Desculpe se te chamo de amor - Federico Moccia


Niki é uma bela garota, é divertida, é inteligente. Tem 17 anos. Alex é um "garoto" de quase 37. Separou-se há pouco, e sem uma razão clara, de sua noiva. Publicitário com grandes responsabilidades vê-se em crise no trabalho. Os dois se cruzam casualmente num pequeno acidente de trânsito. Niki gosta de Alex, Alex acha Niki divertida. A relação fica cada vez mais intensa. Não querem deixar a diferença de idade atrapalhar... O mundo dos adolescentes se choca com o dos adultos. Mas a vida dos dois nunca mais será a mesma. Este romance é a vontade de reencontrar a própria liberdade, a vontade de ter sentimentos verdadeiros, de amar sem convenções e sem muitos porquês. É o cotidiano, mas também o sonho.

A minha trajetória com esse livro foi um tanto quanto curiosa. Durante a leitura, muitas vezes me vi absorvida e encantada com a história. Por outras vezes, eu me senti em agonia total e também aborrecida. E me sentindo agora plena de insinuações dúbias e indefiníveis em relação ao livro é que, portanto, escrevo. Quem sabe ao final, eu alcance a síntese que me ajude a organizar meus sentimentos em relação ao livro.

O romance é extenso, porém ágil e de fácil leitura. Com tiradas engraçadas e outras um pouco forçadas. Mesmo nesses momentos a leitura transcorreu sem atropelos. Trata de aventuras sentimentais, de amizades verdadeiras e outras nem tanto. È também um guia italiano escrito por um italiano. Quem gosta das referências da cultura pop, o livro está cheio delas também. Até demais.

Mas, o que é importante considerar aqui é que o livro não oferece mais do que pode. Ou seja, Não engana. E essa honestidade, por incrível que pareça, é um ponto a favor de Moccia e de sua história.

Para mim seu ponto alto é realmente a relação entre Niki e Alex: o improvável casal, feitos um para o outro. Ele, mais velho e travadão e ela, adolescente e língua-solta. Divertidíssimas as passagens em que aparecem juntos. Os diálogos rendem boas risadas. Por um quase seria uma relação fortuita e casual. No entanto, o imprevisto, o nonsense de tudo casou-se naturalmente com o romantismo e a resistência de um amor fadado a não dar certo. Aliás, o romance deles é, sobretudo, solar (muito por conta da cuca-fresca da Niki). Tudo bem ao estilo djavaniano de amor azuzinho. Em pouco tempo, eles têm a trilha sonora só deles, e até uma essência (jasmins!) a marcar sua trajetória amorosa, trocam confidências, salivas e, jovens saudáveis que são, outras tantas substâncias químicas.

Mas, existem também nuvens a nublar esse amor solar. Em se tratando de romance, a ausência de conflito é puro tédio. Não dá! Portanto, há que se botar o amor a prova. Afinal, é preciso testar a tolerância, o perdão, a paciência de quem diz amar.

Uma coisa linda é a competência com que Moccia fala dos sentimentos indizíveis. Os dolorosos que nos deixa bastante desconfortáveis em expô-los. Também aqueles que de tão alegres nos emudece. Em contrapartida, o coloquialismo dos diálogos por vezes me pareciam truncados.

Também fiquei intrigada com as tramas paralelas. Elas me deixaram tensa. Como Moccia gosta de um mistério, hein?! Em certas horas, eu quis trapacear para ver o final e compreender o que estava por trás da moça do quarto índigo, qual era a daquele Mauro, o que ele fazia ali no livro, enfim, e me decepcionei um tiquinho. Não achei essas tramas transversais lá grandes coisas para justificarem tanto mistério. No entanto, admirei-me da técnica, pois a sensação é a de assistir a um filme em que o suspense não se deixar revelar antes da hora certa. Daí a razão da minha impaciência e inquietude.

Mas que saber? Federico Moccia conseguiu a façanha de fazer suspense de amor dentro de um romance de amor. Se vai te agradar? Só lendo para ver.

Um adendo especial vai para a adaptação da capa para o português feita pela talentosíssima amiga Renata Milan (O gato risonho). A capa, o grafismo, as letras chamaram-me muito atenção antes mesmo que eu identificasse o livro como sendo um dos que eu já queria ler. Show, Rê!


E a 1ª promoção do nosso blog continua firme e forte. O que você está esperando? Não perca tempo e entre nessa também!

25 comentários:

Babi disse...

Estou lendo esse livro, mas ainda não consegui passar da página 70, to me arrastando na leitura!
Espero que melhore no desenrolar da história porque até agora não me prendeu!

Estou achando confuso, mas vou levar a leitur até o fim!

Seu comentário me animou um pouco Vivi!

Beijos

Jeanne Rodrigues disse...

Vivi,

Não li o livro...

E depois de varios finais de semana levando o filme pra casa(ainda bem que sou dona da locadora, senao tinha falido) e nao dando tempo assistir.

Tive que assistir na locadora mesmo e... Achei fraco...
Bonitinho e tudo mas fraco...

So pelo livro Tres Metros Acima do Ceu(amooo, e nao troco por nada) conheci o autor e me tornei fã.

Pretendo ler, tá na lista...

Bjos,

Luciara disse...

aiaia, estou doida p/ ler esse livrinho, parece ser maravilhoso, vou ter que comprá-lo e depois do seu comentário fiquei ainda com mais vontade de ler. **

Erica Ferro disse...

Opa.
Fiquei curiosa pra ler.

Beijo.

P.s: Tenho que ter uma ideia de resposta bem legal, assim, participo da promoção.

Bia Mendonça disse...

Olá!
Tinha vários blogs para que eu pudesse retribuir e agradecer a visita!

E eu já gosto de encontrar gente que divide comigo a paixão pelo livros!

bjs

Naru-Chan disse...

Eu gostei mt do filme baseado no livro, ainda não tive a oportunida de ler o livro, mas está na lista! Thanks 4the review ^^

Lili disse...

Estava muito curiosa para saber a sua opinião do livro Vivi!
o livro já está na minha cabeceira e fiquei animada em passá-lo pra cima da pilha!

Parabéns pela resenha amiga!

Beijos
Lili

Leninha - meus passatempos disse...

QUERO MUITO ESSE LIVRO!
VOU TENTAR COMPRAR NA FEIRA DO LIVRO AQUI DE BRASÍLIA!
PENA QUE É SÓ EM NOVEMBRO, MAIS EU ESPERO!

Fernanda disse...

Oi Vivi, este livro está na minha lista de espera para ler, e você tem razão a primeira coisa que me atraiu no livro foi a capa, ficou linda.

Mariana Paixão disse...

Na primeira vez que vi esse livro na prateleira da livraria, fiquei curiosa pra lê-lo po três coisas: o título, do tipo que chama atenção de quem gosta de romance romântico (eu!!); a capa, com essa ilustração tão fofa; e o autor, que eu já conhecia por 'três metros acima do céu', e que adorei.

Estou esperando aqueela promoção maravilhosa pra comprá-lo, hahah! Mas não deixarei de tê-lo na minha estante!

Eu adoro o estilo do Moccia, principalmente porque comecei a gostar da cultura italiana por causa dele. Ainda estou conhecendo, só sei coisas bem básicas, mas adoro livros que mostram a cultura do autor!

Luka disse...

Meninas !
Tem selinho pra vocês no meu blog.
Passa lá !
http://quemlefazseufilme.blogspot.com/
Beijos de fada.
Luka.

Jééh disse...

nuss tava precisando msm de uma opinião de livro pra agora, vlw vou procurar ler ^^

Patricia Cardoso disse...

Olá Vivi,

gostei muito do seu post. Já peguei várias vezes esse livro nas livrarias pelas quais passei, confesso, que a capa é que me atrai, não a sinopse. Mas, após ler o seu post, vou me arriscar a lê-lo.

Beijos,

Paty

Carla Martins disse...

Flor, tem um selinho pra vc lá no meu cantinho! Não sei se vc já ganhou, pq demorei um tempo pra postar, mas ele é seu! :)

beijinhos!

Regina disse...

Oi Vivi

Esse livro me chamou muito a atenção, mas minha pilha está enooorme e acho que vou deixar mais para o futuro...

Adorei a resenha e fiquei mais curiosa ainda.

bjs

Romance disse...

Oi, Babi, o fato do autor usar a primeira e terceira pessoa juntas até em um mesmo parágrafo confunde mesmo. Depois que eu consegui me acostumar, foi fácil ir até o fim. Como disse, o que me irritou foi aquele suspense todo na trama que parecia nunca se desenrolar....rsrsr

Jê, sério que o filme é bobinho? Tava com muita vontade de assistir. E aquele Raoul Bova, meu pai? O que é aquilo?

Luciara, tomara que você goste!

Erica, desejo muita energia criativa para você!

Bia, eu também!!!!

Naru-chan, outra opinião sobre o filme. Vou assistir para tirar minhas próprias conclusões.

Lili, quero ler sua crítica depois. Acho que sei até o que você vai dizer...rs

Leninha, estava esses dias perguntando: Uai, a feira do livro em BSB não era sempre em agosto/setembro? Quer dizer que esse ano será diferente. Também quero ir.

Fernanda, pois é, a gente não passa imune a uma bela capa.

Mariana, o título é bem original mesmo. Como assim pedir desculpas a alguém por tê-lo chamado de amor? Forte, não! Sugere o quê? Essa pergunta me impeliu a ler o livro também.

Luka, que nome legal para um blog literário. Amei! Obrigada pelo selinho.

Jééh, a opinião tá dada. Depois volte aqui para expressar a sua, tá? Boa leitura!

Paty, tomara que você goste. O livro tem falhas mas, acredito que os pontos fortes as superam.

Carla, agradecemos o selinho. Obrigada pelo reconhecimento.

Regina, essa pilha ainda soterra a gente...rsrs

Beijos

Driza disse...

Taí um livro que quero muito ler.
Se vou gostar ou não é um detalhe. Adoro Moccia e não posso deixar de prestigiá-lo com essa leitura.

bjs, Vivi, e parabéns pela comentário.

Luciara disse...

Tem um selinho no meu blog para vocês. bjinhos. xD

Luciara disse...

librosdiamore.blogspot.com

Stefania disse...

Nossa, seus comentários sobre esse livro me deixaram com água na boca! hehehe

Tem cara de ser bom!

bjs

Ana disse...

Olá!

Passa pelo blogue Livros, o meu vicio e descobre a surpresa que tenho para ti.

Bjs!!!

Babi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Babi disse...

Meninas, me rendi! O livro finalmente me prendeu!!
Foi exatamente essa mistura de primeira e terceira pessoas que me deixou confusa, mas agora estou adorando!
Que personalidade forte tem a Nikki... Deus do ceu!

http://romancenaestante.blogspot.com/

bjs queridas

Aline disse...

Vivi,
Queria muito ver o filme, agora quero muito mais ler o livro.

BJS

Dayanna disse...

Estou lendo o livro, quase acabando.
Me identifiquei mto com a história. Pois a pouco comecei a namorar um cara 20 anos mais velho q eu.
E cada vez q me aprofundo mais na leitura, me identifico ainda mais.
Vale a pena conferir a beldade desse livro. Estou doida para ver o filme.

Bjs e parabéns pelo comentário do livro.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top