BDB AN INSIDER´S GUIDE de J.R.Ward


Prepare-se para entrar no mundo escuro e passional da Irmandade da Adaga Negra e conhecer bem de perto cada um dos Irmãos...
Você encontrará informações internas da Irmandade, incluído os dossiês, estatísticas e dons especiais. Você lerá entrevistas com seus personagens favoritos, incluindo uma comovente conversa com Tohrment e Wellsie mantida três semanas antes de ela ser assassinada pelos lessers. Você encontrará cenas apagadas – acompanhadas do porquê de terem sido cortadas – com a adição de matérias do Fórum de Mensagens da J.R.Ward e de perguntas e respostas sobre a série postada pelos leitores. J.R.Ward irá falar sobre como foi escrever cada livro da série e numa fascinante reviravolta, os Irmãos entrevistarão a autora. Contém uma história inédita com Zsadist e Bella e o nascimento de Nalla e o profundo amor que sentem um pelo outro. Tem também um trecho do próximo e aguardado lançamento da série – Lover Avenged – a história de Rehvenge.
Um compêndio que nenhum fã da Irmandade da Adaga Negra deve perder...um guia que o irá seduzir tão poderosamente quanto o grupo de Irmãos e o mundo “ferozmente popular” em que vivem.


Bom, como sou super fã dessa série e dessa autora, não pude perder esse compêndio. E não me arrependi.

O conto com Zsadist e Bella foi tão comovente e lindo que li e reli logo em seguida. O modo como ela usa as palavras e traduz as emoções dos personagens é algo fabuloso. Zsadist é meu personagem favorito na série – desde o primeiro livro, quando todos o consideravam perdido e mau, ele me conquistou - e qualquer chance de ler algo sobre ele é muito bem vinda. Nesse conto, com o nascimento da filha, ele se vê enredado novamente no pesadelo que foi a vida dele como escravo de sangue. Os abusos e humilhações e a raiva estão de volta, bem como a vergonha e o medo de saber que um dia sua filha descobrirá tudo. Bella sofre outra vez para fazê-lo compreender que ele é um homem digno e merecedor de felicidade.

Vou postar um exemplo de como a J.R. usa as palavras, para mim, de forma mágica:

“ Death was a black parcel that came in a lot of different shapes and weights and sizes. Still, it was the kind of thing that when it hit your front doorstep, you knew the sender without checking the return address or even the thing up.
You just knew.
As Z back-flatted into the path of those two lessers, he knew that his FedEx-tinction package had arrived, and the only thing that went through his mind was that he wasn´t ready to take the delivery.
Course, it wasn´t the kind of thing you could refuse to sign for.”

(A morte é um pacote negro que vem em diferentes formas, pesos e medidas. Ainda assim, é o tipo de coisa que quando bate à sua porta, você reconhece o remetente sem nem mesmo olhar o endereço de devolução ou o que está dentro.
Você apenas sabe.
Quando Z caiu de costas no caminho daqueles dois lessers, ele sabia que seu pacote da FedEx-tinção tinha chegado, e a única coisa que lhe ocorreu era que ele ainda não estava pronto para a encomenda.
Claro que não é o tipo de coisa que você pode recusar o recebimento.)


Depois do conto, vêm os dossiês e entrevistas com os Irmãos – seguindo a ordem de publicação dos livros: Wrath, Rhage, Zsadist, Butch, Vishous e Phury. Depois de cada entrevista, a autora bate um papo com o leitor, falando sobre o processo de criação de cada livro, seu estilo, a forma como trabalha. Cita as cenas favoritas e aquelas que foram mais difíceis de escrever. O modo como ela escreve é como se realmente ela estivesse do nosso lado, conversando e explicando como a série foi desenvolvida. O que achei mais interessante foi que ela disse que as cenas chegam até ela(como em um download), e ela escreve de forma a mostrar o que viu em sua mente, não em descrever. Acho que é por isso que os livros são tão visuais e tão marcantes e maravilhosos. A linguagem coloquial e urbana é outro fator que acho o máximo nas histórias, pois dá um colorido e um realismo especial na construção da trama e dos personagens.

Ainda há dicas para escritores e a apresentação que ela fez da série e do primeiro livro. Foi essa apresentação que ela enviou para as editoras e que fez com que ela conseguisse o contrato para escrever, inicialmente, três livros. Agora, com o sucesso, a série está aberta, e espero que ela tenha fôlego para escrever muitos e muitos livros ainda.

Realmente é um livro para os fãs, pois ver o entrosamento entre os personagens e o modo em que vivem fora dos livros é muito interessante.

9 comentários:

Liliane Cristine disse...

Muito legal Rê! Queria muito conhecer essa série - Adaga Negra. Mas meu inglês ainda está muito cru e a tradução sem revisão em ebook, não dá para mim não! rs Vou aguardar, quem sabe chega por aqui :)

Adorei seu post ;)
Bjs
Lili

Patricia Cardoso disse...

Ola Rê,

fiquei com água na boca ao ler seu comentário. Eu simplesmente amo essa série, e essa interação dos personagens com a autora parece ter sido fascinante.

Bjs

Driza disse...

Oi Rê,
seu entusiasmo contagiou. Só pode ser muito bom. Adorei!
bjs

Vivi Bastos disse...

Gente, eu amo essa cultura da curiosidade, da informação ainda que não consigo acompanhar nada...rsrs

Me deu vontade de conhecer essa quadrilha de consoantes perdidas... nesse quesito, zsadist é imbatível.

Acho que dessa vez vou ter que tirar o pó do meu inglês. Tudo por culpa da Regina...rs

Beijos
Vivi

Regina disse...

Me lembro bem quando li Dark Lover pela primeira vez. Os nomes, mais o gosto musical - rap (que eu particularmente odeio, a não ser quando misturado com rock, como o Beastie Boys ou Linkin Park) - e o modo como eles falavam me fizeram pensar que não ia ser nada bom. Ledo engano... Amo essa série e o modo como a J.R. escreve é maravilhoso. Espero sinceramente que um dia alguma editora daqui se interesse por eles.

bjs

Anônimo disse...

Deus, Deus, será possível me apaixonar ainda mais pelo Zsadist ou pela série? Obrigada pelo comentário!!!

Meliodora Dumbledore

Jeanne Rodrigues disse...

Rê,

Me rendi depois de seu post....

Agora vou a caça dessa Irmandade.

Há tempos fico relutando em ler, pq é uma série danada de boa, mas agora não dá mais...

Proximos da lista...

Bjos

Christina disse...

Gente, confesso que li os 7 livros da serie em e-book, estou em desespero pois o 8º só sai em 04/2010. Melhor serie que já li até a presente data, meu coração ainda não decidiu entre V., Raghe ou Butch. Posso ter os treis? rsrs.

SONIAJAM disse...

É incrível como esta série contamina a gente, eu tinha contato com os e-books porem eu não consigo ler com o mesmo entusiasmo um livro no PC com em papel. bom nos grupos que eu fazia parte só se falava disso, tentei pela Virgem Escriba ler + nada, imprimir era um pecado mortal para com as árvores, então aguardei e este ano 2011 foi que fiquei sabendo q a série estava sendo lançada pela Universo, dai fui saber se estava o + próximo do original, pq eu não iria me aventurar se não tivesse legal, só elogios, pronto comprei o Primeiro, agora filha eu viciei a cunhada, a amiga, a vizinha e comprei os 5 que já estão nas livrarias e doida para o sexto e agora lendo o Compêndio tô surtando e não vejo a hora de chegar 2012 pra ver a historia do Thor pq no Twitter ele tá sofrendo tanto que dói....Desculpe falei D+...Bjos!!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top