Midnight Angel de Lisa Marie Rice

Seus pesadelos não terminam quando ela abre os olhos...

Em uma noite, a talentosa música Allegra Ennis perdeu sua visão, seu pai e sua carreira em um brutal ataque de que não consegue se lembrar. Agora está sozinha em um mundo de escuridão, sua única companhia são os pesadelos em sua mente...e um assassino que a espreita a cada movimento.

Marcado e desfigurado pela guerra, o duro ex-SEAL Douglas Kowalski nunca pensou que uma mulher linda como Allegra poderia amar alguém como ele. Ele não esperava mais do que uma noite de amor. Mas quando a vida de Allegra é ameaçada, Kowalski percebe que fará qualquer coisa para mantê-la em segurança - e ao lado dele.

Esse é o terceiro livro da série Midnight, de Lisa Marie Rice. Os outros são Midnight Man e Midnight Run. O mais interessante nesses livros é que as histórias se cruzam e temos o ponto de vista de cada personagem à respeito dos fatos narrados.
A trilogia começa com Midnight Man – em 22 de Dezembro. John Hurtington - ex Comandante SEAL , conhece Suzanne Barron, de quem vai alugar dependências para sua empresa de segurança e residência. Uma das pessoas que ele dá como referência pessoal é o Tenente de Homicídio Tyler “Bud” Morrison, que é o noivo de uma das amigas de Suzanne – Claire Parks.
John e Suzanne ficam atraídos um pelo outro e no mesmo dia saem para jantar juntos e selarem o acordo comercial. Mas o que acontece mesmo é uma sessão de sexo selvagem. Suzanne fica mortificada por ter se entregado de tal forma a um estranho, enquanto John fica imaginando como conseguirá atraí-la novamente. O destino o ajuda, quando assassinos profissionais partem para dar cabo de Suzanne, obrigando-a a confiar em John para protegê-la, enquanto Bud investiga o caso.
Em Midnight Run, que começa em 14 de Dezembro, vemos como Bud e Claire se conheceram e a narrativa desse livro se cruza com a do primeiro, só que aqui vemos o ponto de vista de Bud e Claire, e as conseqüências que tais fatos vão ter no relacionamento deles. Nesse livro também somos introduzidos no que aconteceu com Allegra, uma cantora amiga de Suzanne e Claire, espancada brutalmente pelo empresário quando foi romper com o contrato que tinha com ele.
Midnight Angel, começa em 15 de Janeiro, na abertura da exposição de jóias que fecha o livro 02. Nessa festa, Allegra se apresenta e atrai a atenção de Douglas Kowalski, - ex SEAL que se torna sócio de John na empresa de segurança. Douglas é o que se pode chamar de um brutamontes – alto, forte, com o rosto marcado por uma cicatriz e que teve o nariz quebrado várias vezes. Ele é intimidador e as mulheres – e a maioria dos homens – o evitam ou desviam de seu caminho.
Douglas é um amante da música e tem uma voz muito profunda e bonita – basso profundo – Allegra diz, e ela imediatamente sente-se atraída por ele. Durante a festa há uma tentativa de assalto e Douglas, John e Bud enfrentam os bandidos. Depois desse confronto, Douglas acompanha Allegra até em casa e passa a noite com ela.
Allegra está super abalada, pois vem tendo pesadelos com o crime que sofreu, mas quando acorda na escuridão, não consegue se lembrar de nada e a ansiedade e o pânico sentidos são suas únicas companhias. A presença de Douglas – com seu carinho, sua força e sua compreensão – é um bálsamo para esse sofrimento. Mas o problema é que o empresário – que conseguiu se safar da prisão, visto Allegra não poder depor contra ele, e que se encontra internado em uma clínica psiquiátrica - decidiu matar Allegra, e para isso conta com a ajuda de um enfermeiro que deseja ser rock star.
O desenrolar do relacionamento de Douglas e Allegra é muito bonito, pois ele é super carinhoso e a ajuda a enfrentar a solidão e a redescobrir o prazer de viver. Ao mesmo tempo, Allegra com sua beleza e confiança ajuda Douglas a enfrentar a rejeição que sempre sente por ser feio e marcado É mais uma versão da história de a Bela e a Fera – tema que nunca me canso de ler.
Apesar de ser descrito como romance de suspense, os livros contam com muito humor, e eu me peguei rindo várias vezes, principalmente com esses homens tão grandes e maus e acostumados a serem obedecidos sendo vencidos pelas mulheres delicadas e completamente teimosas. Para vocês terem uma idéia do humor da autora deixo a apresentação que ela faz de si mesma: Lisa Marie Rice tem 30 anos eternamente e nunca irá envelhecer. Ela é alta e aprumada e bela. Os homens caem a seus pés como frutas maduras. Ela já ganhou todos os maiores prêmios literários do mundo. Ela é faixa preta e formada em arqueologia, física nuclear e Literatura Tibetana. Ela também é pianista. Já mencionei o Nobel? É claro, Lisa Marie Rice é uma mulher virtual e só existe no computador quando está escrevendo romances eróticos. Ela desaparece quando o monitor é desligado.

11 comentários:

Viviane Lima disse...

Regina, que achado é esse?! Eu amo livros assim que muito molho-paixão e suspense...rs

Beijos
Vivi

Viviane Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Regina disse...

É Vivi. São livros muito interessantes, e gostei do modo como a autora usou o tempo, intercalando as três histórias de modo que se cruzassem. E o modo que os personagens do livro se encontram e interagem parece tornar a história ainda mais "real".

bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Regina,

Tenho certeza que se ler essa estória vou adorar.

Tomara que publiquem por aqui.

Bjos

Rai disse...

Re!!!

Vou ler influenciada por VOCÊ!!!!

Aliás adoro sus resenhas....!!!

Beijos
:)

Regina disse...

Oi Rai

Pode ler que é maravilhoso! Eu adorei esse terceiro livro. Douglas é um personagem apaixonante!

Obrigada pelo carinho!

bjs

Christina disse...

Adorei os livros 1 e 2 mas no terceiro a autora se superou, é lindo demais, sem ser piegas. A cena de Douglas ajudando Allegra a tomar banho e se vendo no espelho analisando sua feiura em relação a beleza dela me emocionou. Tinha me apaixonado por John mas o troquei por Douglas. A serie é muito boa, bem hot mas com toda uma estoria, com certeza se os livros forem comercializados vou comprar.

Carol disse...

Não vou mentir eu simplesmente GAMEI no John!

kkkkk

ainda vou ler esse do Douglas...

Patricia Cardoso disse...

Olá Lili,

demorei pra ler este livro, mas, como achava gostei muito. Mesmo sendo uma leitura tensa, e o suspense como vc disse, dava pra sacar quem era o problema da história. Valeu pela dica!

Beijos,
Paty

Mariana disse...

Essa série é maravilhosa!!!
O que achei mais sexy é o fato de através da leitura entrarmos de cabeça nos sentimentos e emoções dos personagens masculinos. Adorei a forma da escritora de desenvolver os personagens. É mega HOT sem ser vulgar!! Agora bateu uma depressão pós livro imensa!!=/
Por falar nisso, alguém sabe indicar outra série assim como essa, bem "caliente" e um foco maior no ponto de vista masculino no romance???

E a estória do Jacko???Ela já ecreveu??? Pretende escrever??? *desespero*!!!o.O

Bjuuuu =*

Christina disse...

Pra quem gostou da serie Midnight, a autora lançou outro livro bem no estilo, Mulher em fuga, maravilhoso, sempre mostrando o ponto de vista masculino. Adorei.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top