, presença constante na lista de bestsellers do mundo inteiro, apresente seu mais fascinante romance até hoje. É uma história que mescla confiança, ciúme e a luta para manter vivo o amor.
Um a um, os casais se retraem, fazendo uma avaliação de seus relacionamentos e das lealdades que eram consideradas eternas. Em casa caso, essa análise revela uma fraqueza, e para cada esposa a situação se transforma num tipo de crise que força a tomar uma decisão, que pode resultar no fortalecimento ou na dissolução do casamento. Repleto de suspense, surpresas e reviravoltas, além das agudas percepções sobre a mente e o coração de seus personagens que valeram a Barbara Delinsky uma enorme legião de fãs, A Vizinha é um hábil retrato sobre o cotidiano da vida a dois."

Leitura envolvente e instigante, Barbara Delinsky escreveu esse livro para as mulheres do nosso tempo. Divididas entre carreira e maternidade, as mulheres precisam harmonizar suas vidas e pensar nos seus desejos reais. A história envereda pela mente dos personagens, explorando profundamente os relacionamentos em três casamentos diferentes, e os segredos que existem na privacidade do lar.

Na realidade, o resumo não diz muito da história. O casal central é formado por Amanda e Graham. Ele vem de uma família enorme, muitos irmãos, muitos sobrinhos, e já foi casado uma vez. Ela, uma mulher de 32 anos, psicóloga em uma escola muito movimentada, filha única de família complicada. Os dois estão casados há alguns anos, e desde o início tentam a gravidez, sem sucesso. Embora não sejam detectados problemas físicos, a concepção não acontece, mesmo com as técnicas de fertilização. O casamento já começa a se deteriorar pelas sucessivas decepções, e, principalmente, pela dificuldade dos dois em lidarem com a pressão externa e com as suas próprias angústias. O casal está em crise e parece ser o final do relacionamento.

Como casais secundários, estão Lee e Karen, e Russ e Geórgia. Ambos com muitos filhos pequenos e casamentos longos. Lee e Karen enfrentam problemas de fidelidade. Russ e Geórgia tem a carreira da mulher como fator de tensão. Todos os casais moram num bairro com quatro casas, onde todos se conhecem, e sabem tudo da vida dos vizinhos.

Por tanta convivência, os vizinhos se chocam quando descobrem que, na última casa do bairro, a viúva Gretchen está em adiantado estado de gravidez. Quem poderia ser o pai, se ela está viúva já há algum tempo e vive reclusa? As três esposas discutem várias idéias, em certos casos, maldosas, e envolvem seus próprios maridos em relatos fantasiosos de traição. Gretchen se torna o assunto das fofocas da pequena vila, trazendo à tona revelações inesperadas.

Em mais um livro sobre relações humanas, Barbara Delinsky nos incentiva a refletir sobre o poder destrutivo dos boatos e do preconceito. Julgar antecipadamente pode ser um erro terrível. E, mais importante ainda, mostra como os relacionamentos exigem dedicação e cuidado. E nos lembra que o amor pode superar barreiras e vencer o impossível.

10 comentários:

Laura Schwartz disse...

Parece bom, bem interessante mesmo. Fica pra minha lista de "Ler". Obrigada pela resenha!

bjo.

Bárbara disse...

Me lembrou o filme que assisti há pouco tempo "Encontro de Casais".

Maria Fernanda disse...

Muito interessante, fiquei curiosa para ler...

Patricia Cardoso disse...

Olá Aline,

sempre tive interesse em ler este livro, e agora após ler o seu post, vou com certeza lê-lo.

Beijos,
Paty

Dee disse...

Você faz os livros parecerem bons. :-)

Mas eu não gosto da Delinksy. =/

Driza disse...

Oi Aline,
pela sua resenha o livro parece ser bastante bom. Essa autora é meio contraditória. As vezes escreve uma história excelente e as vezes só fica no mais ou menos.
Mas após suas palavras, eu quero ler esse livro sim senhor.

bjs

Driza

Vivi disse...

Eu tenho reservas quanto à autora mas, quando livro passa bem pelo crivo de vocês, as reservas caem por terra. Dica anotada!

Beijocas
Vivi

Regina disse...

Gostei do tema e de seu comentário! Realmente os boatos podem mesmo destruir uma pessoa...

Vou procurar esse livro!

bjs

Lili disse...

Bela resenha Aline!
Fiquei interessada, faz tempo que não leio Barbara Delinski!
Valeu pela indicação ;)

Beijossss
Lili

Jeanne Rodrigues disse...

Aline,

colocando na lista, entao...

Bjos,

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top