A ESPERANÇA DE UMA MÃE de Francine Rivers

Na Suíça do início do século XX, a ambiciosa e decidida Marta Schneider sai de casa determinada a fugir do pai violento, da mãe amorosa mas fraca e das restrições impostas às mulheres naquela sociedade.

Depois de receber notícias devastadoras de sua família, Marta se muda para a Inglaterra e mais tarde para o Canadá. Ali conhece Niclas Waltert, um homem tão comprometido quanto ela a construir uma vida melhor em uma nova terra, e os dois acabam se casando. Mas nada preparou Marta para os sacrifícios que ela tem de fazer pelo marido e pelos filhos quando eles se mudam para a selvagem Califórnia para recomeçar do zero.

Marta espera dar aos filhos uma vida melhor, mas aprendeu desde cedo que somente os fortes sobrevivem. Sua rigidez muitas vezes é incompreendida, principalmente pela filha mais velha, Hildemara, que anseia pela aprovação da mãe. Em meio ao drama da Segunda Guerra Mundial, Hildemara se apaixona e começa sua própria família. Mas eventos trágicos e inesperados forçam mãe e filha a encarar os próprios defeitos e o abismo cada vez mais profundo que ameaça separá-las para sempre.

Com uma prosa envolvente e personagens emocionantes, A esperança de uma mãe é a primeira parte de uma saga familiar inesquecível sobre os sacrifícios que toda mãe faz por seus filhos e sobre a natureza do amor incondicional.


Ao terminar de ler A Esperança de uma Mãe passei a sofrer com a aflição da publicação da segunda parte desta saga aqui no Brasil. Estou ansiosa pela continuação desta história que tanto me fascinou, da mesma maneira que me encantei com Amor de Redenção.

Francine Rivers neste livro nos conta a história de Marta Schneider, que aos 12 anos se dá conta de como a vida pode ser muito sofrida, quando seu pai a retira da escola para que possa ajudar no sustento da família. Marta sonha em voltar à escola, e ainda tem que proteger a mãe e a irmã que são extremamente frágeis e até mesmo fracas perante os percalços da vida.

Marta torna-se responsável por si, e com isso endurece para poder realizar os seus sonhos, que se tornam objetivos na luta pela sobrevivência. Com tudo que Marta passa até chegar ao Canadá e se casar com Niclas Waltert, e também nos anos após o casamento em uma cidade inóspita e tendo que manter os seus filhos agasalhados, alimentados e principalmente vivos, ela se torna ainda mais dura.

E com isso, temos o cerne da história que é o relacionamento entre Marta e sua filha Hildemara. A história então passa a ser contada na visão das duas, e temos então uma Marta ainda mais dura com Hildemara do que com os outros filhos pelos motivos que lhe são justificados, na busca de tornar a filha forte e independente, e para Hildemara o tratamento que recebe da mãe tem outra conotação.

A Esperança de uma Mãe é um livro que trata das relações familiares, da realização dos sonhos, e principalmente do amor: entre marido e mulher, mãe e filhos, irmãos, e entre amigos, etc. Em várias situações difíceis o que sobressai é a certeza do amor que podemos sentir pelo outro. E em tempos tão conturbados ter em mãos um livro em que o amor é a tônica, me deixou muito contente em lê-lo.

14 comentários:

Cali disse...

Q livro!!! Q vontade de ler!! Ainda mais tendo continuação da história...é tão bom , dá a sensação q o livro não acabou ainda... Não li ainda Amor de Redenção, mas li a resenha e gostei muito. Bjs!!!

Leninha - sempre romantica disse...

Estou esperando essa resenha desde que vi o livrinho na lateral do blog sendo degustado pela Paty.
Li Amor de Redenção e me apaixonei pela escrita de Francine Rivers e graças ao bom Deus ganhei A Esperança de uma Mãe no sorteio no twitter.
Pensar que tenho um livro tão tocante na minha estante, ao alcance das mãos é mais que um presente.

Amei sua resenha Paty, com certeza esse é um livro que preciso ler logo, até por que livro bom é artigo raro.
Pena que sempre demora a sequência e isso é de matar!

beijos!

kika disse...

não gosto de livros assim........ mas a resenha esta muito boa.....

Thata disse...

Oi Patrícia!
Que bela história. Deve ser bem interessante acompanhar Marta passando pela Suíça, Inglaterra, Canadá e EUA. Suas dificuldades e coragem. Aposto que sua dureza iria me irritar se eu lesse esse livro!! rsrs
Valeu pela dica!!!

Beijos

Vall Knopp disse...

somente sendo mãe para compreender esse sentimento de querer o melhor para os filhos, esse endurecimento na educação de um e de outro não. Quando eu não tinha filhos, lia estes livros com um quê de distração. Mas hoje, não! Hoje me comovo às lágrimas e acho que sim, somos tigresas lutando por nossas crias e para torná-los fortes para as situações que viverão quando não estivermos presentes. Lindo, quero ler sim!

Patty Viana disse...

Parece ser uma história emocionante, gostei muito. Amo livros com personagens fortes, transbordando de sentimento!

Marcia Noto disse...

Oi, Patrícia!

Ando meio traumatizada com livros em série ou que tenham continuações...
Também não defini se gostei ou não da autora, pois ainda estou remoendo as impressões do primeiro livro que li.
De qualquer forma, uma ótima resenha!

Bjs!

Thata disse...

Meu Deus, Paty!!1 Voc~e está lendo O Discurso Secreto!!!!!! Eu quero muuuuito ler! Criança 444 foi ótimo! Mas esse aí é tão caro...sonho...
Depois conte o que achou dele! Não tarde de terminar essa leitura! Estou curiosa! rsrs

Bjs

Thata disse...

Desculpem é Criança 44! Não 444! kkkk Aí já é demais né?! rsrs

Juliana Vicente disse...

Nossa gente, nem vou poder participar do top, porque quando vcs postaram eu já não estava com acesso a net.

Eu até entrei aqui de manhã, mas não tinha post novo, acho que esse foi postado de tarde né... :(

Achei que vocês não iriam mais postar 02 dias antes do final do mês...

Eu amo esse livro, li e me emocionei muito, assim como você fiquei louca para ler logo a continuação e saber se finalmente mãe e filha irão conseguir se entender.

Um livro emocionante e esclarecedor.

Beijos

Carol disse...

Não é o meu tipo de leitura preferido, mas pela resenha deu p/ sentir que é um bom livro...e como eu não dispenso uma boa leitura, vou querer ler sim, com certeza =).

Bjos

Adriana disse...

Paty, esse parece o meu número! Tema que sempre me interessa e com muita intensidade! Adorei a resenha, como sempre!

Jeanne Rodrigues disse...

Paty,

pretendo ler esse livro o mais breve possivel, sou fã da autora e quero ter todos os livros que sejam publicados, pois ela escreve de uma forma que não tem como não se envolver com sua historia e sofrer com os personagens.

para mim, ela é uma das grandes autoras do momento.

Amei a resenha...

Bjos,

Gisa disse...

Ainda não publicaram aqui no Brasil a continuação? Senão me engano é o sonho de uma filha, algo assim né? tenho amor de redenção e a esperança de uma mãe, ambos simplesmente maravilhosos, sou apaixonada por livros e filmes de época, acho que nasci fora do tempo...rsrs..

Abraços e aguardo ansiosa a conclusão da história.Emocionante!

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top