Lua Nova - Stephenie Meyer



Quando descobri o primeiro livro da série Crepúsculo não imaginava que o livro alcançaria um sucesso tão estratosférico quanto vem acontecendo hoje. A febre parece não ceder tão cedo. È fato, a Vamp Lit dominou geral, mas eu ainda não consegui me render ao fenômeno. Na minha preferência pessoal de leitura, os seres humanos, os seres cotidianos são os tops one do meu ranking particular. Não estou desmerecendo a capacidade inventiva dos autores do gênero. Até gosto de alguns, mas sem fogos de artifícios. E torço para que um dia algum autor desse filão me surpreenda.

Desde o início do ano venho segurando a leitura de Lua Nova para manter a memória fresca para o filme que tá chegando aí. Lua Nova é a sequência de Crepúsculo. Porém para quem espera que Lua nova seja exatamente a mesma coisa de Crepúsculo, pode se decepcionar. Os fãs da família Cullen devem ter sofrido com a ausência da vampire family em boa parte da história.

È somente ilusão de ótica porque eles, Edward e Cia, estão lá o tempo todo. Seja na apatia de Bella, no seu amor impronunciável ou na sua dor calada e represada que insiste em extravasar.

Impossível não encontrar paralelos entre a história de amor de Bella e Edward e Romeu e Julieta. Inclusive esses dois últimos aparecem bem referenciados ao longo da trama. È perceptível a sensação de tragédia iminente a cada passagem. Em Lua Nova o foco está no conflito resultante da separação de Edward e Bella. O afastamento é devido mais ao senso de proteção de Edward em relação a Bella. Leia-se: Protegê-la dos outros vampiros e de si mesmo, uma vez que o sangue da moçoila lhe é doce e encantador por demais.

E a partir da decisão radical de Edward, presenciamos a dor de Bella e sua difícil transição da letargia para a ação, do crepúsculo para a lua nova. Ver uma Bella sofrida tornou-a mais humana aos meus olhos. Porque para mim ela é toda vampira, só não tem os dentes de fato. Mas em Lua Nova há uma Bella com um quê diferente. No contato com os outros e com Jacob, ela abandona um pouco sua essência gótica e me parece mais solar. Desculpem-me, gostei mais dela assim. E com Jacob, para ser mais clara. Sim, sou da torcida dele e vibro em favor do que eu acho que nunca vai acontecer: os dois juntos no final.

Não desgosto do Edward. Mesmo assim eu o acho muito condescendente e isso me dá nos nervos. Claro que ele é assim em razão de sua existência centenária que lhe confere essa maturidade impassível. Apesar de habitar em um belo corpo teen, a alma dele está há anos luz dessa idade juvenil. Óbvio que minha referência é o R. Pattison com seu rosto belo e, o que é melhor, diferente.

Bem, gostei mesmo foi de Volterra. A descrição da cidade italiana me levou para lá de olhos fechados. Depois de algumas googladas, descobri que, com ou sem Edward, eu gostaria de conhecer Volterra ao vivo e a cores. As passagens mais tensas do livro acontecem nesse lugar de imensa beleza medieval. Um charme só!

12 comentários:

Vinicius disse...

Oi. Eu já li O Crepúsculo e o Lua Nova, mas não gostei de nenhum dos dois; talvez porque como você (eu gosto dos seres humanos, pessoas do cotidiano).

Abraço.

Leninha - meus passatempos disse...

Sou fã da saga, lí todos já e to no aguardo da estreia de LUA NOVA, no cinema!
Leninha, contando os dias!

Babi disse...

Li todos os livros da série! No início foi aquela empolgação só, mas depois achei que perdeu um pouco do brilho, pelo menos pra mim... Acho o Edward um chato, mas tem horas que o Jacob não fica atrás!

Bjs e que venha o filme!

Driza disse...

Gosto da série mas tb não morro de amor por ela. Porém Lua Nova é o meu preferido dos 4 livros. Achei que nele as emoções foram mais palpáveis.

bjs

Driza

Jééh disse...

oi li todos os livros da saga, e Lua Nova é meu prdileto dentre os quatro, devo confessar que eu era fanzona, mas depois que vir crepusculo no cinema e a bosta que transfomaram ele, me despcionei totalmente, e não nutro grandes espectativas sobre Lua Nova/fato

No momento o meu livro predileto da Stephenie é "A Hospedeira", e falando nisso eu gostaria que vocês do chá comentasse sobre ele ^^. E a minha séria Vampirica predileta agora é "House of night" P.C. e Kristem Cast, aproposito gostaria que vocês comentassem sobre os outros livros da série "Untamed, Hunted e Tempted"

Ana Carolina Paul disse...

Adorei a post. Já li todos os livros da série Crepúsculo e estou aguardando ansiosa para o filme! Acho que será muito melhor que o primeiro.

Gostei muitíssimo do blog de vocês, meninas! Uma ideia genial várias amigas para organizar um blog só! Uma prova de amizade mesmo.

Beijos,
Ana

Mariana Diniz disse...

Bom pra começar quero ressaltar que estou completamente apaixonada pelo ‘Chá das Cinco’. E que ele me levou a criar o meu blog e poder falar sobre o meu amor pela leitura. Bem, Lua Nova não é .. Já li a saga completa e o meu favorito é Eclipse ( quando vocês falarem sobre ele aqui no Chá eu digo o porque). Diferente de muita gente eu não estou tão ansiosa pelo filme, e olha que eu sou apaixonada pela sétima arte também. Quando vi Crepúsculo, nossa, foi um baque, pois achei aquela adaptação RIDÍCULA, mesmo assim ainda gosto dos livros, adoro esse papo de fantasia e o engraçado é que ultimamente o mundo ‘vampiresco’ está vindo com força total.
Volterra realmente parece ser um lugar esplendido, levar a história pra Itália foi de tirar o fôlego. Uma das coisas que você escreveu sobre a Bella estar mais humana nesse livro, bem, eu realmente não tinha visto por esse ângulo, mesmo porque achei ela um porre o livro todo, aliás não gosto muito da Bella, ela é um personagem tão perfeitinho que até dá nos nervos. Ah, um dias desses eu estava conversando com uma amigas e chegamos a mesma conclusão, a saga Crepúsculo é uma história perfeita demais, sem erros humanos por assim dizer. Não é ficção só pela existência de vampiros mais também pelos próprios adolescentes da história já que eles não aprontam, não sentem aquela raiva, aquelas crises pelas quais a maioria passa. Mesmo assim é uma ótima leitura. Pra quem ainda não leu, vai fundo e agora que venha o filme, Lua Nova. Beijos

Regina disse...

Apesar de ter lido - e gostado de - Crepúsculo, não senti muito ânimo em continuar com essa série... Mas sei que um dia ainda vou me render e a lerei todinha!

bjs

Jeanne Rodrigues disse...

Vivi,

Apesar de ter uma filha alucinada por Crepúsculo e ainda mais apaixonada por Robert/Edward ainda não li Lua Nova. Pretendo ler antes de assistir o filme.

A vamp lit é o filão do momento.

Confesso que prefiro outros tipos de vampiros...Adultos e com musculos..risos...

Esses sao mto perfeitos como descreveu tao bem a Mariana logo acima.

Bjos,

Vivi disse...

Vinícius, eu não sei o que há com a série, mas eu não consigo gostar taannnto do lance. È um entretenimento mediano para mim. E só.

Leninha, é isso aí! Eu também vou ver.

Babi, saturei do Edward também. Travei conhecimento com o Jacob há poucos dias e estou sem base para categorizá-lo na minha galeria de personagens gostáveis e desgostáveis.

Driza, também achei Lua Nova beemmm melhor que o seu predecessor.

Jéeh, o filme conseguiu a façanha de esvaziar o livro. Mas há quem goste do filme. O que prova que gosto é coisa pessoal e ninguém tem nada a ver com isso...rs

Ana, eu também espero um filme mais bem elaborado e divertido.

Oi, Mariana! Obrigada pelas palavras. Elas nos motiva a tocar O livro no chá das cinco com mais entusiasmo com que já o fazemos. Pois é, eu acho a Bella muiiito estranha, as emoções delas são frias e não me convencem. A considero distanciada das pessoas e muito próxima das suas vontades, do seu ego.

Não acredito na facilidade com que ela descarta as pessoas importantes em sua vida. A não ser que haja alguma doença que explique tal comportamento. Enquanto isso não se explica, eu a considero apegada demais a si mesma. Sei que isso contraria a minha opinião de que ela não me parece humana. Ela é humana, sim. Mas, está mais para um ser do que para pessoa, no sentido ético do termo.

Oi, Rê, eu posso até ler a serie todinha. Aqui em casa parece que temos a série até Eclipse. Será que consigo chegar até o Amanhecer? Mas, me render aí são outros quinhentos...

Pois é, Jê!

O lado bom da série é ver essa mobilização de leitura que tem gerado entre crianças e adolescente. Vampiros musculosos e machos, tchê? Essa classe me parece mais gostável...rsrs

Beijos

Cris Costa disse...

Vivi,
Adorei o post. Tenho o maior xodó com esse livro, pois ganhei de uma grande amiga (you)...Lembra??
Então...da saga os dois primeiros são os melhores. Me decepcionei demais com Eclipse e Amanhecer...parecia que os livros não chegariam ao fim nunca e a Bella...em Eclipse cheguei a torcer que ela tivesse desaparecido quando saltou no Lago em Lua Nova, assim, não ficaria naquela enrol~ção...Então querida, se prepare para o Eclipse e Amanhecer, e torço que lhe agrade, pois infelizmente não foram positivos para mim.
Também espero que o filme seja bom!!! E é lógico de RPatz e o Taylor (com aquele corpão) já valem o ingresso.. ;-)

Bjs

Vivi disse...

Ô Cris, amiga, obrigada pelo apreço. È recíproco. Como não lembrar, amiga? E fico feliz em saber que, com esse livro, fiz parte de um episódio especial da série "Cris em dias lindos". ;)

Beijos
Vivi

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top