Dragonswan de Sherrilyn Kenyon

Dra. Channon MacRae queria solucionar o mistério da Tapeçaria do Dragão. O que ela nunca esperou descobrir era uma sociedade inteira mais antiga do que o tempo. Uma sociedade secreta que tem existido como parte do mundo e ainda assim fora dele.

Sebastian Kattalakis veio para o futuro para recuperar a tapeçaria que vendeu anos atrás. A última coisa que esperava era encontrar uma mulher cujo intelecto e charme capturariam a atenção de seu animal. Mas ele é um fugitivo, um pária e estando no ostracismo, ele não pode lhe oferecer nada, exceto um coração que foi quebrado por circunstâncias quatrocentos anos atrás.

Channon não vê o pária. Ela vê o homem que é nobre e corajoso.

Mas pode o beijo do dragão libertá-la ou a atará ao lado dele para sempre?

Segundo volume da série Dark-Hunters (de acordo com o guia para leitura), se bem que é considerado o primeiro dos Were-Hunters. A diferença, pelo que pude perceber, é que nesse os heróis são shape-shifters ou licantropos. No caso, Sebastian se transforma em dragão.

Achei interessante o conceito que Sherrilyn usou nesse livro (na verdade uma novela – publicada originalmente na antologia Tapestry e depois publicada como conto). No universo dos Were-Hunters há dois grupos: os Arcadianos (que tem o coração humano) e os Katagarias (que tem o coração do animal que se transformam). O interessante é que eles têm um ancestral comum e são inimigos. A guerra entre eles é feroz e cheia de traições.

Outro aspecto que gostei foi que as Deusas que controlam o Destino também estabelecem que cada Were-Hunter irá encontrar àquela que lhe é destinada - e só há uma – com quem eles poderão criar uma família. Quando a encontram surge uma marca na mão direta dele e na esquerda dela e a mulher terá três semanas para aceitar esse destino ou não. Apesar de ser uma imposição, a escolha pertence somente ao parceiro em aceitar ou não o destino que lhe é reservado. Se bem que no caso de Sebastian (foto abaixo retirada do site da Sherrilyn) não seria uma grande imposição…


Channon é professora de história e sente-se atraída pela Tapeçaria do Dragão. Estava estudando-a compenetrada e chega Sebastian para atrapalhar. Existe uma grande atração entre eles e, apesar de ser contra tudo o que sempre fez, ela acaba se envolvendo com ele. O que ela não sabia era que Sebastian é um Arcadiano e veio do passado – precisamente da Inglaterra pré invasão normanda.

É muito interessante ver o modo como vão se descobrindo e se entendendo. O único senão é que por ser uma história curta, o desenvolvimento dos personagens não é tão bom quanto num livro. Mas ainda assim é uma leitura muito gostosa.

Um trecho que achei muito poético:

“Sob o assalto de seus sentimentos humanos, o dragão dentro dele recuou novamente, deixando apenas o homem. O homem que tinha sido esmagado naquele dia. O homem que tinha jurado sob o túmulo da irmã nunca mais deixar outra pessoa entrar em seu coração. O mesmo homem que tinha olhado em um par de olhos azuis cristalinos durante uma noite, num jantar, e viu um futuro dentro deles que ele queria viver. Um futuro com risos e amor. Um futuro passado em suave serenidade com uma mulher ao lado dele para mantê-lo forte e centrado.”

10 comentários:

Jeanne Rodrigues disse...

Rê,

Qdo voce começa uma série nao para mais, né?
Definitivamente, tenho que ler.

Bjos,

Carla Martins disse...

Séries são ótimas mesmo! :)

Eu sou louca por trilogias....a última que li foi a trilogia biográfica que começa com A Massai Branca. É demais!

Regina disse...

Oi Jê

Estou no terceiro livro já rsrsrsrsrs. Estou gostando muito, mas vou dar uma pausa depois desse, pois chegou o novo da Lara Adrian e estou louquinha para lê-lo!!

Oi Carla,

Quem me conhece sabe que não resisto a uma boa série (ainda mais sendo sobrenatural).

Sabe que comecei a assistir o filme A Massai Branca, mas tive de sair e não terminei... Quais são os livros dessa trilogia? Me parece interessante!

bjs

Regina

Mariane disse...

O Compartilhando Leituras está de visual novo. Faça uma visitinha, participe da enquete e dê o seu voto. Sua opinião é muito importante para sempre fazermos blogues com qualidade e conteúdo. Obrigadaaaaaa!!!

Abraços

Mariane disse...

Olá Lili...obrigada pela que visita, que bom que você gostou do novo layout, será sempre bem vinda!

Abraços

Driza disse...

Oi Rê,
já fiquei imaginando um filme. Seria lindo.

bjs

Driza

Regina disse...

Driza

Seria mesmo um lindo filme, ainda mais as cenas dos dragões e suas lutas com fogo e vôos rasantes...

bjs

Regina

Juliana Vicente disse...

Adorei a resenha que você fez, me deu uma vontade inrresistível de ler o livro.

O Blog de vocês é viciante, o único problema é que são tantos livros bons comentados que cada vez que entro aqui, minha lista de aquisições sobe drasticamente. rs

Beijos

princesha disse...

adorei o blog!vou virar seguidora rsrs.

Ana disse...

Surpresa!!!...passa pelo meu blog!

Bjs!!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top