E-Mail – Matt Beaumont

capa email Sinopse: O romance epistolar entra na era da informática com uma história moderna e hilariante sobre a teia de maledicência e intriga do meio empresarial contada através de uma sucessão de e-mails que circulam pela rede corporativa com crescente intensidade. Ambientado numa agência de publicidade desesperada para conquistar a cobiçada conta da Coca-Cola, E-mail acompanha as trapalhadas burocráticas, as manobras inescrupulosas e o licencioso comportamento sexual de um grupo de... bem... profissionais que tramam, mentem, transam, sobem e descem a escadaria hierárquica da companhia. Consistindo inteiramente de e-mails, o livro passa algumas semanas em companhia da Miller Shanks, uma agência de publicidade empenhada na luta pela conquista da conta da Coca-Cola, que os faria vender todas as suas avós juntas, num brechó, para faturá-la.

-*-

Matt Beaumont lançou esse livro no ano de 2000. Não me lembro, mas acho que naquele tempo as mensagens instantâneas não eram muito utilizadas, porque esse livro é totalmente construído em cima de e-mails enviados de um funcionário para outro dentro de uma mesma empresa, como forma de comunicação. Mas mesmo sendo publicado pela Bertrand Brasil somente em 2005, ainda assim é muito atual e uma grande história de entretenimento.

Interessante como esse livro soou para mim. Comecei a lê-lo por indicação, mas no início não estava gostando. É muita comédia! Sim, muito legal, porém não era o que eu queria no momento. Lá pela página 25 pensei: “o que é que eu estou fazendo com esse livro!?”, mas teimei e persisti até que comecei a adorar a história e toda vez que tinha um tempinho livre, não resistia e pegava o livro para ler, doida para saber o que aconteceria em seguida no desenvolvimento da trama.

E, de repente, casei da fórmula e não via a hora de terminar de vez. Mas como a história é realmente boa, mais uma vez fisgou minha atenção, devido ao crescente de situações desastradas e engraçadas dos personagens e foi com essa impressão positiva que terminei o livro.

No princípio fiquei meio perdida em meio a tantos personagens, pois é, são muitos, e de certa forma, todos são protagonistas. No começo foi difícil de acompanhar, pensei até em fazer uma lista com o nome e a função de cada um para consulta, mas a preocupação logo sumiu, porque a assimilação de quem é quem acontece de forma natural com o decorrer da leitura, ficando assim mais fácil o entendimento de qual personagem está enviando aquela mensagem e para quem.

Eu adorei o livro e ainda bem que perseverei na leitura, porque sem dúvida tive momentos de grande diversão.

12 comentários:

Jamille Queiroz disse...

Amei seu blog!

Débora Lauton disse...

Oi Driza

Acho que senti algo parecido quando li "Onde terminam os arco-íris" da Cecelia Ahern... o livro é todo feito com cartas, bilhetes e e-mails trocados pelos personagens... não sei se você já leu... é muito bom, mas chega uma hora que cansa...
Adorei seu post... e a dica está anotada...

beijos,
Dé...

Aline disse...

Driza,

Gostei da história, do tema, mas o fato de um livro ter muitos personagens sempre me confunde. Quem sabe um dia não acho o livro por aí e mudo de idéia? O fato de ser divertido me atraiu...
Seu post está ótimo, como sempre!

BJS

Dani disse...

Driza, li este livro acho que já tem uns 3 anos, na praia... Tive momentos em que pensei "o que estou fazendo perdendo o meu tempo com este besteirol..." mas não sou do tipo que abandona livros no meio da leitura, também tive momentos em que dei boas risadas, mas no somar das contas não recomendaria, achei bobo demais e cansativo, apesar de alguns bons momentos...
Dani

Carla Martins disse...

Nossa, fiquei louca pra ler! E nunca tinha ouvido falar desse livro! eu trabalho com internet, então, já viu!

beijos

Vivi disse...

hmmm...com base em seu comentário, é importante refletir se a fórmula epistolar literária pode ser bem sucedida qaundo migrada para o email. Bem, eu acredito que depende de quão exímio é o autor para sustentar uma narrativa apenas por mensagens via email. Mesmo não tendo lido o livro, penso que os emails por sua natureza sintética, rápida e, muitas vezes, improvisada perca em boa medida o viés literário e um pouco do entretenimento. Isso me preocupa. Por outro lado, temos que levar em conta a linguagem "twittada" que nos tem revelado ótimos microcontos. Com relação ao livro, o leria por curiosidade e para aprender mais sobree essas novas formas de comunicação. Valeu a dica, queriDriza!

Beijocas

Dee disse...

Esse livro está na minha listinha, mas nunca animei de fato a tê-lo.
Depois do seu post, vou pensar como mais carinho. o/

Driza disse...

Oi Dé,

já li Onde Terminam os Arco Íris, sim. Postei um comentário, dá uma lida: http://livronochadascinco.blogspot.com/2008/09/onde-terminam-os-arco-ris-cecelia-ahern.html

bjs

Driza

Driza disse...

Aline, Carla, Dee, Vivi (que bom que voltou!), Dani

O livro não tem nada de profundidade, é um besterol enorme, mas eu gostei foi das risadas que soltei. Valeu a pena por isso!

bjs

Driza

Patricia Cardoso disse...

Olá Driza,

valeu pela dica!

Beijos,

Paty

Jeanne Rodrigues disse...

Driza,

Se vc diz então vale a leitura...
Depois de ler "Onde terminam os arco-íris" indicado por vc e ter gostado, esse parece ser bom.

Bjos,

Marcio Scheibler disse...

Terminei de ler esse livro há poucos dias. O início é chato mesmo, mas depois a história pega embalo. O humor britânico é diferente do nosso, mas não deixa de ser bom.

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top