Música das Sombras - Julie Garwood

"Para a princesa Gabrielle de St. Biel, a Escócia é uma terra com paisagens maravilhosas, rústicos chefes de tribos e profundos mistérios - astúcia e traições e agora assassinatos. Enaltecida por sua beleza e filha de um dos barões mais influentes da Inglaterra, Gabrielle é também a perfeita carta magna para um rei que busca paz na região montanhosa - o rei John concedeu a mão de Gabrielle a um chefe de tribo bom e gentil. Mas tal casamento nunca se realizará. Durante sua última tentativa de preservar a liberdade, um súbito acontecimento altera o futuro de Gabrielle.
Durante sua última tentativa de preservar a liberdade, um súbito acontecimento altera radicalmente o futuro de Gabrielle – quando ela e seus guardas presenciam uma cena de extrema crueldade. Com uma flecha certeira, Gabrielle tira a vida de um homem, salva a vida de outro e, sem querer, inicia um enorme conflito.
Em poucos dias, quando uma batalha real se instala entre antigos e novos inimigos, a região se torna um paiol de pólvora. Apesar de ter ido à Escócia para se casar, Gabrielle se vê envolvida nas intrigas locais quando dois nobres, subestimando a coragem e perícia de Gabrielle, mostram-se perigosamente fatais. Mas graças a um segredo de Gabrielle, Colm MacHugh, um dos mais temidos homens da Escócia, encontra um novo motivo para mostrar sua coragem. Sob aquele olhar penetrante, nem o corpo nem o coração de Gabrielle se encontram seguros."

Tive um sério problema com este livro. Ele precisava durar uns cinco dias. Não durou. Li em apenas dois dias, economizando as páginas. Ainda não sei muito bem o que me encantou tanto, o fato é que eu adorei a história.

Gabrielle é a princesa de St.Biel, um pequeno país dominado pela Inglaterra. Dona de lendária beleza e uma tendência enorme a atrair confusões, ela é uma bomba prestes a explodir. Necessita urgentemente de um marido que a proteja e a controle. Submissa às ordens do Rei John, ela vai se casar com o Laird Monroe, um homem de idade de bom caráter, chefe de um clã escocês. Só que o tal casamento desagrada aos barões Coswold e Percy, loucos para colocar as mãos em Gabrielle e no misterioso tesouro de St.Biel. Para que ela não se case, eles serão capazes de arquitetar atrocidades, e destruir a vida da princesa. Colm MacHugh, um selvagem laird das highlands, entra em cena apenas para proteger a inocente Gabrielle, mas acaba perdendo o coração para a indomável lady. Enredo bem simples, não? Também achei que sim, mas diverte à beça.

Sou fã da autora e reconheço que ela também utiliza-se de fórmulas, das quais eu gosto muito. Tanto nos contemporâneos, como nos históricos, as heroínas têm vontade de ferro e são voluntariosas ao extremo. A princesa não foge à regra. Vítima dos acontecimentos, Gabrielle poderia ser a mocinha lamuriosa e queixosa, à espera do príncipe, mas não. Ela é divertida, alegre, espontânea, inteligente, espirituosa e destemida. E não dá sossego ao seu protetor, com suas atitudes impensadas, envolvendo-se em situações perigosas. Uma típica personagem de Julie Garwood.

Colm é o laird protetor. Chefe de seu clã, ele não tem tempo para assuntos de mulheres, e Gabrielle é somente o modo como terá que pagar uma dívida de honra. Como todo bom highlander escocês, ele é um bárbaro sem coração. Homem violento dedicado a guerrear e conquistar impiedosamente. "MacHugh não passava de uma sombra com enormes poderes. MacHugh era invencível, impossível de ser capturado. O único aviso que dava era a música que o precedia. Música das sombras." Certamente, não nos deixaremos levar por esses boatos, afinal, trata-se de um romance. Colm revela sua face doce e charmosa nas cenas com Gabrielle, e o casal transmite uma cumplicidade tocante. Pena que ditas cenas só ocorrem mais ao final do livro. Fiquei com água-na-boca.

O livro tem seus pontos fracos. A ação demora a ocorrer, as cenas iniciais são longas e repetitivas. A obsessão dos barões, e mesmo do Rei, por Gabrielle, é exagerada ao extremo. O início até a metade é devagar, do ponto de vista romântico, já que não existe ainda um par. A figura central é Gabrielle, que domina completamente o livro, não sendo. só por isso, menos interessante a leitura. Como romance, o livro deixa a desejar. Faltaram cenas mais sentimentais, faltou o timing do encontro do casal, faltou um pouco mais de Colm MacHugh.

Mas, a história vale a leitura. Divertido, sagaz, empolgante, o livro é fonte de boas horas de lazer despreocupado. Julie Garwood é ótima escritora quando se trata de panorama histórico, descrições ricas, e diálogos afiados. Recomendo como puro lazer.

PS: Não poderia deixar de dar um toque para a editora Landscape. Esse livro faz parte de uma série! E, adivinhem? Sim! É o último! Lendo "Música das Sombras", aguçou-me a vontade de conhecer os outros livros, principalmente o livro de Gillian e Brodick Buchanan. O primeiro livro "The Secret" foi lançado em 1992, o segundo livro "Ransom", em 1999, e em 2007 foi lançado o último, "Shadow Music". Acredito que seria interessante lançar o resto da trilogia, já que outros históricos da autora foram lançados por aqui, com sucesso. De qualquer forma, agradeço os livros já lançados, mas, não deixo de esperar as novidades.

9 comentários:

Vivi Bastos disse...

Oi Aline
Parece-me ser uma leitura que gruda nossos às páginas, né? Gostei muito do post e já vou procurar esse livro maravilhoso!

Beijos

Tonks71 disse...

Nossa! Eu estou com esse livro na minha pilha para ler. Comprei quando lançaram e me esqueci dele, vou colocar correndo ele mais pra cima.rsrsrssr

marciaberticelli disse...

Oi, Aline. Perfeito teu comentário. Vc conseguiu passar exatamente o que é o livro. Eu Também li em dois dias. Rs...sem chances de economizar nos livros dela. Bjs

Driza disse...

Diversão é a minha palavra de ordem. E pelo que entendi, esse livro em muito disso... então tá pra mim, adoraria lê-lo.

bjs

Lili disse...

Parece ser muito bom. Adoro os romances históricos da autora...
Vai pra Wish list tb rsrs

Bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Aline,

Comprei esse livro e estou esperando chegar para começar a devora-lo...

Julie Garwood é uma mestra em romances historicos...

So de pensar meus olhinhos ja brilham...

Adooooorooooo !!!

Adorei seu comentário....

Bjos,

Ramon disse...

Magnifico esse livro.
quero a historia de Brodicck.
auhaau ele é legal. uahaua

Vânia disse...

Concordo plenamente com vc sobre a necessidade da editora lançar os outros dois livros da trilogia. Eu particularmente sou apaixonada pelo segundo, "Ransom" ou "O Resgate", que narra a história de Brodick Buchanan e Gillian. Aquele escocês é uma coisa de louco!!!!!!
Vânia Nunes.

♥ Erika Saab disse...

Acabei d eler esse livro e adorei! Tive o mesmo problema: fiquei atrasando a leitura para demorar mais de acabar!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top