Paixões Perigosas

"Depois da morte de sua mãe adotiva, Chelsea Kane, 36 anos, é dominada pela necessidade de descobrir quem são seus pais biológicos. Ela tira uma folga de seu bem-sucedido escritório de arquitetura e vai para a pequena cidade onde nasceu, determinada a descobrir a verdade. Em sua busca, encontrará fortes desafios ao coração e ameaças graves à integridade física. Originalmente escrito em 1992, "Paixões Perigosas", de Barbara Delinsky, está sendo relançado nos Estados Unidos numa luxuosa edição de capa dura, pois, segundo seu editor, "é um clássico, poderoso e inesquecível, talvez o melhor romance desta magnífica autora". Poucas escritoras traduzem tão bem os problemas da alma feminina como a norte-americana Barbara Delinsky. Com personagens memoráveis e uma narrativa envolvente, Paixões Perigosas é o livro que garantiu à escritora um sucesso estrondoso no mundo inteiro."

Resolvi procurar Barbara Delinsky para conversarmos, afinal, ela me devia explicações sobre O Lago da Paixão, já que foi um livro tão decepcionante. Barbara logo me veio com esta outra história, prometendo que eu iria amar, e que eu iria perdoá-la por toda e qualquer péssima leitura que ela pudesse ter me proporcionado. Eu aceitei o desafio, li, e já perdoei tudo. Barbara Delinsky renasceu na minha preferência.


Lógico que o parágrafo acima é um acerto de contas fictício. Mas, ele aconteceu na minha mente. Eu não podia entender como uma autora que eu adoro tinha escrito um livro tão chato, que inclusive, eu já comentei aqui. E, para minha alegria, Barbara Delinsky se superou em Paixões Perigosas, escrevendo uma história emocionante.


Chelsea Kane sempre soube que era adotada, mas nunca se interessou em procurar sua origem biológica, até a morte de sua mãe adotiva. Sentindo-se excluída da família, ela parte em busca de solucionar o mistério em torno de seu nascimento, munida de pouquíssimas pistas e sem nenhum talento investigativo. Com uma personalidade forte, independente, e bem-resolvida, ela chega na pequena cidade de Norwich Notch para se associar numa companhia de granito, ocultando seus motivos verdadeiros para estar ali. Os habitantes são extremamente hostis, e querem fazê-la fugir. Eles não entendem o que uma mulher poderosa, rica, solteira veio fazer naquela cidade. Mas, a primeira descoberta de Chelsea é o irresistível Judd Streeter, gerente de sua empresa. A atração entre os dois é instantânea e explosiva. Ótimas cenas entre o casal, que tem uma relação de amor complicada, pontuada por um segredo que vai mudar a vida de ambos. Ainda existem outros personagens interessantes, como o misterioso Hunter, a amiga Donna, e, ainda, uma turma de habitantes conservadores capaz de irritar qualquer um.


O mistério do livro está na origem de Chelsea. Ela é vítima de acontecimentos estranhos e perigosos, enquanto está buscando seus pais, sua história naquela comunidade. Alguém não a quer na cidade, investigando o passado, descobrindo segredos muito bem escondidos. O desenrolar da história prende a atenção, até culminar num final cheio de revelações surpreendentes. Para quem ainda não conhece Barbara Delinsky, recomendo este livro como primeira leitura imperdível.

10 comentários:

Driza disse...

Adorei o papo com a Barbara... rs
Esse, tb pra mim, é o melhor livro dela.
bjs

Anônimo disse...

Olá, Aline

Faz pouco tempo que conheci o Blog, mas sempre que posso, dou uma espiadinha nos comentários de vocês.
Sabe que eu tinha a mesma sensação que você sobre essa escritora? O primeiro livro dela que eu li foi Sonhos (que depois foi relançado com outro nome e na forma de uma trilogia, da Esperança). Desse livro, eu gostei muito, mas Três Desejos, meu segundo livro dela, (desculpe o trocadilho), deixou a desejar... rsrsr
Eu tinha resolvido não arriscar mais nenhuma leitura da Bárbara Delinsky, principalmente depois de ler o seu post sobre O Lago da Paixão, mas agora resolvi dar mais uma chance para ela (mérito para o seu comentário aqui no Blog).

Bjs,

Márcia

Patricia Cardoso disse...

Aline,

valeu pela chance que deu a autora... rsrsrs . Dica devidamente anotada.

Beijos,

Paty

Vivi Bastos disse...

Aline, então vou sem medo de arriscar nesse aí. Òtimo post.

Beijos

Lili disse...

Tá aí...Esse livro parece ser maravilhoso. Eu ainda não tive sorte com a autora, mas tenho 3 dela aqui na pilha, em breve estarei postando por aqui...Agora paixões proibidas será um que não vou deixar passar.
Bjs
Obrigada
Lili

Lili disse...

Márcia, como vc detestei tb os Três Desejos, dei mais uma chance em Sonhos e da mesma forma foi frustrante. Mas eu não desisto rsrs
Tenho 3 e mais paixões proibidas para ler!

Vamos tentar de novo ;)
Bjs
Lili

Marcia disse...

Lili

Estou com você e a Aline no movimento "Vamos dar mais uma chance para Bárbara Delinsky" (afinal acontece com as melhores autoras, não é verdade?).

Para as pessoas que ainda não leram nenhuma obra da autora, a minha recomendação é não começar por Três Desejos.

Bjs,

Marcia

Jeanne Rodrigues disse...

Aline,

Adorei o post, e pretendo ler esse livro.
Até agora gostei dos livros que li dela, mas vou continuar fugindo de O Lago da Paixao.
Fiquei curiossima sobre alguns coisas que vc soltou mas vou me conter e não perguntar nadinha...risos...
A surpresa é sempre melhor....

Bjos

EAD disse...

Gostei da dica, bem do meu estilo.

Lili disse...

Já conheço a autora através dos outros dois livros que tive oportunidade de ler: Três Desejos e Sonhos. Confesso que não tinha gostado de nenhum deles... Resolvi dar outra chance a autora no livro Paixões Perigosas que finalmente superou as minhas expectativas. Desta vez a autora escreveu uma trama interessante, que te prende à atenção até o final.

O título do livro se encaixaria mais como Os amores de Chelsea Kane. Uma personagem cativante, independente, que enfrenta diversos obstáculos para alcançar seu objetivo_ descobrir a sua verdadeira origem. Em sua busca ela encontra muitas adversidades, incluindo a rejeição de alguns moradores da Norwich Notch que não tolera o seu estilo de vida, incluindo uma gravidez inesperada, seu romance com Judd Streeter (que detalhe não é o responsável pela sua gravidez) e pela parceria empresarial na pedreira de granito Plum Granite, que como uma mulher rica, é vista como uma ameaça aos homens de poder da pequena cidade de Nova Inglaterra.

Apesar da boa trama, ví algumas falhas... Em primeiro, o relacionamento extraconjugal de Matthew com Joanie. Não consegui entender porque Joanie era sempre muito bem vinda pelas mulheres de sua comunidade, que ao contrário de Chelsea grávida e 'forasteira' era mal vista e exclusa da mesma... Apesar da autora ter deixado claro que a comunidade era movida a aparências, achei um tanto forçado a comunidade não ajudar Donna com os maus tratos do marido (Matthew) e o mesmo em sua traição com Joanie... Outro ponto, foi a exclusão de Carl em saber a verdade, afinal ele é o pai do filho de Chelsea, seu melhor amigo e como não havia grandes mágoas, a história merecia essa revelação. Mas, infelizmente a autora deixou apenas nas entrelinhas, assim como o relacionamento de Chelsea com o seu pai adotivo... Concluo com isto, que o livro não teve um desfecho realmente, o que acabou me frustrando. A grande revelação de seus pais biológicos, também não foi tão surpreendente, pelo simples motivo da autora deixar pistas no decorrer da história, assim antes da grande revelação, o mistério já tinha sido desvendado em minha mente...Mas, enfim, excetuando alguns fatos, o livro é bom, por enquanto para mim sendo o melhor da autora...

Estou começando agora Mais que Amigos...novamente da BD.
Bjs

Postar um comentário

Muito legal ter você aqui no nosso Chá das Cinco!
Quer deixar um recadinho, comentário, sugestão?
Faça valer a sua opinião! Seja educado(a). Gentileza aqui sempre tem vez. Portanto, mensagens ofensivas não serão publicadas.

 
UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO © 2010 | Designed by Chica Blogger. Personalized by Lili and Medéia| Back to top