Just Listen - Sarah Dessen

Depois de ter sido pega com o namorado da melhor amiga numa festa, Annabel Green começa o ano letivo sozinha e sendo ignorada pelo resto da escola. Mas o que realmente aconteceu naquela noite ainda é segredo, que ela não se arrisca a contar para ninguém.

Os problemas de Annabel são explicitados pela recusa da família em admitir os próprios problemas, a fissura da mãe para que as filhas virem modelos famosas e Whitney, a irmã do meio, que sofre de anorexia. Uma amizade com Owen, o DJ da rádio comunitária, que tenta constantemente ampliar os gostos musicais de Annabel, fará a tímida jovem aprender a falar a verdade, doa em quem doer.

Ele tem uma missão quase impossível: fazer com que Annabel "Não pense nem julgue. Apenas ouça".

"Don´t hink or judge. Just listen."

Numa linda casa, cuja frente é de vidro, mora uma família que todos admiram sempre que passam em seus carros. As refeições são compartilhadas por 5 pessoas: o pai Andrew, mãe Gracie e suas três filhas que são/foram modelos (Kirsten, Whitney e Annabel).

Kirsten é a irmã mais velha - é a mais expansiva, popular e comunicativa.

Whitney é a irmã do meio – é solitária e a mais bonita.

Annabel é a irmã caçula – é uma jovem modelo de 17 anos, loira e de olhos azuis. Humilde, pacata e sensível (é a garota que esconde um segredo).

As irmãs Green além de serem muito bonitas, já dividiram muitas coisas em comum. Foram modelos, com apoio e incentivo da mãe(que verdade seja diga, sempre gostou bem mais dessa carreira do que as próprias filhas). Crescerem no mundo da moda, e tomaram algumas decisões que mudaram o curso de suas vidas.

Annabel é a única das irmãs que continua seguindo a carreira de modelo. Dividindo o seu tempo com o ensino médio ela busca uma forma de contar a mãe que quer abandonar a vida de modelo.

Mas Annabel tem um problema. Ela não gosta de conflitos, e, sendo assim, ela precisa mentir, omitir. Ela continuará seguindo em frente, se anulando, sem voz. E, como comentado anteriormente, ela esconde um "grande" segredo. Segredo esse que domina o livro. Que nos faz ter vontade de pular as páginas e descobrir logo o que aconteceu. (Não façam isso, eu me segurei e valeu muito a pena descobrir no momento certo!)

Annabel nunca foi o centro das atenções. Viveu à sombra das irmãs, mas ao contrário do que possam achar ela tem uma força única e determinante. E isso será demonstrado no decorrer das páginas.

A melhor amiga de Annabel, Sophie a odeia. Sua ex-melhor amiga de infância Clarke a ignora. Sua colega de profissão, Emily a detesta. Sua vida ficou completamente diferente depois que a encontraram com o namorado de Sophie.

Ignorada e isolada no colégio se aproximará de Owen. E, esse encontro mudará a sua vida.

Owen é DJ na rádio comunitária da cidade. A música é a sua vida. Ele é um ILUMINADO. Ou seja, aprecia e é fascinado por músicas diferentes que vão desde os cantos espirituais maias até a música eletrônica. A todo instante está ouvindo música. Annabel mesmo sem gostar nem um pouco dessas músicas irá entender e até relevar. Só que diferente dela ele só fala a verdade! Dois opostos que se completam!

(Sou uma completa alienada no mundo musical, e só conheço os populares, alguns nomes de bandas e cantores nunca ouvi falar. Até anotei alguns desses nomes para pesquisar na net se existem e escutar as suas músicas!) Não se preocupem que isso não irá afetará a sua leitura.

São muitos os personagens que merecem destaque, escolhi os 2 que mais gostei: Mallory, a irmã de Owen (merecia um livro, é doce, impulsiva e impressionável) e Rolly (melhor amigo de Owen).

Just Listen retrata a vida e os dramas familiares de uma família comum com problemas reais e atuais. Três irmãs diferentes crescendo, se encontrando, juntando forças para fazer o melhor por sua vida.

Houve uma grande identificação minha com a história. Sou a mais velha de 3 irmãs e consegui encontrar algumas características nossas nas personagens. Peço permissão para deixar uma mensagem especial as minhas queridas irmãs: Josimary e Josiane, amo vocês !

Esse livro foi antes de tudo uma surpresa. Quando li a sinopse deu "aquele" estalo. Mas, mesmo com as melhores expectativas não estava preparada para essa leitura. Ao ler a primeira página fui completamente dominada pela estória e se tornou impossível parar a leitura.

Livros que abordem a família são sempre apreciados por mim. Até corro atrás das continuações (séries) para continuar no mundo mágico que os autores criam. Saber que esse é o único livro da família Green me deixou bem triste. Meu único consolo foi que a autora soube aproveitar o livro e contar, sem atropelos, as mudanças ocorridas nos personagens.

Ao final da leitura dei um suspiro feliz e lacrimejante. Sim, esse livro me fez chorar! Não achem que ele é triste. Ele tem uma carga de emoções que me deixou em completa sintonia e profundamente satisfeita.

Sou a mais nova fã da Sarah Dessen, e me junto a (ainda!) pequena torcida para que todos os seus livros sejam publicados no Brasil.

Just Listen é um dos melhores livros que já li no gênero.

Irresistivelmente obrigatório!


Agradeço a DCL/Farol, a nova parceira do Blog Um Livro no Chá das Cinco, pela publicação desse livro e, pelo envio para que pudéssemos conhecer a obra da autora.



Sobre a autora:

Sarah Dessen nasceu em Illinois e hoje em dia vive em Chapel Hill, Carolina do Norte. Seus pais eram professores na Universidade da Carolina do Norte, onde Sarah se graduou. Sempre foi uma devoradora de livros, e logo na infância se encantou com a arte de escrever. Seus dois primeiros livros publicados foram adaptados para o cinema com o filme Meu novo amor, que revelou a sensação teen Mandy Moore. Just Listen está na lista dos livros mais vendidos do The New York Times, além de ganhar os prêmios Booksense Top Ten Pic, ALA Best Book for Young Adults e YALSA Teen's Top ten.

19 comentários:

Adriana disse...

Jê, a sua resenaha ME FISGOU!
O livro parece muito interessante, com um tom de histórias que duram em nossos corações pra sempre!

Vou procurar para lê-lo e engrossar essa lista de fãs da autora!

PS: como é bom descobrir novos autores que nos fazem felizes!

Juliana Vicente disse...

Não sei se gostaria de ler esse livro, mas sua resenha com certeza me deixou fascinada.

Nunca tinha ouvido falar dessa autora, mas vou ficar de olho nos livros dela que forem lançados no Brasil.

Adorei!!

Beijos

Regina disse...

Jê!

Acho que esse é um que eu vou gostar muito!

Já estou colocando na lista...

bjs

Medéia disse...

Que lindo, Jê!
Acho que vou gostar também.
Tá na minha lista!
Bjos

Débora Lauton disse...

Jura?? Nunca imaginei que esse livro poderia ser tão bom!! Fiquei super curiosa, vai pra minha lista...
Sua resenha me envolveu, eu não tenho irmãs, mas adoro histórias familiares...

beijos,

romancesinpink.com.br disse...

Acabou de entrar na minha lista. =)
bjokas

Rai disse...

Eu queroooooooooooooooooooooooo!!

Vou colocar nos meus desejados.

Adorei a resenha Jê!!!

:)

Daniela Tiemi disse...

Tb adorei este livro! Este é o único q li da Sarah, mas já virei fã e querooo mais!!! rs. Bjo.

Patricia Cardoso disse...

Olá Jê,

gostei muito da sua resenha. Como você gosto muito de livros com dramas familiares, e ainda por cima com segredo, que dá aquele gostinho de suspense. Nossa, fiquei louca pra ler este livro. Bjs...

Leninha - sempre romantica disse...

Sua resenha faz com que a gente queira ler o livro, mesmo que ele não faça nosso gênero de leitura.
Pela maneira que vc fala sobre o livro dá para notar o quanto vc curtiu!
Anotado aqui na lista de desejos!
ótima resenha!
beijão!

Lih disse...

Gostei muito da resenha, parabéns. Sempre acompanho esse blog para ficar por dentro das novidades.

Muito obrigada.

PS.: Sou pedagoga e preciso fazer uma pequena correçãozinha, espero que não me leve a mal. Mas há um pouquinho de tempo atrás, a palavra estória (que era utilizada para falar de uma história fictícia) "caiu". O termo usado agora é história mesmo, para qualquer uma, seja fictícia ou verdadeira. Eu mesma só vim descobri no ano passado (último ano da faculdade), até então eu escrevia estória tambem.

Um grande abraço.

Fábrica dos Convites disse...

Me pareceu interessante, ainda não tinha ouvido nada a respeito. Bjs, Rose:D

Caline disse...

OI Jê se esse livro ja estava na minha lista de prioridades agora eu vou morrer se não ler logo, rsrsrsrs. Ja ouvi dizer que todos os livros da Sarah são perfects. Quero todos!!!

Xero.

Driza disse...

Oi Jê,

me conquistou! Adorei a temática do livro e sua resenha está irresitível.

bjss
Driza

Juliana disse...

Nossa, eu adoreeei a história! - Talvez a sua resenha tenha sido a causa hahaha, parabéns!
Já foi pra lista dos mais importantes! ^^
Beijos, Ju

Jeanne Rodrigues disse...

Meninas,

obrigada pelos comentários.. =)

São mto importantes para mim.

Lih, correção feita! Obrigada ! =)

Juliana, será que foi a causa? Que nada, a escrita da Sarah é que te conquistou!

Bjos,

anaisa disse...

Adorei a estória desse livro, ele me lembrou um filme que a Kristen(Crepúsculo) fez e que era uma adaptação de um livro ;)
Muito legal os dois!

Bjus.

Srta. Bibliófila disse...

Vontade de ler, depois de tanta empolgação sua! *--*

Thata disse...

A história é realmente forte. Toda a família envolvida e mais amigos, nos faz entrar no mundo de Annabel de cabeça. Queria saber mais de Whitney e sua solidão(me faz lembrar coisas...), mas só lendo o livro né...
O título eu gostei, imperativo!
Quero ler!
Bjs

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top