Drácula: O Morto Vivo

Eu sou super suspeita quando se trata de livros sobre Drácula.
Já li o original de Bram Stocker, li O Historiador de Elizabeth Kostova e outros livrinhos figuração. Fora os atuais livros sobre vampiros que desconstroem e constroem novamente o que sabemos sobre vampiros e criam monstros bonzinhos ou gostosos (ah, Damon!!!).

Este livro da Ediouro é uma continuação de Drácula de Bram Stoker, escrito por seu sobrinho-bisneto Dacre Stoker e Ian Holt, um pesquisador e roteirista que sabe tudo sobre Drácula.

A história inicia 25 anos depois do final de Drácula e traz de volta alguns personagens de Stoker como: Dr. Seward (aquele do manicômio), Mina e Jonathan Harker (o casal que nunca me convenceu muito, ainda acho que Drácula era melhor par dela), Arthur Holmwood (um dos apaixonados de Lucy), Van Helsing (nem preciso apresentar este) e Quincey Harker, filho de Mina e Jonathan, que é o nosso "herói".

Os personagens desta história, mesmo 25 anos depois de Drácula ter morrido, vivem com medo, e tem uma vida fracassada e auto-destrutiva. Dr. Seward perdeu seu sanatório e é viciado em morfina. Ainda segue possíveis vampiros e aparenta loucura e insanidade. Mina e Jonathan vivem um casamento fracassado. Jonathan não perdoou Mina por tê-lo traído com Drácula, e agora afoga suas mágoas na bebida. Enquanto Mina vive uma vida de tentativa de redenção. Holmwood agora é um lorde, tem um casamento fracassado também (assim como Dr. Seward ainda pensa em Lucy) e esconde-se do seu passado. Van Helsing está velho e acabado, quase morto, literalmente. E Quincey (nome dado em homenagem ao texano Quincey Morris, outro apaixonado de Lucy) é um jovem revoltado, que gostaria de ser ator e briga com seu pai que quer torná-lo advogado.

Um novo perigo, um mal ainda mais hediondo, com indícios de que o velho mal (Drácula) não morreu reúne os destinos dos nossos personagens mais uma vez. Uma condessa vampira cruel (e lésbica) dá sequência a séculos de violência e maldade. Mas o que na verdade está acontecendo???

A história é ágil, com muitos personagens e muitos acontecimentos, mas de fácil acompanhamento. Através dos fatos atuais consegue-se reviver antigos momentos do livro original. E, através do próprio Bram Stoker como personagem consegue-se acompanhar os últimos momentos do autor de Drácula, escrevendo uma história que teria lhe sido contada por um dos personagens que a viveram.

Cheio de detalhes que relembram a obra original é um livro para se tornar um clássico.Eu realmente escolhi até agora só ótimos livros para ler em 2011. Recomendo!

11 comentários:

Jeanne Rodrigues disse...

Medéia,

Será que tenho coragem?
Dá medo?

Então, vc começou 2011 com a mão direita? Só acertando nos melhores livros...

Bjos,

Leninha - sempre romantica disse...

Ui, tava com saudade de um post de Vampiros, e esse parece ser ótimo!
Anotado aqui com louvor!
beijos!

Medéia disse...

Pois é, meninas.
Eu tava com saudade de vampiros de terror (tô de olho naquele A Queda que a Rê resenhou).
E este ano tá sendo próspero em literatura.
Ainda não li nada ruim.
E tô montando a resenha das Guerras do Mundo Emerso. Aguardem!!!

Tyele disse...

Eu comprei esse livro numa super promoção do submarino!! por 9,90 e eu quero muito ler essa continuação!!^^
depois da sua resenha entao..posso ficar tranquila de ter comprado um bom livro!! ^^
beijos

Vivianne Fair disse...

Obaaa, quero ler um livro clássico!! =3

Regina disse...

Medéia...

Eu li Drácula duas vezes e não gostei! Reli para ver se tinha perdido algo (não por ser masoquista rsrrsrs), mas infelizmente não vi graça nem o terror que tanto esperava. Mas essa sua resenha me deixou curiosa... vou colocar na lista de desejados.

E quanto A Queda - antes você precisa ler Noturno (que é maravilhoso também!)

bjs

Kate disse...

Parece legal!

http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

Medéia disse...

Oi Rê, eu já li Noturno (acho até que foi depois de uma resenha sua) e adorei.
Gosto muito mais dos vampiros maus... eh eh eh

Driza disse...

Oi Medéia, adorei a dica. Tb gosto de mundo. bjss

Aline disse...

Medeia,

Também gosto da lenda de Drácula, mas, dá um medooooo! Só para ler de dia! :)
Bjs

Lulu Sempre Romantica disse...

Oie

Sou seguidorada do blog, mas tem um tempinho que não passo por aqui aí me deparo com essa resenha e posso dizer que fiquei com vontade de ler esse livro. Patabéns

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top